SindSaúde coleciona vitórias em 2018

Sex, 21 Dez 2018

Mesmo com perseguição, sindicato garantiu aos servidores decisões coletivas importantes no Legislativo e Judiciário

Apesar da tentativa constante do Governo do Distrito Federal de enfraquecer os servidores, o ano de 2018 foi marcado por importantes vitórias no Legislativo e Judiciário frente ao Executivo. Além da grande vitória do SindSaúde na campanha do #ForaRollemberg.

No Legislativo, logo no início do ano, uma articulação do SindSaúde garantiu recursos para pecúnias dos servidores no Orçamento de 2018. Em junho foi a vez de prever na Lei de Diretrizes Orçamentárias recursos para GATA e Isonomia. Mesmo diante dos vetos do governador, os deputados ficaram ao lado dos servidores mostrando a importância do tema.

O Tribunal de Contas do DF também garantiu importantes vitórias aos servidores da SES. Foi o caso da Gratificação de Titulação (GTIT) para toda a categoria, da Gratificação de Movimentação (GMOV) para os servidores da Administração Central (ADMC), das compras e seleção para o Instituto Hospital de Base.

Em

O QUE ESPERAR DO NOVO GOVERNO EM 2019

Qui, 20 Dez 2018

Por Marli Rodrigues

O ano de 2018 está findando. Estamos prestes a saudar a chegada de um novo ano. Como sempre, o receberemos de braços abertos, rogando saúde, paz, esperança e prosperidade...

Encerrar 2018 significa mais que simplesmente a virada do ano. É o fechamento de um ciclo doloroso, que marcou nossas vidas, enquanto cidadãos e servidores, de forma muito negativa.

Enfrentamos tormentos e aflições inimagináveis. A cada dia, uma nova tortura imposta pelo algoz-mor, Rollemberg, e seu verdugo predileto, Humberto Fonseca.

Foram dias difíceis para toda a população de Brasília, mas, para a classe de servidores públicos ele reservou quinhões de maldade extras.

Mandou bater em professores e deixou alunos com fome; sucateou a polícia e fechou delegacias; destruiu a saúde pública. Esses são alguns exemplos superficiais desses dias de tormento.

O ano de 2019 nos traz a esperança de dias de glória!

SES paga TPD até sexta-feira e pecúnias em 28 de dezembro

Qua, 19 Dez 2018

Garantiu foi repassada pela SEFAZ para representante do SindSaúde

A conta-gotas o Governo do Distrito Federal paga os direitos dos servidores. O recurso para o pagamento do Trabalho por Tempo Determinado (TDP), referente ao mês de agosto, será transferido da Secretaria de Fazenda para a Secretaria de Saúde ainda nesta quarta-feira (19). Por conta dos trâmites burocráticos de repasses, deve entrar na conta dos servidores, no mais tardar, na noite de sexta-feira (21). A confirmação do pagamento para os servidores da Secretaria de Saúde foi feita pela SEFAZ à colaboradora do SindSaúde, Silene Almeida.

A Fazenda também garantiu que, no dia 28 de dezembro, à noite, serão pagas as pecúnias de parte dos servidores que aposentaram em julho. No entanto, a pasta ainda não informou o período contemplado. O SindSaúde está em contato com representantes da pasta para apurar a informação de datas exatas e repassar à categoria.

Mais

Sanoli ameaça interromper oferta de alimentos em dois hospitais por falta de pagamento

Qua, 19 Dez 2018

GDF deve mais de R$ 37,4 milhões para empresa de notas do IHBDF e Hospital de Apoio. Pasta já teria até recebido do Base e não repassado

Os pacientes do Hospital de Base do Distrito Federal e do Hospital de Apoio de Brasília correm risco de ficar sem alimentação nos próximos dias. A Sanoli, empresa responsável pelas refeições servidas a funcionários e pacientes, ameaça interromper os serviços por falta de pagamento.

A dívida que a empresa cobra refere-se ao fornecimento de alimentação do mês de julho do Hospital de Base (R$ 2,3 milhões) e agosto, setembro, outubro e novembro do Hospital de Apoio (R$ 582,8 mil). O montante total que o GDF deve para a Sanoli é de R$ 37,4 milhões.

A possível interrupção no fornecimento de alimentos deve-se aos estoques se encontrarem “severamente diminuídos, podendo acarretar, inclusive, eventual interrupção dos serviços, por absoluta falta de insumos para a produção de refeições”.

MP quer saber se SES tem condições reais de assumir serviço de remoção de corpos

Ter, 18 Dez 2018

A partir de janeiro, em casos de mortes naturais, atendimento não será mais do IML. Preocupação do órgão é possível caos na falta do atendimento

A Secretaria de Saúde do DF tem até esta quarta-feira (19) para esclarecer ao Ministério Público do DF se está efetivamente preparada para absorver a demanda de remoção de corpos em caso de morte natural, hoje realizada pelo Instituto Médico Legal, a partir de 1º de janeiro de 2019.

Em recente inspeção no IML, a Promotoria de Justiça de Defesa dos Usuários dos Serviços de Saúde foi informada de que, a partir de 1º de janeiro de 2019, o IML não mais fará a remoção de cadáveres cujas mortes fossem decorrentes de causa natural. Isso porque o Serviço de Verificação de Óbito (SVO), estrutura vinculada à Secretaria de Saúde do DF, já estaria apto a absorver em definitivo demanda.

Em

Incompetência: SES devolve mais recurso federal e ainda fica com saldo devedor

Ter, 18 Dez 2018

Ministério da Saúde enviou ofício com a cobrança por conta de pagamento sem atualização dos valores

Não bastasse ter que devolver recursos ao Ministério da Saúde por incompetência de gestão, a Secretaria de Saúde do DF ainda fez o pagamento sem atualização dos valores. Agora, em ofício enviado em 6 de dezembro último, o MS cobra o pagamento de um saldo devedor.

O recurso que veio do Fundo Nacional de Saúde para “Estruturação do Núcleo de Economia da Saúde do Distrito Federal” foi devolvido integralmente já que nenhum centavo dos R$ 248.148,72 (duzentos e quarenta e oito mil, cento e quarenta e oito reais e setenta e dois centavos) foi utilizado.

A SES fez a devolução em duas parcelas, em 17/09/2018 e 08/10/2018. No entanto, os valores foram recolhidos sem atualização. Agora, a secretaria tem que fazer a devolução da diferença do saldo devedor, no valor de RS 4.166,74

NÃO DEIXE SEUS DIREITOS CAÍREM EM EXERCÍCIO FINDO!

Seg, 17 Dez 2018

Todo final de ano é aquela correria até os setores de pagamento da Secretaria de Saúde para garantir que os pagamentos devidos durante o ano corrente e sem qualquer pendência sejam quitados dentro do exercício.

Se não forem pagos, caem no famigerado "restos a pagar", mais popularmente conhecido na SES como "exercício findo"! Quando isso ocorre, o credor fica refém da burocracia pública, pois depende de "reconhecimento de dívida", do orçamento previsto e de recurso financeiro (dinheiro em caixa disponível para esse fim). Resumindo: a perder de vista!

O que fazer para evitar essa dor de cabeça?

O setor de pagamento da SES emitiu o alerta abaixo para os servidores ficarem atentos e não deixarem que isso aconteça. Leia abaixo:

Senhores Gestores de Pessoas,

Informamos que será aberta a versão 28 suplementar para lançamentos de acertos financeiros ano 2018. Ressaltamos que não pode lançar nessa versão: diferenças 13 sem vínculo, e servidores nomeados após fechamento da folha 12/2018 que serão pagos versão 75, e os servidores efetivos que terão o pagamento na versão 01/2019.

Conheça as principais lutas do SindSaúde

Seg, 17 Dez 2018
Sem desanimar, o sindicato segue na defesa dos direitos e condições melhores de trabalho para os servidores da Saúde
A GATA E O RATO
Desde setembro de 2015, os servidores aguardam a incorporação da Gratificação de Atividade Técnico-Administrativa (GATA), que foi regulada pela Lei 5.008/2012. Para garantir a conquista, criada em 2004, foram muitas greves, paralisações, retaliações, punições e injustiças.
Quando o SindSaúde encampou essa luta, houve muita resistência dos governantes e uma adesão maciça dos trabalhadores. À época, Rodrigo Rollemberg (PSB), então senador, afirmou que faria pressão para o próximo governador pagar a incorporação. Por um capricho do destino, ele mesmo se elegeu governador e mudou de ideia.
Uma greve em 2015 cobrou o cumprimento da lei. O chefe do Executivo prometeu grupos de trabalho para tudo, mas não passou de uma reunião.
Agora, no final dessa gestão, os servidores se enchem de esperança de novos tempos, novos gestores e novas negociações.

SindSaúde está de recesso de 17 de dezembro a 6 de janeiro

Sex, 14 Dez 2018

Alguns serviços funcionarão em regime de plantão

O SindSaúde estará de recesso a partir da segunda-feira (17/12) e estará com atividades suspensas até domingo (6/1) em virtude das festas de fim de ano. As atividades serão retomadas normalmente em 7 de janeiro, segunda-feira.

Durante o período, haverá plantão jurídico para emergências, prazos em processo administrativo, medida constritiva de liberdade e outras situações mediante avaliação. Contato: (61) 99159-0377.

Excepcionalmente, em janeiro de 2019, o Departamento Jurídico atenderá somente os prazos judiciais ou administrativos, retornando a receber documentos para ações ordinárias a partir de 4 de fevereiro.

Os associados que têm plano de aparelho móvel via parceria SindSaúde que tiverem algum problema em suas linhas telefônicas podem entrar em contato pelo celular (61) 99148-7840.

Durante o período do recesso, também haverá plantão da Direção no seguinte contato:
17/12 a 20/12 - Rodrigo Conde – (61) 98153-0159

Telefones de plantão:

Paciente aguarda há dois dias por cardiologista no HRT

Sex, 14 Dez 2018

Homem de 82 anos já enfartou quatro vezes e passou noite em cadeira de rodas por falta de maca

A família de Antonio Batista dos Passos, de 82 anos, vive um tormento desde a última quarta-feira (12), quando ele sentiu fortes dores no peito e foi levado para o Hospital Regional de Taguatinga (HRT).

O idoso foi atendido por um clínico geral por falta cardiologista e passou a noite em uma cadeira de rodas por falta de macas. Ele já sofreu quatro enfartos, o último há três meses.

“Quando conseguiram uma maca para ele, não tinha colchão e ele chegou ficar uma manhã deitado na maca dura aguardando”, conta a filha, Janete Batista.

Antonio conseguiu fazer os exames, mas aguarda há dois dias o atendimento de um cardiologista. Segundo os profissionais do hospital informaram à família, não há previsão de um especialista aparecer no local.

“Nossos

Pacientes estão sem atendimento no Gama por falta de energia

Sex, 14 Dez 2018

Posto improvisado embaixo de arquibancada do Estádio Bezerrão está fechado

Os pacientes da Região Leste que buscam atendimento no Centro de Saúde improvisado no Estádio Bezerrão, no Gama, estão voltando para casa frustrados. O local está fechado há três dias por falta de energia.

“Como se não bastasse o local insalubre e inapropriado ao atendimento de Saúde, agora o paciente ainda dá de cara na porta. O que esse governo está fazendo no apagar das luzes é ainda pior do que vem fazendo esses últimos anos”, afirma a presidente do SindSsaúde-DF, Marli Rodrigues.

O local se tornou um posto de atendimento depois que o governo abandonou a obra do Centro de Saúde 8 e três equipes de Saúde da Família atendiam no Estádio. O local do antigo posto se tornou abrigo para moradores de rua, tráfico de drogas e criadouro de mosquito da dengue.

As

Show Solidário de Leonardo tem parceria do SindSaúde

Qui, 13 Dez 2018

Sindicalizados podem retirar vale-ingressos nas regionais, ajudar na iniciativa e curtir o evento

Mais uma vez, o SindSaúde apoia a iniciativa do Fundo de Envolvimento da Indústria, Comércio e Turismo - FEICOTUR/ DF e é parceiro do Show Solidário do cantor Leonardo. O evento será no dia 29 de dezembro de 2018, às 21h, no Pavilhão do Parque da Cidade.

O objetivo é arrecadar o maior número possível de alimentos não perecíveis para doação à instituições. Na edição de 2017, foram arrecadadas 55 toneladas.

Os sindicalizados já podem retirar o vale-ingresso para a pista do evento com os diretores e delegados do SindSaúde, nas regionais de Saúde. Depois, devem se dirigir a um dos pontos de troca abaixo para adquirir os 5kg de alimento e trocar pelo ingresso. Caso o servidor prefira, ele pode ir diretamente a um dos pontos de troca, informar que é sindicalizado e fazer todo o procedimento de retirada e troca de vale-ingresso no local.

Pacientes do DF podem ficar sem oxigênio por falta de pagamento

Qui, 13 Dez 2018

Empresa alertou GDF que se débito continuar, vai retirar equipamentos e suspender a entrega de gases medicinais

A virada do ano pode ser traumática para os pacientes da rede pública de Saúde do DF. A empresa Air Liquide, que fornece gases medicinais, entre eles oxigênio para os pacientes, pode suspender o fornecimento e retirar seus equipamentos dos hospitais e centros de saúde caso o Governo do Distrito Federal não quite os débitos atrasados e regularize os pagamentos.

A empresa está sem receber há mais de 90 dias e já informou que vai suspender o serviço a partir de 28 de dezembro se continuar sem receber. A empresa recebeu R$ 1,2 milhão de atrasados do governo, mas ainda tem uma fatura de R$ 771,2 mil para receber.

Segundo documento enviado pela Air Liquide em 10 de dezembro, ao qual o SindSaúde-DF teve acesso, a empresa pretende ir à Justiça caso o valor não seja pago e não tentará novas negociações.

Os

Golaço no secretário Humberto Fonseca

Qui, 13 Dez 2018

Bastidores

Enquanto se preocupou em trabalhar para tentar reeleger o chefe Rodrigo Rollemberg, o secretário Humberto Fonseca abriu a retaguarda e agora, levou um baita gol por baixo das pernas.

Que sua gestão à frente da SES é falha, todos os servidores sentiram na pele. O que Fonseca certamente não imaginava, do alto de sua prepotência, é que os diretores escolhidos se destacariam.

O gol de placa desta vez é assinado por Ismael Alexandrino, diretor do Instituto Hospital de Base que, politicamente, conseguiu conquistar a confiança de outro governador.

Ismael Alexandrino encerra seu jogo no Hospital de Base. Ele foi convidado a assumir a Secretaria de Saúde de Goiás a partir de 1º de janeiro, durante a gestão de Ronaldo Caiado (DEM). O Estado de Goiás tem quase 7 milhões de habitantes em seus 246 municípios.

Fonseca deve estar até agora procurando a bola.

UBS de Taguatinga interrompe distribuição de remédios controlados por 20 dias

Qua, 12 Dez 2018

Caso semelhante ocorre em unidade da Ceilândia

A falta de planejamento da atual gestão da Secretaria de Saúde do Distrito Federal parece não ter limite. Matéria do telejornal Bom Dia DF, da TV Globo, desta quarta-feira (12), noticiou que a Unidade Básica de Saúde n° 7 de Taguatinga interrompeu a distribuição de medicamentos controlados psiquiátricos até o final do ano.

E o motivo não é a falta desses produtos, mas sim devido as férias do farmacêutico responsável pela distribuição. No local, está fixado um aviso informando o problema.

Na mesma reportagem, outros pacientes reclamam da falta de outros medicamentos mais simples, como o Omeprazol - utilizado para problemas gastrointestinais e encontrado em farmácias por até R$ 4.

Mas o descaso não para por aí. Segundo servidores do Centro de Saúde 10 de Ceilândia, a unidade também vai parar de fornecer psicotrópicos no recesso do Ano Novo e até 20 janeiro.

Até nunca mais, Rollemberg

Ter, 11 Dez 2018

Podemos afirmar, sem medo de errar, que esses foram os quatro anos mais difíceis da vida dos servidores da Saúde do DF. Os quatro anos de maior abandono na rede pública de Saúde. Em janeiro de 2015, éramos só esperança. Logo, vimos que o candidato eleito, que se promoveu com o slogan "atitude para mudar", era mais do mesmo. Como diz o ditado "por fora, bela viola. Por dentro, pão borolento". A população de Brasília foi vítima do maior estelionato eleitoral de sua história!

Enfim, está chegando a hora de dizer "adeus" a Rodrigo Rollemberg. Aqui, ele nunca mais conseguirá fazer o que fez - destruir os serviços públicos, derrubar casas, enterrar sonhos, perseguir servidores e deixar terra arrasada!

Um governante sério não vira as costas para a população e nem para os servidores, que são o elo entre o Estado e a sociedade.

TPD: Tribunal de Contas do DF quer esclarecimentos sobre atrasos no pagamento

Ter, 11 Dez 2018

Representação partiu do deputado distrital Raimundo Ribeiro

O Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) deu 15 dias para que a Secretaria de Saúde esclareça sobre os atrasos no pagamento do Trabalho em Período Definido (TPD). A decisão foi publicada no Diário Oficial do DF desta terça-feira (11). A representação com o pedido de explicações à SES foi movida pelo deputado distrital Raimundo Ribeiro (MDB).

Além de propor projetos e aprovar leis, os distritais também possuem a prerrogativa de fiscalizar os atos do Poder Executivo.

Ao longo do ano, a reportagem do SindSaúde noticiou inúmeros atrasos no repasse do benefício. Há uma semana, por exemplo, o portal do sindicato publicou uma matéria que afirmava que o GDF deve dois meses (agosto e setembro) do TPD. Desde a sua criação, a concessão da TPD se tornou uma ilíada à classe da Saúde local.

Instituído por decreto, em maio deste ano, pelo poder Executivoo TPD modificou o pagamento do das horas extra.

ALERTA: SES deve R$ 10 milhões de serviços de vigilância e limpeza

Seg, 10 Dez 2018

Empresa enviou 7 ofícios de cobrança salientando que a dívida pode gerar correção monetária

Que o Governo do Distrito Federal tomou como prática o calote, todos já sabem. Todos os dias uma nova cobrança chega nas secretarias ou Palácio do Buriti. A mais recente foi endereçada ao secretário de Saúde do DF, senhor Humberto Fonseca. A SES, entre outras, possui dívidas que somam cerca de R$ 10 milhões, referentes a serviços de vigilância e limpeza prestados pela empresa Ipanema, nos meses de setembro e outubro deste ano.

Na última quinta-feira (6), a companhia encaminhou ao órgão sete ofícios solicitando o pagamento do trabalho realizado em unidades de saúde da região centro-sul (Candangolândia, Estrutural, Guará e Park Way, Núcleo Bandeirante, Riacho Fundo I e II, SIA e SCIA).

Segundo o contrato firmado entre a SES e a Ipanema, o repasse dos serviços prestados pela empresa deveria ser feito em conta bancária até dois meses após a sua realização e 30 dias após apresentação da nota fiscal.

SindSaúde apresenta cenário da Saúde do DF para futuro secretário

Sex, 07 Dez 2018

Osney Okumoto e equipe receberam diagnóstico de dimensionamento de pessoal de toda a rede pública

A diretoria do SindSaúde-DF recebeu, nesta sexta-feira (7), na Clínica Nova Mente, o futuro secretário de Saúde, Osney Okumoto, e sua equipe para apresentar um diagnóstico da pasta e as demandas dos servidores para que o novo governo construa suas políticas com diálogo.

A Nova Mente é uma clínica multiprofissional voltada para a saúde mental dos servidores. Ainda em campanha, Ibaneis Rocha conheceu o local, se encantou com a proposta e afirmou ser parceiro da iniciativa. O local oferecerá fisioterapia, farmácia, música, nutrição, biodança, psicologia, educação física e terapia ocupacional para os servidores.

O secretário Okumoto reafirmou a parceria iniciada por Ibaneis e disse que quer construir junto com os servidores a administração da pasta. Prometeu transparência na gestão e diálogo.

“Tenho visto muita coisa, ficado muito preocupado, mas, no entanto, conheci a Marli, algumas pessoas fizeram uma apresentação para mim e comecei a sentir que tem jeito de fazer um trabalho muito bacana.

Motorista entra com o carro no HRT e assusta pacientes

Sex, 07 Dez 2018

Ainda não se sabe o motivo que levou o homem a estacionar no interior do hospital

Um homem entrou com o carro dentro do Pronto Socorro do Hospital Regional de Taguatinga (HRT), na madrugada desta sexta-feira (7). O vídeo com a cena inusitada foi enviado ao SindSaúde nesta manhã. Ninguém ficou ferido por conta do ocorrido. O que se sabe é que a pessoa que estacionou o veículo saiu minutos depois da unidade de saúde.