25.3 C
Brasília
segunda-feira, 13 julho, 2020

SES amplia carga horária de mais 108 servidores da pasta

Trabalhadores farão 40 horas semanais para auxiliar no atendimento

Saiba Mais

SindSaúde DF
SindSaúde DF
Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Distrito Federal

A Secretaria de Saúde ampliou a carga horária de 108 servidores da pasta, de 20 para 40 horas semanais, para reforçar o atendimento à população durante a pandemia. Um dos beneficiados foi o Hospital Regional da Asa Norte (Hran), referência para casos da Covid-19. Ao todo, 20 profissionais de saúde tiveram a jornada de trabalho estendida na unidade.

Quinze deles estão na UTI do Hran para garantir o atendimento nos 10 leitos de terapia intensiva abertos no local em maio, sendo 11 técnicos e três auxiliares de Enfermagem, e uma enfermeira obstetra. Mais quatro servidores são auxiliares operacionais de serviços diretos (AOSDs) e trabalham na patologia clínica e farmácia, enquanto outro é técnico de laboratório.

“A ampliação foi para diversos serviços, todos relacionados à melhoria dos processos do plano de enfrentamento à Covid -19, com ênfase na unidade de terapia intensiva no Hran”, explicou o secretário de Saúde, Francisco Araújo.

Na última semana, a presidente do SindSaúde-DF, Marli Rodrigues, se reuniu com o secretário de Saúde e entregou requerimento para ampliação da carga horária de servidores. O termo foi entregue pela presidente em uma solenidade no auditório do HRAN. Leia matéria completa aqui.

Publicação

Os nomes dos servidores contemplados e os locais onde atuam foram publicados na edição extra do Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta segunda-feira (25). Com os 108 profissionais de saúde, 2.160 horas a mais de atendimento serão ofertadas em diversas especialidades a partir da data da publicação da medida.

Também foram beneficiados os hospitais de Taguatinga, Gama, Sobradinho, Samambaia, de Apoio, Materno Infantil de Brasília, São Vicente de Paulo, além do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu-DF), o Complexo Regulador do Distrito Federal (CRDF), setores da Secretaria de Saúde como as subsecretárias de Logística e Vigilância em Saúde, unidades das regiões Norte, Sudoeste, Sul e Centro-Sul, entre outros locais.

“Tivemos uma grande ampliação de carga horária dos AOSDs de farmácia, que irão prestar essas horas a mais na Subsecretária de Logística, contribuindo para otimizar os processos de estoque, armazenamento e distribuição dos insumos durante a pandemia”, explicou a subsecretária de Gestão de Pessoas (Sugep), Silene Almeida.

A ampliação vai fortalecer ainda os serviços de laboratórios e de verificação de óbitos. Além disso, o Samu-DF foi contemplado com a ampliação das horas dos motoristas, possibilitando que mais viaturas possam rodar e atender melhor à população.

Balanço

Segundo a SES, com mais essa ampliação, a pasta já ampliou neste ano a carga horária de 258 servidores, de 20 para 40 horas semanais de trabalho. No ano passado, mais 576 profissionais da pasta tiveram a mesma ampliação das horas trabalhadas.

A secretaria informou que, nos dois anos da atual gestão, 834 profissionais de saúde tiveram sua carga horária ampliada de 20 para 40 horas semanais. Isso totalizou 16.680 horas a mais de atendimento à população.

- Advertisement -

Últimas Notícias

806 mil unidades de medicamentos para intubação foram distribuídos aos Estados

Ministério da Saúde passou a comprar e distribuir estes medicamentos para apoiar tratamento de pacientes com Covid-19. Oito tipos de fármacos foram distribuídos

MP abre crédito extraordinário de R$ 348 milhões para Saúde, Educação e Cidadania

Principal destino do dinheiro é o Ministério da Saúde, R$ 332 milhões

Nova lei prioriza profissionais essenciais na realização de testes para Covid

Dezenas de categorias são consideradas essenciais pela lei, entre elas, médicos, policiais, assistentes sociais e dentistas
- Advertisement -
- Publicidade -
Precisa de ajuda??