19.2 C
Brasília
quinta-feira, 9 julho, 2020

O QUE ESPERAR DO NOVO GOVERNO EM 2019

Saiba Mais

Marli Rodrigues
Marli Rodrigueshttps://sindsaude.org.br/
Diretora-Presidente do SindSaúde-DF

Por Marli Rodrigues

O ano de 2018 está findando. Estamos prestes a saudar a chegada de um novo ano. Como sempre, o receberemos de braços abertos, rogando saúde, paz, esperança e prosperidade…

Encerrar 2018 significa mais que simplesmente a virada do ano. É o fechamento de um ciclo doloroso, que marcou nossas vidas, enquanto cidadãos e servidores, de forma muito negativa.

Enfrentamos tormentos e aflições inimagináveis. A cada dia, uma nova tortura imposta pelo algoz-mor, Rollemberg, e seu verdugo predileto, Humberto Fonseca.

Foram dias difíceis para toda a população de Brasília, mas, para a classe de servidores públicos ele reservou quinhões de maldade extras.

Mandou bater em professores e deixou alunos com fome; sucateou a polícia e fechou delegacias; destruiu a saúde pública. Esses são alguns exemplos superficiais desses dias de tormento.

O ano de 2019 nos traz a esperança de dias de glória!

Temos a consciência de que não haverá milagres. Tampouco os procuraremos. Nossa busca ativa será primeiramente pela retomada do diálogo e pela construção dos caminhos que possibilitem o cumprimento dos acordos feitos.

Respeito é o item número 1 de nossas pautas!

Esperamos gestões sem privilégios, onde categoria A é mais valorizada que as demais. Já vimos isso num passado não muito distante, onde um dos secretários mais influentes do governo pinçou a sua categoria dentre as demais e criou um plano de carreira dos sonhos! Parabéns para esses colegas. Mas, e os outros? São inferiores? De 2ª classe? São menos importantes?

Essas ações personalíssimas criam ilhas de excelência entre os servidores, acentuando a insatisfação e desmotivando mais ainda os trabalhadores.

Os servidores exigem respeito e tratamento isonômico. Temos a esperança que essa premissa será resgatada na nova gestão.

O SindSaúde é uma entidade representativa dos servidores e tutora do SUS. Nossa história de 39 anos foi forjada na luta. Tivemos embates duros e duradouros. Todas as nossas conquistas são resultado das bandeiras defendidas pela entidade. Muitas vezes saímos machucados, porém, sempre vivos e prontos para recomeçar!

Agora novos tempos se avizinham… Todos queremos dias de paz e promissores! Desejamos tempos de diálogo, de construção… De reconstrução… Da realização do que foi idealizado!

Temos muitos projetos para contribuir com o resgate da autoestima dos servidores e da excelência do serviço.  Entendemos que a satisfação do usuário é a chave para a nossa valorização.

Esperamos que a equipe da Saúde seja formada por pessoas comprometidas com a ética e o trabalho. Que tenham conhecimento de nossa realidade, do nosso cotidiano. Que saiba dialogar usando a nossa linguagem. Que não se transforme num “Olimpo” com pessoas intocáveis. Somos gente e queremos ser tratados como tais.

Estamos prontos, como entidade e servidores, para darmos a nossa contribuição e elevarmos a  Saúde ao patamar de excelência que a sociedade necessita. O que precisamos como contrapartida é RESPEITO, DIÁLOGO e o cumprimento do que foi prometido.

Que venha 2019! E que possamos virar a página de tantas lutas que se arrastam há vários anos, como o pagamento da GATA, da isonomia, a 3ª parcela do reajuste a algumas categorias, a revisão do TPD, o pagamento das pecúnias, insalubridade, regulamentação da aposentadoria especial, dentre outros.

Esperamos um ano de prosperidade! Adeus, 2018! Feliz ano novo!

- Advertisement -

Últimas Notícias

MP abre crédito extraordinário de R$ 348 milhões para Saúde, Educação e Cidadania

Principal destino do dinheiro é o Ministério da Saúde, R$ 332 milhões

Nova lei prioriza profissionais essenciais na realização de testes para Covid

Dezenas de categorias são consideradas essenciais pela lei, entre elas, médicos, policiais, assistentes sociais e dentistas

SindSaúde mantém atendimento online aos sindicalizados

A diretoria do SindSaúde em reunião nesta terça-feira (8), entendeu que ainda não é o momento adequado...
- Advertisement -
- Publicidade -
Precisa de ajuda??