Painel SindSaúde destaca a má gestão do GDF, que será obrigado a devolver recurso público

Qua, 23 Mai 2018

No material desta semana, o Painel SindSaúde, instalado no Centro de Brasília, trata da má gestão do Governo de Rodrigo Rollemberg, que terá que devolver R$ 50 milhões da Saúde por pura incompetência.

O SindSaúde tem feito uma série de denúncias ao GDF, que faz a Saúde e o povo sangrarem, abandanando os que mais precisam de assistência.

E agora? De quem é a culpa???

#forarollemberg

Assita ao vídeo:

Nem crianças escapam ao ódio de Rollemberg, amante da terceirização

Qua, 23 Mai 2018

O caos que a saúde pública vive hoje no Distrito Federal não é apenas em uma ou outra área. Adultos, idosos e crianças são vítimas do abandono do serviço público prestado pelo governador Rodrigo Rollemberg e sua equipe, nos últimos anos. O fechamento de pediatrias e a falta de atendimento na rede deixam famílias inteiras reféns.

Um balanço da Assistência à Saúde, Desempenho e Efetividade do SUS, com números de 2013 a 2017, mostrou que a taxa de mortalidade infantil (número de óbitos de menores de um ano de idade, por mil nascidos vivos) no DF passou de 10,3 em 2016 para 11,3 em 2017. A assistência na área de pediatria é totalmente deficitária. As unidades básicas de saúde passaram a atender com o médico da família, suprimindo o atendimento especializado para essa faixa etária.

Não bastasse acabar com a especialidade na atenção primária, restringem os atendimentos nas emergências.

Paciente oncológico é liberado no IHBDF por falta de aparelho para cirurgia

Ter, 22 Mai 2018

Cinthia Gomes foi internada, mas equipamento do Instituto Hospital de Base está quebrado e ela não foi operada. Irmão desabafa

Mesmo depois de ser diagnosticada com um grave tumor cerebral, a microempresária Cinthia Gomes Araujo, 39 anos, não conseguiu vaga no Instituto Hospital de Base do Distrito Federal (IHBDF) para ser submetida à cirurgia de retirada do câncer. Diante da situação, o irmão dela, o representante comercial Fernando Gomes, 38, fez um desabafo nas redes sociais no sábado (19/5).

De acordo com Fernando, Cinthia deu entrada no IHBDF em 15 de maio, após receber o diagnóstico de que o tumor tinha alcançado cinco centímetros e ela necessitava de cirurgia com urgência. Segundo o irmão, por causa da doença, a microempresária está perdendo a visão do olho esquerdo e a audição, além de sentir dores de cabeça muito fortes com frequência.

A mulher ficou internada até sexta (18) e, durante os quatro dias na unidade pública, ele conta que a equipe médica do hospital e o neurocirurgião responsável pelo atendimento da paciente tentaram recorrer a um equipamento chamado aspirador ultrassônico, indispensável no procedimento cirúrgico, mas não obtiveram sucesso.

GDF terá de pagar R$12 mil à servidora por dívida já reconhecida administrativamente

Seg, 21 Mai 2018

Além dessa ação, o jurídico do SindSaúde foi vitorioso em caso de superendividamento e indenização por danos morais.

Dívida reconhecida pela administração
Sindicalizada garantiu na Justiça o pagamento de dívida já reconhecida pelo Estado, mas que havia caído em exercício findo. O GDF terá de quitar o débito de R$ 12.037,43.

Indenização
Um sindicalizado receberá indenização de R$2 mil por danos morais. Seu nome foi envolvido na dívida ativa por conta da venda de um automóvel que estava alienado a seu nome e novo dono não cumpriu com o devido pagamento da dívida.

Superendividamento
Outro sindicalizado em situação de superendividamento junto ao Banco de Brasília (BRB) garantiu que os descontos de seus proventos não ultrapassem os 30%. A retenção será feita apenas uma vez, na fonte de rendimentos.

GMOV
O GDF foi condenado a restituir Gratificação de Movimentação (GMOV) de servidora que teve o benefício suprimido em março de 2016, bem como o pagamento de R$ 6.122,74

Governo Federal acusa Saúde do DF de superfaturamento e uso irregular de recursos federais

Seg, 21 Mai 2018

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal terá que devolver quase R$ 50 milhões para o Ministério da Saúde. Um relatório de controle e fiscalização do governo federal apontou uso indevido de recursos federais e superfaturamento em programas executados por parte da secretaria no DF. A Pasta tem cerca de 15 dias para devolver o recurso. (Clique aqui e leia o relatório na íntegra)

Em abril, o MS enviou um ofício à SES exigindo a devolução do valor. Além da restituição dos recursos, foi pedido o nome do gestor à época, para que ele possa ser responsabilizado. O atual secretário, Humberto Fonseca, também terá que responder.

Um dos gestores da época, responsável pela Subsecretaria de Vigilância à Saude é o atual presidente do PSB/DF, Tiago Coelho. Era dele a responsabilidade técnica por solicitar à SES a compra e aquisição de materiais, serviços, insumos e outros para a área de Vigilância à Saude.

Investimentos na saúde têm queda acentuada na gestão Rollemberg

Seg, 21 Mai 2018

Nos três primeiros anos de governo, aplicações em obras, reformas e equipamentos caíram 51,36% em comparação com a administração anterior

Os investimentos na saúde pública do Distrito Federal caíram pela metade nos três primeiros anos do governo de Rodrigo Rollemberg (PSB). Se comparado ao período de 2011 a 2013, na gestão anterior, com 2015, 2016 e 2017, os gastos com obras em hospitais, instalações, reformas e equipamentos caíram 51,36%.

De acordo com dados do Sistema Integrado de Gestão Governamental (Siggo), o atual chefe do Executivo aplicou R$ 91,7 milhões nas estruturas preparadas para cuidar da saúde do brasiliense. Isso, contra R$ 188,7 milhões gastos na administração passada na comparação entre os períodos (veja abaixo).

O valor corresponde ao total liquidado nas duas gestões, não incluindo o pagamento de pessoal. A redução nos investimentos, dentro do escopo da crise financeira vivida no período, tem reflexo direto no atendimento à população.

ROLLEMBERG PROMETE CONTINUAÇÃO DO CALOTE PARA 2019! ALGUÉM ACREDITA?

Qui, 17 Mai 2018

Por Marli Rodrigues

O atual governador do DF, aquele que prometeu atitude para mudar, iludindo a população de Brasília e massacrando toda a população do DF, não se emenda!

Em mais uma nuance de sua personalidade sádica e mitômana anuncia um orçamento que NÃO será cumprido (ele será ejetado do cargo pelas "urnas"), prometendo os reajustes determinados por lei e que deveriam ter sido pagos em 2015, para o fim do ano 2019.

Seria cômico se não fosse trágico tal embuste! Numa versão candanga e trash, ele ensaia um "vai que cola" nos servidores públicos do GDF.

É possível alguém cair nessa armadilha, de novo? A maioria responde em uníssono que NÃO! Também acredito que, o passaporte dele para o ostracismo e ocaso político está carimbado. Sem volta! Mas... As urnas são sempre uma surpresa... Ele detém a máquina nas mãos! Tem o poder da caneta! Usa o Instituto Hospital de Base para um mega cabide eleitoral, onde os seus apadrinhados serão colocados para "maquiar" a realidade da saúde pública do DF e mais uma vez, enganar a população!

As piores 24 horas da vida do governador Rollemberg

Qua, 16 Mai 2018

Nesta quarta-feira, o SindSaúde expôs a incompetência do governador Rodrigo Rollemberg em um mega painel no centro de Brasília.

A propaganda causou um burburinho e irritação no Palácio do Buriti e alegria no povo. Missão cumprida.

A mídia se encerrou a meia-noite de quarta-feira (16), mas você continua curtindo a animação, elogiada pela população, aqui no Portal do SindSaúde.

Aguarde as próximas inserções no telão.

Nas redes sociais, a população comemorou o enfrentamento:

WhatsApp Image 2018 05 16 at 20.55.11

WhatsApp Image 2018 05 16 at 20.51.29

WhatsApp Image 2018 05 16 at 20.51.30 1

WhatsApp Image 2018 05 16 at 20.51.31

BATENDO DE FRENTE

Qua, 16 Mai 2018

SindSaúde expõe incompetência de Rollemberg no centro da Capital. #ForaRollemberg

.be

Confira em tempo real em https://sindsau.de/2IKHpGE

Dono de OS que Rollemberg quis implantar no DF é condenado em Manaus

Qua, 16 Mai 2018

Mouhamad Moustafá deverá passar 15 anos atrás das grades por esquema que desviou milhões da Saúde no Amazonas; empresário é dono de OS a qual Rollemberg pretendia entregar administração de hospitais do Distrito Federal.

Foi condenado a 15 anos e quatro meses de prisão o dono da organização social que o governador Rodrigo Rollemberg tanto tentou trazer para a Saúde do Distrito Federal. Mouhamad Moustafá é mentor de um esquema denunciado pela Polícia Federal que desviou R$112 milhões dos cofres da Saúde amazonenses e, coincidentemente, também um dos financiadores de campanha do atual líder do Executivo local.

A prisão ocorreu graças à operação Maus Caminhos, da Polícia Federal, iniciada em 2016 que investigou o desvio de recursos do Sistema Único de Saúde (SUS) no Amazonas, um montante que ultrapassa R$112 milhões.

Moustafá usava o Instituto Novos Caminhos (INC), uma organização social, como meio de escapar de licitações e permitir contratação direta, assim, repasses do Fundo Estadual de Saúde iam direto para os bolsos do empresário e sua quadrilha.

A Via-crúcis dos pacientes do DF que têm câncer

Qua, 16 Mai 2018

*Coluna veiculada no site Metrópoles.

A rede pública de saúde do Distrito Federal já foi referência em muitas áreas, dentre elas a Oncologia. Porém, hoje, a realidade é muito diferente. Apesar de contar com equipes altamente capacitadas, a precarização imposta ao sistema reduziu as possibilidades de atendimento às centenas de pacientes que, todos os meses, buscam tratamento contra o câncer.

Estimativa do INCA (Instituto Nacional de Câncer) mostra que, em 2018, o Distrito Federal deve ter 8.450 novos casos de câncer entre homens e mulheres. A realidade de hoje, no entanto, causa mais desesperança. Do diagnóstico ao tratamento, o paciente enfrenta uma verdadeira via-crúcis.

O calvário se inicia com a suspeita da doença e se estende até o tratamento, ou não. Normalmente, os pacientes aguardam mais de um ano para a primeira consulta. Muitos têm a doença agravada em função da demora. Alguns morrem antes de conseguir atendimento.

SindSaúde realiza eleição para delegados sindicais em Ceilândia

Ter, 15 Mai 2018

O Sindsaúde realizou na tarde desta terça-feira (15), a eleição para delegados sindicais para o Hospital Regional da Ceilândia (HRC).

Foram eleitos 15 delegados que vão, a partir de agora, lutar pelos direitos dos servidores, no HRC, fazer a interlocucao entre a categoria e as chefias.

Com isso, o objetivo é dar tranquilidade no trabalho de todos os servidores e impedir qualquer arbitrariedade do governo do DF.

“São os delegados que sabem o que acontece na base porque estão na rotina dos servidores, obtendo as informações e reclamações da categoria para que possamos lutar por eles”, avalia Rodrigo Conde, diretor do SindSaúde.

WhatsApp Image 2018 05 15 at 16.05.27

Rollemberg decreta jornada escrava na SES

Seg, 14 Mai 2018

Como se não bastasse todas as iniquidades cometidas ao longo desses 3 anos e meio de governo, Rollemberg editou hoje (14), o decreto 39.048/2018, que regulamenta a Lei 6.137/2018, que instituiu o TPD (Trabalho por Período Definido).

O Decreto oficializa o plantão escravo na SES. Jornadas de 2, 4, 6 ate 18 horas serão pagas em parcela fixa, calculada sobre o vencimento básico do ultimo padrão vigente, da carga horaria inicial do respectivo cargo, ou seja, na tabela de 20h.

O documento destaca ainda que não incidirá quaisquer beneficios ou adicionais sobre o valor fixo, com exceção do acrescimo de 25% para os plantões nos fins de semana ou feriados e pontos facultativos e ainda, o adicional noturno.

"Esse TPD é uma afronta à legislaçao trabalhista! Submeter os servidores, principalmente os novatos a esse regime é crueldade e manipulação maquiavélica", dispara a presidente do Sindsaude, Marli Rodrigues.

Depois de precarizar, SES recebe possível sugestão para terceirizar Pediatria do Gama

Seg, 14 Mai 2018

Depois de causar o caos na Pediatria do Hospital Regional do Gama, eis que surge o real motivo para o desmonte. Coincidentemente, logo após o desmantelo e precarização no atendimento infantil na região, a Secretaria de Saúde recebeu na última quinta-feira (10), uma espécie de carta do escritório de advocacia que representa a empresa Intensicare, aquela mesma terceirizada que gerencia a UTI do Hospital de Santa Maria.

Num documento de 82 páginas (CLIQUE AQUI E ACESSE), a empresa critica a Secretaria de Saúde por usar “suposta” determinação judicial. No caso, a decisão seria para convocar concursados, com objetivo de administrar os leitos de UTI de Santa Maria, e assim, dispensando posteriormente os serviços terceirizados.

A Intersicare acaba usando algumas teses de tribunais de contas que referendariam a terceirização dos serviços de UTI na saúde pública do DF. Até aí, o escritório de advocacia usa uma postura meio ríspida “contra” a secretaria.

VÍDEO: ratos vivem em meio à pacientes no HRT

Seg, 14 Mai 2018

Vídeo mostra animal capturado na unidade de cardiologia

O Hospital Regional de Taguatinga (HRT) parece mesmo estar jogado às moscas. Ou melhor, aos ratos. Um vídeo o qual a reportagem do SindSaúde teve acesso, mostra pacientes capturando ratos no setor da Enfermaria da Cardiologia do HRT.

.be

No vídeo uma das pessoas ainda cita que o bicho seria apenas o filhote e mostra um armário cheio de fezes de animais, indicando que mais deles podem habitar o local.

Em nota, a Secretaria de Saúde tratou o evento como ‘caso isolado’, alegando que devido à realização de reparos na cobertura na semana passada, parte do forro de gesso na unidade de cardiologia foi quebrada e a gestão suspeita que o rato tenha saído pelo buraco. A Pasta afirma que o furo está sendo fechado hoje e que a desratização está em dia, sendo feita a cada três meses, a última em 16 de março.