23 C
Brasília
quarta-feira, 25 novembro, 2020

Nota de repúdio: Bolsonaro atenta contra a independência da Anvisa

Declarações sobre suspensão dos testes da vacina contra a Covid-19 configuram crime contra a humanidade

Saiba Mais

SindSaúde DF
SindSaúde DF
Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Distrito Federal

A Direção do SindSaúde-DF repudia as declarações do presidente Jair Bolsonaro sobre a interrupção do estudo clínico da vacina CoronaVac, ocorrida na segunda-feira (9). O presidente usou o nome da Agência Nacional de Vigilância Sanitária para mentir para a população ao afirmar que “após a ocorrência de um evento adverso grave a Anvisa havia determinado a interrupção do estudo clínico da vacina”.

Para a presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues, usar um órgão de tanta credibilidade, como a Anvisa, para fazer disputas políticas é inaceitável.

“A Anvisa é uma instituição séria, com reconhecimento internacional e grandeza científica.  Esse órgão não pode ficar a cargo dos interesses da família Bolsonaro”, alertou a presidente.

O presidente, sem mostrar nenhuma prova, foi às redes sociais nesta terça-feira (10) dizer que a vacina chinesa pode causar “morte, invalidez e anomalia” e cantou vitória na disputa política que vem travando com o governador de São Paulo, João Doria, em torno do imunizante. “Mais uma que Jair Bolsonaro ganha”

A comemoração por parte de Bolsonaro sobre interrupção do estudo clínico da vacina contra a Covid-19 é absurda e criminosa. “Não interessa de onde vem a vacina, não interessa com quem Bolsonaro briga nos estados. O que interessa ao povo e aos profissionais de saúde é que a vacina chegue logo ao Brasil e acabe com o sofrimento de milhares de pessoas”, afirmou Marli Rodrigues.

A Direção do SindSaúde-DF, em defesa da categoria, reforça seu repúdio em relação as declarações e ao uso da Anvisa para fins de disputas políticas.

- Advertisement -

Últimas Notícias

CLDF aprova adiamento de aumento da alíquota previdenciária e remanejamento de crédito para governo

Com derrubada de veto do governo, GDF só poderá cobrar aumento da reforma da previdência em janeiro

Plantão Covid 19 – acompanhe as principais notícias do Brasil e do mundo sobre o coronavírus [NOVEMBRO]

O SindSaúde-DF reúne abaixo as principais notícias sobre Coronavírus no Brasil e no mundo. Tudo que está...

Cenário mundial de violência contra a mulher é desolador, diz ONU

No dia Dia Internacional de Combate à Violência contra a Mulher, balanço divulgado mostra que o cenário se agravou com o isolamento social
- Advertisement -
- Publicidade -
Precisa de ajuda??