22.5 C
Brasília
sexta-feira, 23 fevereiro, 2024

SindSaúde busca soluções para ponto facultativo no carnaval

SindSaúde trabalha para mitigar impactos do ponto facultativo no carnaval para servidor

Saiba Mais

Na manhã de hoje, (08) o Sindicato dos Trabalhadores da Saúde (SindSaúde) participou de uma reunião com a Secretária Adjunta de Administração e Gestão, Nelma Louzeiro para discutir uma série de assuntos de interesse da categoria. Entre os temas abordados, destaca-se a preocupação levantada pelo diretor do SindSaúde, Rodrigo Conde em relação ao ponto facultativo do Carnaval. A discussão focou especialmente no corte repentino desse ponto, sem o devido tempo para adaptação dos servidores, muitos dos quais já têm planos de viagem marcada.

Comprometendo-se a encontrar uma solução imediata, os representantes da Secretaria concordaram em trabalhar ao longo do dia para desenvolver um documento que estabeleça folga compensatória para os profissionais que atuam na linha de frente da emergência de saúde. Ao mesmo tempo, a área administrativa manterá seu ponto facultativo, não havendo funcionamento.

Esse diálogo produtivo reflete a disposição do SindSaúde em encontrar soluções rápidas e justas, buscando equilibrar as necessidades dos servidores com as demandas da população. A expectativa é de que medidas concretas sejam implementadas até o final do dia, dando tempo para que o servidor possa se organizar.

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias

Avanço crucial: Governador anuncia nomeação de servidores para a saúde do DF

Compromisso do SindSaúde garante fiscalização rigorosa e apoio contínuo aos servidores, fortalecendo o sistema de saúde para a comunidade Em...

SindSaúde apresenta minuta do acordo coletivo de 2024 ao Iges-DF

A diretora do SindSaúde, Laura Batista, entregou à gerente geral de pessoas do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde...

Conquistas justas: SindSaúde garante pagamento de retroativos para servidores da saúde

Nessa semana registramos um avanço significativo para os profissionais da saúde, com a determinação judicial que obriga o Governo...
- Advertisement -spot_img
- Publicidade -spot_img