19.5 C
Brasília
sexta-feira, 20 maio, 2022

Ofício do SindSaúde cobra a suspensão da devolução da GAMU

No entendimento do sindicato, estes valores têm caráter alimentar, sendo, portanto, não passíveis de devolução

Saiba Mais

SindSaúde DF
SindSaúde DF
Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Distrito Federal

O SindSaúde protocolou ofício junto a Subsecretaria de Gestão de Pessoas da Secretaria de Saúde sobre o processo administrativo n. 00060-00395048/2018-17 em que servidores cedidos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) ao Complexo Regulador em Saúde do Distrito Federal – CRDF/SES, receberam valores referentes à Gratificação de Atendimento Móvel de Urgência (GAMU) e, agora, a SES quer que sejam devolvidos.

O documento foi protocolado no dia 19 de janeiro e entregue ao subsecretário de Gestão de Pessoas da Secretaria de Saúde, Evilasio Ramos.

CLIQUE AQUI e leia o ofício na íntegra

Parecer da Procuradoria Geral do DF entendeu ser necessária que os valores recebidos pelos servidores sejam ressarcidos ao GDF.

Porém, para o Departamento Jurídico do SindSaúde, o recebimento do GAMU pelos trabalhadores envolvidos no processo foi de boa-fé, e os valores possuem caráter alimentar, ou seja, possuem jurisprudência contrária à devolução.

Segundo o ofício, o Superior Tribunal de Justiça tem o entendimento de impossibilidade de restituição ao erário de valores pagos indevidamente por erro operacional da administração pública.
Por isso, para o sindicato, é necessário que a SES reveja a decisão de ressarcimento dos valores referentes a GAMU, pois têm caráter alimentar, sendo, portanto, não passíveis de devolução. Além de que o parecer da PGDF ter caráter opinativo e não decisório.

“É importante que o subsecretário reveja este entendimento e não jogue no bolso dos servidores a responsabilidade por um erro passado da administração pública. A SES precisa entender a diferença do que é opinativo do que é deliberativo”, destaca Marli Rodrigues, presidente do SindSaúde.

Em 2018, o SindSaúde já havia publicado sobre esta situação quando servidores estavam se sentindo coagidos a devolver valores recebidos em contracheque referentes a GAMU.

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias

Dia nacional do Técnico e Auxiliar de Enfermagem

É comemorado nesta sexta-feira (20), o Dia Nacional do Técnico e Auxiliar em Enfermagem, dia em que se homenageia...

Secretaria de Saúde realizará Programa Aposente bem

Secretaria de Saúde realizará o Programa Aposente bem, criado em 2019 pela GAPE/ SUGEP da secretaria de saúde, o...

Nota de repúdio ao ataque contra Técnico de enfermagem em Planaltina

O Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Brasília (SindSaúde) repudia veementemente o ataque sofrido pelo...
- Advertisement -spot_img
- Publicidade -spot_img