Jurídico SindSaúde vence ações que somam R$ 38 mil

Sex, 26 Abr 2019

Nesta semana, os advogados do sindicato venceram diversas ações de pagamento de exercício findo

O Departamento Jurídico do SindSaúde encerra esta semana com a vitória em sete ações judiciais. Ao todo, o governo do Distrito Federal deverá desembolsar cerca de R$ 38,5 mil com as sentenças proferidas pelo Tribunal de Justiça do DF.

A ação com o maior valor - R$ 18,3 mil - refere-se ao pagamento de diferenças de proventos, reconhecidas administrativamente. Outras cinco sentenças estão relacionadas à concessão de valores em exercício findo. Com o trabalho dos advogados da entidade, um sindicalizado também conseguiu, junto à justiça, um mandado de segurança para que o GDF responda, em 30 dias, um pedido de averbação de tempo de tempo de serviço.

Atendimento do Departamento Jurídico para sindicalizados:

De segunda à sexta-feira

Horário: 9h às 17h

SDS Ed. Venâncio lll sala 109/113 - Brasília, DF, 70393-902

Telefones: (61) 4063-9077 ou (61) 3225-6579

WhatsApp

Sindicalizado tem vantagens com cartão MasterClin

Qui, 25 Abr 2019

São mais de 4 mil estabelecimentos que oferecem descontos e benefícios, como cinemas e faculdades

A parceria do SindSaúde com o cartão MasterClin Vantagens oferece aos sindicalizados descontos e benefícios em mais de 8 mil estabelecimentos em todo o Brasil. Só no DF são aproximadamente 1500, como cinemas, instituições de ensino, postos de gasolina, lojas de móveis, laboratórios de exames clínicos e muito mais.

Todo servidor filiado ao sindicato tem o direito de usufruir destas vantagens sem custo adicional nenhum em sua mensalidade. É só buscar seu cartão na sede do SindSaúde.

Para ter acesso ao serviço, o filiado deverá apresentar ao estabelecimento conveniado seu cartão de identificação personalizado, que será emitido após solicitação por telefone ou diretamente na Sede do SINDSAÚDE.

“É uma grande alegria para o SindSaúde poder oferecer aos seus sindicalizados tantas vantagens, e o melhor, sem custa adicional nenhum para o servidor”, destaca a presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues.

Veja

Espaço NovaMente abre 200 vagas para atender servidores afastados da Secretaria de Saúde

Qui, 25 Abr 2019

Projeto também fará pesquisa das causas do adoecimento dos trabalhadores

A partir do próximo mês, o Centro de Atendimento e Estudos da Saúde do Servidor do Distrito Federal (Espaço NovaMente) começará a receber os servidores afastados do trabalho por problemas decorrentes de saúde mental. Inicialmente, serão 200 trabalhadores encaminhados pela Subsecretaria de Gestão de Pessoas e Diretoria de Saúde Mental da Secretaria de Saúde. A NovaMente também abrirá vagas para trabalhadores em processo de afastamento numa segunda etapa.

Segundo dados da pasta, entre 2015 e 2017, foram registrados mais de 60 mil afastamentos de servidores do órgão. Destes, 22,6% correspondem a a problemas como depressão, ansiedade e estresse grave. Isso significa que a cada cinco servidores, um se afasta por problemas de saúde mental.

No Espaço NovaMente, os servidores passarão por um acolhimento e receberão atendimento multidisciplinar - são profissionais de psicologia, terapia ocupacional, fisioterapia, enfermagem, educação física e serviço social.

Chefe do Centro Cirúrgico do HRG persegue servidores e atrapalha atendimento à população

Qui, 25 Abr 2019

Devido à postura da gestora, quatro funcionários já pediram para sair do hospital

O SindSaúde, mais uma vez, recebeu uma denúncia de perseguição e assédio moral promovidos por um gestor nomeado na gestão do incompetente. Dessa vez, no Centro Cirúrgico do Hospital Regional do Gama (HRG). De acordo com servidores do local, a chefia imediata chega até mesmo a dificultar a formulação das escalas e concessão de licenças-prêmio e férias.

Entre outras coisas, a chefe tem feito com que os servidores recebam salários inferiores das horas trabalhadas. Segundo eles, ela não faz o registro no ponto eletrônico quando os funcionários ultrapassam as horas das escalas.

A perseguição, antes restrita a servidores de nível técnico e enfermeiros, foi ampliada aos médicos. Por conta disso, quatro anestesistas pediram remoção ou exoneração dos cargos. Além disso, após um funcionário registrar uma denúncia contra ela, a chefe retirou o computador dos trabalhadores do setor, que antes ficava em uma sala reservada, e o instalou na sua sala.

A

Trabalhadores da Saúde já podem se vacinar na campanha contra a gripe

Ter, 23 Abr 2019

Começou a segunda fase da campanha de imunização contra a doença

A partir de 22 de abril, além das crianças e gestantes, que desde 10 de abril já podiam se vacinar, outros públicos-alvo da ação serão incluídos na lista de vacinação.

Devem ser vacinadas as mulheres com até 45 dias após o parto, pessoas com 60 anos ou mais de idade, trabalhadores da saúde, professores das escolas públicas e privadas, povos indígenas, pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade em medida socioeducativa, a população privada de liberdade e os servidores do sistema prisional.

De acordo com o Ministério da Saúde, em todo o Distrito Federal já foram registrados cincos casos de Influenza (doença respiratória infecciosa de origem viral). Para essa região, a pasta encaminhou 841 mil doses da vacina. Em todo o país, foram 255 registros.

Ao contrário do que alguns pensam a vacina não causa a gripe.

ATENÇÃO: Saiba como funcionarão unidades de saúde no feriado com ponto facultativo

Qua, 17 Abr 2019

Apenas Emergências, UPAs e Samu funcionarão em horário integral

Durante o feriado da Semana Santa, a maioria das unidades de saúde do Distrito Federal terá horários especiais ou estarão fechadas. Esta quinta-feira (18) será ponto facultativo, conforme estabelecido pelo Poder Executivo, o que amplia o feriado da sexta-feira da paixão para muitos funcionários públicos.

“As unidades responsáveis por atendimento essenciais aos cidadãos deverão manter escalas de modo a se garantir a prestação ininterrupta dos serviços”, afirma decreto publicado pelo governador Ibaneis Rocha (MDB) no Diário Oficial do DF de hoje.

Confira abaixo como funcionarão as unidade de saúde do DF:

EMERGÊNCIAS E UNIDADES DE PRONTO-ATENDIMENTO – Todas as emergências dos hospitais regionais e as Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) vão funcionar 24 horas por dia. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também funcionará em horário integral.

UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE E AMBULATÓRIOS – Na Sexta-feira da Paixão (19), as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e os ambulatórios dos hospitais estarão fechados.

CAPS

SES publica normas para servidores que trabalham em unidades de saúde

Qua, 17 Abr 2019

Em publicação no Diário Oficial, a pasta define como o funcionário deve atender o público e agir caso presencie irregularidades

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal publicou nesta quarta-feira (19) uma série normas para servidores públicos que prestam atendimento em unidades de saúde. Entre outras coisas, a portaria estabelece como funcionários devem agir e também fixou regras para quem ocupa cargos de chefia.

Segundo a publicação, os agentes públicos e prestadores de serviços públicos devem tratar as pessoas com civilidade e respeito; praticar a cortesia nas relações públicas e respeitar a capacidade e as limitações individuais dos usuários, sem discriminação ou preconceito; utilizar linguagem simples, acessível e compreensível, evitando o uso de siglas, jargões e estrangeirismos.

Caso presencie eventuais situações estranhas ao ambiente de trabalho, o servidor deve levar ao conhecimento da autoridade superior as falhas, vulnerabilidades e as irregularidades de que tiver ciência em razão do cargo público ou função de confiança.

Citando

SindSaúde flagra falta de estrutura em UBS de Ceilândia. Veja fotos:

Ter, 16 Abr 2019

Assédio, falta de condições de trabalho e muito improviso para atender a população do Sol Nascente

Na manhã desta terça-feira (16), a Direção do SindSaúde esteve na Unidade Básica de Saúde 1, em Ceilândia. Diversas são as irregularidades encontradas pela presidente Marli Rodrigues durante a visita.

O espaço físico utilizado não proporciona as condições necessárias para um atendimento de qualidade aos pacientes. Quatro equipes dividem um espaço improvisado há 5 anos e atendem toda a população do Sol Nascente trecho 2.

WhatsApp Image 2019-04-17 at 11.49.02.jpeg

À presidente Marli Rodrigues, os servidores denunciaram que sofrem perseguições e opressão da gestão da unidade. De acordo com os trabalhadores, é costume das chefias tratar os servidores no grito.

Servidores relatam que a frase “Vamos resolver ali em baixo” era frequentemente usada na gestão da ex-gerente, Cleocilene Andrade, o que era uma indireta, que dava a entender que devolveria o servidor para o setor de origem.

SindSaúde constata assédio moral grave na UBS nº 1, em Ceilândia

Ter, 16 Abr 2019

Gestão tentou impedir entrada da presidente para fiscalizar situação na unidade

A presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues, nesta terça-feira (16) recebeu dos servidores da Unidade Básica de Saúde 1, em Ceilândia, informação de diversas irregularidades e assédios constantes por parte dos gestores.

Ao chegar ao local, a supervisora de Serviços de Atenção Primária, da Gerência de Serviços de Atenção Primária n° 01, Fernanda Dutra Macedo, tentou proibir a entrada do SindSaúde. Porém, não obteve sucesso e a presidente continuou sua visita para ouvir denúncias a serem entregues na Secretaria de Saúde.

A UBS nº 1 atende a população do Sol Nascente trecho 2. São 4 equipes que dividem um espaço apertado, insalubre e com a promessa há 5 anos de melhorias que nunca vieram, o que impossibilita um atendimento digno aos pacientes. Segundo uma servidora do local, os protocolos da SES não são seguidos, tudo é improvisado, inclusive o banheiro é separado da pediatria por apenas uma divisória.

Os

Servidores têm até 9 de maio para informar se querem ficar no IGESDF

Seg, 15 Abr 2019

Quem não obedecer o prazo, perderá a prioridade na remoção

Os servidores lotados em alguma das seis Unidades de Pronto de Atendimento (UPAs) ou no Hospital Regional de Santa Maria - unidades que compõem o Instituto de Gestão Estratégica do Distrito Federal (IGESDF) - têm até 9 de maio para comunicar se querem permanecer onde atuam.

O trabalhador terá que indicar três unidades diferentes, podendo escolher pelas superintendências regionais de Saúde, Unidades de Referência Distrital (URDs), subsecretarias de Saúde ou outras unidades da administração central, com exceção do SAMU.

A manifestação deve ser feita no site www.sigs.saude.df.gov.br, em computador instalado na rede da SES-DF, com os mesmos dados de acesso ao sistema Windows. Quem estiver afastado, de licença ou de férias deverá efetuar a manifestação por meio de um processo no Sistema Eletrônico de Informações (SEI) após o retorno ao posto de trabalho.

As remoções seguirão critérios como redução do pagamento de horas extras e custos com remuneração e necessidade de mais mão de obra em outras unidades de saúde.

Segundo

Jurídico vence mais duas ações da GATA e três processos de exercício findo

Sex, 12 Abr 2019

Com sentenças dessa semana, GDF terá que desembolsar ao menos R$ 60 mil

O Departamento Jurídico do SindSaúde encerra esta semana com vitórias que beneficiam oito sindicalizados. Ao todo, o Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDFT) condenou o GDF em duas ações de pagamento da Gratificação de Atividade Técnico-Administrativa (GATA), três de concessão de valores em exercício findo e outras três referentes à restituição de valores descontados indevidamente e diferença de proventos.

Com as condenações, o governo do Distrito Federal terá que desembolsar pelo menos R$ 60,1 mil, montante que pode ser ainda mais maior, pois em algumas condenações, como as da GATA, o Tribunal de Justiça do DF não divulgou os valores.

Além disso, em boa parte das ações, a Justiça determinou a correção monetária a partir da data em que os benefícios deveriam ter sido pagos pelo governo.

Atendimento do Departamento Jurídico para sindicalizados:
De

Ministério da Saúde inicia campanha de vacinação contra Influenza em todo o país

Qui, 11 Abr 2019

Trabalhadores da Saúde podem se vacinar a partir de 22 de abril

O Ministério da Saúde iniciou a campanha nacional de vacinação contra a Influenza (doença respiratória infecciosa de origem viral) . Até 31 de maio, a pasta pretende imunizar 58,6 milhões de pessoas. A partir de 18 de abril, a campanha irá priorizar crianças de até seis anos de anos de idade e gestantes - grupos considerados mais vulneráveis.

Em 22 de abril, o órgão dará início a vacinação a outros grupos: trabalhadores de saúde, povos indígenas, mulheres até 45 dias após o parto, idosos a partir dos 60 anos, professores, pessoas portadoras de doenças crônicas, detentos, adolescentes em conflito com a lei, funcionários do sistema prisional, entre outros

O Dia D (data em que toda a população pode ser vacinada) ocorre em 4 de maio, sábado.

De acordo com o Ministério da Saúde, em todo o Distrito Federal, já foram registrados cincos casos de Influenza.

Atestados de até 3 dias voltam a ser avaliados pela chefia imediata na Região de Saúde Central

Qui, 11 Abr 2019

Circular anterior causou alto fluxo na Subsaúde e foi revogada pela própria superintendência

O superintendente da Região de Saúde Central, Luciano Gomes Almeida, revogou a circular 29, datada de 29 de março, que determinava que todos os atestados médicos, inclusive de 3 dias, apresentados na Região de Saúde Central deveriam ser submetidos a Subsecretaria de Segurança e Saúde no Trabalho (SUBSAÚDE). Estão nesta regional as unidades da Asa Norte, Lago Norte, Varjão, Cruzeiro, Sudoeste, Octogonal, Asa Sul e Lago Sul.

revogação atestados

Após aumentar o fluxo de atendimento para homologação de atestados na SUBSAÚDE, a Subsecretaria de Gestão de Pessoas (SUGEP) indicou ao gestor que os atestados voltassem a seguir o fluxo das demais superintendências, o que desafoga a SUBSAÚDE e gera igual tratamento isonômico aos servidores.

Foi então que a superintendência reavaliou e revogou a circular. Os atestados médicos de até 3 dias voltam a ser avaliados pela chefia imediata, a qual terá autonomia para definir sobre a devida homologação.

A

Assédio Moral na Saúde nunca mais!

Qui, 11 Abr 2019

Regional do Gama indica diretor e cria comissão anti-assédio para tratar de nomeações e exonerações

Os servidores do Hospital Regional do Gama definiram, nesta quinta-feira (11), em assembleia do SindSaúde, encaminhar para a Superintendência o nome de Dr. José Atevaldo do Nascimento Júnior como diretor do hospital. Os trabalhadores também elegeram uma comissão anti-assédio para avaliar e acompanhar as nomeações e exonerações.

“Assédio na Saúde nunca mais! Esses assediadores que perseguiram e continuam perseguindo os servidores serão varridos para fora um por um”, afirmou a presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues.

A assembleia também definiu o retorno de Moacir José da Conceição ao Centro Cirúrgico e de Milton Araújo ao ambulatório. Os dois sofreram perseguição e foram removidos contra a vontade. Os servidores do Gama definiram, ainda, indicar o nome de Lisana Araújo para a gerência de enfermagem.

Escolhas

Dr. Atevaldo é médico otorrinolaringologista há 25 anos no local.

Prazo para recadastramento de aposentados e pensionistas é novamente prorrogado

Qui, 11 Abr 2019

Cerca de mil beneficiários, aniversariantes de janeiro, não fizeram atualização e terão até 10 de maio para recadastrar

O Instituto de Previdência dos Servidores do DF (Iprev/DF) prorrogou o prazo para o recadastramento, prova de vida, dos aposentados e pensionistas da administração direta, autárquica e fundacional do Governo do DF que fizeram aniversário em janeiro e ainda não atualizaram seus dados. É a segunda vez que o prazo de recadastramento é prorrogado.

Segundo publicação do Portal Metrópoles, um levantamento feito pelo Iprev mostra que cerca de mil beneficiários que deveriam ter feito o seu recadastramento no mês de janeiro ainda não o fizeram. Eles terão agora até 10 de maio para atualizar os dados.

O recadastramento deve ser feito presencialmente no Banco de Brasília (BRB), de segunda a sexta-feira, no horário de expediente bancário. A relação das agências com endereço completo está no portal do Iprev: www.iprev.df.gov.br/recadastramento.

SindSaúde se reúne com BRB e busca maior carência e menores juros para endividados

Qua, 10 Abr 2019

BRB apresentou um cadastro online para atendimento e análise de cada caso

O SindSaúde se reuniu na terça-feira (9), com o subsecretário de Relações Institucionais do DF (Seris), Valteni Souza, e com a Diretora de Crédito e Clientes do BRB, Cristiane Bukowitz. O encontro ocorreu no anexo do Palácio do Buriti e teve por pauta a situação dos servidores públicos superendividados.

A presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues, abriu a reunião apresentando a atual situação de boa parte dos servidores da Saúde. Segundo ela, a maior parte da categoria está adoecida e com dívidas com os bancos, situação que reflete na família, no trabalho e na saúde mental dos trabalhadores. Então, reivindicou ao BRB uma proposta de renegociação das dívidas que facilite o pagamento, com carência de 4 meses e menores juros nas parcelas.

A representante do banco afirmou que a atual gestão do BRB está trabalhando para contemplar os endividados e proporcionar melhores condições aos servidores.

Sindicalizados podem adquirir plano especial com 6GB de internet

Qua, 10 Abr 2019

Planos estão disponíveis a partir de R$ 69,90 e com WhatsApp à vontade

O SindSaúde-DF recebeu novos aparelhos LG K9 TV para os sindicalizados que tenham interesse em adquirir planos especiais em parceria com a Claro. A promoção vale enquanto durarem os estoques.

O equipamento tem tecnologia de TV Digital e o servidor também poderá fazer fotos em alta qualidade, jogar e assistir vídeos. Tudo isso numa tela de 5 polegadas.

O benefício para os associados inclui ainda 6GB de internet, ligações ilimitadas para fixo ou móvel de qualquer operadora, local e interurbano, e WhatsApp à vontade.

Os planos têm mensalidades a partir de R$ 99,90 (com o aparelho) ou R$ 69,90 (somente a linha, sem aparelho) e só valem para sindicalizados do SindSaúde-DF que estiverem em dia com as obrigações estatutárias legais.

O pagamento do plano será por débito automático em conta corrente do Banco de Brasília (BRB).

O

Grupo de trabalho vai elaborar diretrizes para contratos de alimentação na SES

Qua, 10 Abr 2019

SindSaúde noticiou diversos calotes, ao longo de 2018, de convênios com prestadores do serviço

A Subsecretaria de Atenção Integral à Saúde, órgão vinculado à SES, publicou no Diário Oficial do Distrito Federal desta quarta-feira (10) uma ordem de serviço que cria um grupo de trabalho para elaborar um manual para os contratos de fornecimento de alimentação. O colegiado será supervisionado pela Gerência de Serviços à Nutrição e contará com cinco servidores.

Ao longo de 2018, durante o governo de Rodrigo Rollemberg (PSB), a reportagem do SindSaúde noticiou diversos impasses envolvendo o poder público e empresas que fornecem alimentação aos hospitais. Em dezembro do ano passado, a empresa Sanoli ameaçou interromper o serviço no Instituto Hospital de Base e no Hospital Materno Infantil caso o governo não pagasse dívidas que somavam R$ 37,4 milhões.

O grupo de trabalho terá quatro meses para concluir as novas diretrizes e deverá se reunir a cada 15 dias. Além disso, segundo a publicação, “o grupo poderá convidar outros servidores da SES e/ou especialistas com expertise no assunto em discussão para atuarem como técnicos de apoio, quando isso for pertinente e necessário”.

Servidor se torna alvo para o novo terrorismo no Brasil

Qua, 10 Abr 2019

Por Marli Rodrigues

A desvalorização do servidor público cresce um pouco a cada ano. Foi-se o tempo em que ocupar cargos públicos com a nomeação deles era palavra de ordem e caía muito bem aos governantes, que valorizavam a natural ordem de dar mérito a quem mereceu o mérito.

Hoje, o que se vê, e o que sentimos na pele, é a desvalorização dessa classe trabalhadora. Especialmente na Saúde Pública do Brasil. Se não há um plano nacional de gestão na Saúde, essa conta é cobrada lá na ponta, no profissional que está atendendo. É cobrado do servidor que faz seu máximo, se dedica, e busca resolver cada demanda do paciente mesmo em estado de caos.

Se não há uma gestão preocupada em como um medicamento chegará até as remotas comunidades ribeirinhas em um estado como Amazonas, por exemplo, há nesse local um servidor da Saúde que se desdobra na tentativa de atender um paciente que clama pela vida.

SES publica portaria com regras para os servidores que optem pela remoção de unidades do IGESDF

Ter, 09 Abr 2019

Instituto é responsável pela gestão do Hospital de Base, Hospital de Santa Maria e das UPAs do Distrito Federal

A Secretaria de Saúde publicou, na manhã desta terça-feira (9), no Diário Oficial do DF, uma portaria com as regras para os servidores que queiram trabalhar em unidades de saúde fora da atuação do Instituto de Gestão Estratégica do Distrito Federal (IGESDF). O IGESDF é uma um serviço social autônomo responsável pela gestão do Hospital de Base, Hospital Regional de Santa Maria (HRS) e das Unidades de Pronto Atendimento (UPAs). O Instituto foi aprovado pela Câmara Legislativa no final de janeiro.

O servidor terá que indicar três unidades diferentes, podendo escolher pelas superintendências regionais de Saúde, Unidades de Referência Distrital (URDs), subsecretarias de Saúde ou outras unidades da administração central, com exceção do SAMU.

Segundo a publicação, o trabalhador que opte por ser removido de alguma dessas unidades deve comunicar a intenção em até 30 dias, com exceção daqueles que estiverem de licença, afastados ou de férias.