21.5 C
Brasília
sexta-feira, 28 janeiro, 2022

GDF publica decreto que autoriza o teletrabalho para servidores. Veja as regras

A decisão será conjunta com a chefia se permanecerão totalmente home office ou trabalhando em escala de plantão

Saiba Mais

SindSaúde DF
Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Distrito Federal

Foi publicado na manhã desta terça-feira (31) no Diário Oficial do Distrito Federal o decreto do Governo do DF que permite e regulamenta o teletrabalho de servidores no âmbito da administração direta, autárquica e fundacional do DF. A medida foi possível a partir da redução das mortes e casos diários de Covid-19. 

O decreto tem como objetivo aumentar a produtividade e a qualidade das atividades desempenhadas; economizar tempo e reduzir custo de deslocamento dos servidores até o local de trabalho, contribuindo com a melhoria da mobilidade urbana; com a redução de custos na administração pública, como consumo de água, energia elétrica e outros bens e serviços disponibilizados no órgão; e promover a cultura orientada para resultados, com foco no incremento da eficiência e da efetividade dos serviços prestados à sociedade.

Mesmo com o fim da crise sanitária, funcionários públicos poderão cumprir de forma definitiva o modelo de teletrabalho, mas isto dependerá da decisão e opção da chefia imediata e da natureza do trabalho do servidor, se suas atividades podem ou não serem realizadas em casa.

CLIQUE AQUI e confira todas as regras a partir da página 7 do DODF

A chefia será responsável a indicar o teletrabalho integral ou parcial para os servidores, exceto profissionais que estejam em estágio probatório; trabalhem em escala de revezamento ou plantão; e que desempenhem suas atividades no atendimento ao público externo. Todas as decisões deverão ser tomadas em consenso com os trabalhadores.

No home office, o servidor deve ter mobiliário, infraestrutura tecnológica e de comunicação adequados para executar de forma adequada o trabalho, não sendo de responsabilidade do GDF a manutenção e compra destes equipamentos e serviço de internet. Serão priorizados os servidores como gestantes e lactantes, durante o período de gestão e amamentação; servidores com horário especial por motivo de saúde; e funcionários que tenham filhos, cônjuge ou dependentes com deficiência.

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias

2.712 servidores recebem mais de R$ 9,8 milhões em pecúnias nesta sexta (28/1)

A Secretaria de Saúde do DF divulgou o pagamento de R$ 9.817.703,40 (nove milhões, oitocentos e dezessete mil, setecentos...

SES paga TPD de novembro nesta sexta-feira (28)

Secretaria de Saúde paga na noite desta sexta-feira (28), os valores referentes ao Trabalho por Período Determinado (TPD) realizado...

Anvisa aprova uso de autotestes de Covid no Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, nesta sexta-feira (28), durante sua 3ª Reunião Extraordinária Pública do ano,...
- Advertisement -spot_img
- Publicidade -spot_img