Líder do governo garante apoio à manutenção da GMOV

Líder do governo garante apoio à manutenção da GMOV

10/02/2020 - 19:49 // Por SindSaúde DF // Imagens: Eder Oliveira // Notícias

Servidores farão nova assembleia nesta terça-feira (11), no auditório da Secretaria de Saúde

Os servidores da Secretaria de Saúde se reúnem novamente em assembleia, nesta terça-feira (11), a partir das 10h, no Auditório da SES-DF, para discutir a manutenção do pagamento da Gratificação de Movimentação (GMOV) para os trabalhadores da Administração Central (ADMC). E o SindSaúde garantiu um apoio extra à demanda dos servidores. O líder do Governo, deputado Claudio Abrantes (PDT), participará da assembleia e garantiu apoio aos funcionários.

A proposta do SindSaúde de mudar o texto da Lei Distrital 318/1992 foi aprovada na última assembleia e agora precisa do apoio da Câmara Legislativa.

“Hoje, com toda a dificuldade que servidor público já tem, perder algum tipo de gratificação ou benefício é algo que não podemos pactuar. Vamos trabalhar de maneira firme para que isso seja resolvido o quanto antes e o servidor tenha tranquilidade sobre os seus direitos”, disse o deputado.

A presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues, explicou que a questão é política e os servidores estão mobilizados para defender seus direitos, mas precisam de apoio.

Entenda o caso

Em 24 de janeiro, uma decisão da Justiça apontou ilegalidade no pagamento da GMOV para os servidores da ADMC por entender que órgão não corresponde a uma “unidade de Saúde”.

No entendimento do Tribunal de Justiça do DF, por conta da nomenclatura adotada no texto do artigo 3º da Lei 318/1992, a expressão “unidade de saúde” despreza estes trabalhadores lotados na ADMC.

Para o sindicato, esta segregação é indevida, pois se trata de servidores da Pasta que moram em região administrativa diferente a que estão lotados, e por isso não é justo que não recebam a gratificação como todos os outros. A GMOV corresponde a 10% do vencimento do salário.

Para corrigir este imbróglio foi protocolado um ofício ao secretário de Economia, André Clemente, com a proposta de alteração legislativa, mudando na Lei a expressão “unidades de saúde” por “órgão da Secretaria de Estado de Saúde do DF”.

Com esta modificação, não caberão mais interpretações diferentes ou a exclusão da gratificação para qualquer servidor da Saúde que se encaixe nas condições previstas na lei.

Confira o recado do deputado Claudio Abrantes:

 

 

 

Veja também:

Notícias Do Portal Metrópoles: Projeto com gratificação da Saúde está pronto para envio à CLDF Da Coluna Janela Indiscreta - Portal Metrópoles   Informação foi confirmada pelo secretário de Economia, André Clemente,...
Notícias Carga horária de 23 servidores é ampliada para 40 horas A ampliação paras 40 horas semanais é uma demanda do SindSaúde para melhorar a força...
Notícias Comunicado Carnaval Saiba como será atendimento na semana do feriado  O SindSaúde-DF informa a todos os seus associados...
Notícias Campanha pela incorporação da GATA mobiliza servidores do HRT Categoria participou de protesto e cobrou do GDF o cumprimento da Legislação Diretories e representantes do...