Projetos da GATA e GMOV estão na pauta desta quarta-feira na CLDF

Projetos da GATA e GMOV estão na pauta desta quarta-feira na CLDF

11/03/2020 - 12:06 // Por SindSaúde DF // Imagens: Portal - CLDF // Notícias

Servidores da Saúde aguardam que demandas sejam aprovadas pelos deputados


Estão na Ordem do Dia da Câmara Legislativa do Distrito Federal desta quarta-feira (11) dois importantes projetos para a categoria da Saúde do DF. Podem ser discutidos e votados o projeto que altera a Lei da GMOV e o PL da incorporação da GATA. Eles foram enviados pelo Executivo com pedido de urgência.

Caso optem pela celeridade, os deputados podem usar o plenário para analisar os dois projetos nas comissões e em seguida já colocar em votação.

Movimentação

O projeto que altera a Lei nº 318, de 23 de setembro de 1992, que garante a Gratificação de Movimentação (GMOV) para os servidores da Administração Central da Secretaria de Saúde, é uma reivindicação do SindSaúde ao GDF após reunião e assembleia com os servidores da unidade.

Em 24 de janeiro, uma decisão da Justiça apontou ilegalidade no pagamento da GMOV para servidores da ADMC por entender que órgão não corresponde a uma “unidade de Saúde”. Por isso, é necessária a mudança na nomenclatura “unidades de saúde” por “órgão da Secretaria de Estado de Saúde do DF” na Lei.

Com esta modificação, não caberão mais interpretações diferentes ou a exclusão da gratificação para qualquer servidor da Saúde que se encaixe nas condições previstas na lei.

GATA

Também consta na Ordem do Dia a votação em 1º turno, em Regime de Urgência, o Projeto de Lei nº 997, de 2020 que dispõe sobre a Gratificação de Atividade Técnico-administrativa – GATA. O PL prevê o pagamento da última parcela da gratificação em 3 vezes: em abril de 2020, outubro de 2020 e março de 2021, quitando os 30% restantes da GATA dentro de um ano.

Os servidores da Saúde do Distrito Federal decidiram, em assembleia geral realizada pelo SindSaúde-DF, aceitar a proposta para incorporação da GATA com parcelas antecipadas. A assembleia aconteceu na manhã desta terça-feira (10), no Clube da Saúde. A ideia é lutar pela antecipação das parcelas.

“Chegou o momento da categoria se unir e comparecer à CLDF, mostrar nossa força e união. Nada é fácil, às vezes temos que ceder, mas nunca desistir. Estas duas lutas que podem ser votadas, ainda hoje, são marcos de anos de debates, pressão e articulações. Tenho certeza, que os deputados serão sensíveis aos servidores da Saúde do DF e não nos decepcionarão”, destaca Marli Rodrigues, presidente do SindSaúde.

Veja também:

Notícias Coronavírus: SES corrige informação e diz que não há morte pela doença no DF  A Secretaria de Saúde do Distrito Federal divulgou nota, na manhã deste sábado (28), informando...
Notícias SES paga R$5,5 milhões em TPD nesta sexta-feira No total, 4.090 servidores vão receber pelo trabalho extra de janeiro A Secretaria de Saúde deposita,...
Notícias O SUS é maior! Muitos brasileiros esperavam a voz do chefe da nação e aguardavam que as palavras do...
Notícias Campanha de vacinação contra gripe começa com novas regras. Entenda Por conta da pandemia de coronavírus, a imunização foi antecipada e seguirá ordem alfabética para...