SindSaúde cobra melhores condições de trabalho na Região Centro Sul

SindSaúde cobra melhores condições de trabalho na Região Centro Sul

07/11/2019 - 15:40 // Por SindSaúde DF // Imagens: Éder Oliveira // Notícias

Presidente Marli Rodrigues se reuniu com a superintendente Moema no Guará e levou diversas demandas dos servidores

A presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues, esteve na Região de Saúde Centro-Sul da Secretaria de Saúde do DF, na manhã desta quinta-feira (7), em reunião com a superintendente Moema Campos para tratar de assuntos pertinentes ao trabalho da categoria na regional.

Entre as diversas demandas levadas pelo sindicato à superintendente, está a situação dos motoristas que estão sobrecarregados. O assunto foi recebido pela gestora, que prometeu uma devolutiva na próxima semana.

Outro assunto debatido foi o da alimentação dos servidores, pois o Hospital do Guará é o único da Rede onde não é servido café da manhã e jantar aos trabalhadores.

A Região de Saúde Centro-Sul compreende as regiões administrativas do Núcleo Bandeirante, Riacho Fundo I e II, Park Way, Candangolândia, Guará, Setor de Indústria e Abastecimento (SIA), Setor Complementar de Indústria e Abastecimento (SCIA) e Estrutural.

Uma das maiores queixas entre os servidores é que o servidor que assumiu a Diretoria Administrativa, Leonardo de Carvalho, que foi tido como uma nova proposta, não trouxe novidades para a unidade. Pelo contrário, ele manteve os mesmos algozes do governo Rollemberg no poder.

Outro ponto apresentado é a questão da lavanderia que sacrifica e dificulta a logística do trabalho dos servidores, pois as roupas são lavadas em Ceilândia, ou seja, muito distante das unidades da regional. A reivindicação da categoria é que este trabalho seja realizado mais próximo, por exemplo, no HMIB ou no HRAN. Se estas dificuldades na logística forem superadas, haverá melhoria na prestação do serviço.

Por fim, a presidente do SindSaúde denunciou uma prática absurda, apresentou à superintendente o caso da alimentação de servidores que é transportada no mesmo veículo que desloca material para exames.

"O que nós observamos é que muitas coisas são feitas usando o nome da Dra Moema, quando na verdade, ela nem tem conhecimento dos fatos", destaca a presidente Marli Rodrigues.

Veja também:

Notícias Jurídico é vitorioso em ação de servidora no valor de R$ 170 mil Além de processos trabalhistas, advogados do SindSaúde também atuam em todas as outras áreas O Departamento...
Notícias SES faz esquema especial para retirada de remédios nesta semana Devido ao ponto facultativo, pacientes que precisam de medicamentos de alto custo devem ficar atentos...
Notícias SES amplia a carga horária de 40 servidores SindSaúde entregou, no início do ano, uma lista de servidores que querem aumentar a jornada...
Notícias Comunicado Jurídico SindSaúde-DF COMUNICADO Comunicamos a todos os sindicalizados que a partir do dia 11/11/2019 (segunda-feira) os atendimentos no...