25.5 C
Brasília
quinta-feira, 20 junho, 2024

Servidores da saúde empenham-se na luta por recomposição salarial

Assembleia convocada pelo SindSaúde reúne profissionais determinados e comprometidos

Saiba Mais

No Clube da Saúde, nessa terça-feira, uma assembleia geral convocada pelo SindSaúde reuniu uma força-tarefa determinada pelos servidores da saúde. Entre os temas da discussão estava a crítica questão da perda salarial, revelada em 35,75% pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), a pedido do sindicato. Demonstrando coesão e compromisso, todos os presentes endossaram a necessidade urgente de uma campanha para exigir a recomposição salarial para a categoria.

A assembleia, marcada por uma organização precisa, debateu ainda a legitimidade da  Gestão e Assistência e Pública à Saúde do Distrito Federa (GAPS), com o compromisso assumido pelo SindSaúde de levar a questão ao Supremo Tribunal Federal por meio da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Saúde (CNTS). Também foi pautada a criação de uma legislação para resolver a situação da Gratificação de Titulação (GTIT), além da consolidação das assembleias regionais.


Outra decisão foi tomada em prol dos profissionais técnicos da área. Os participantes deliberaram por uma modificação na Lei 6.903/2021, visando beneficiar categorias como técnicos de laboratório, radiologia, nutrição, hemoterapia, hematologia, entre outros. Estes profissionais, cujas nomenclaturas não foram atualizadas em conformidade com as demais, serão incluídos nas alterações propostas. A medida visa garantir equidade e reconhecimento a todos os trabalhadores da saúde, fortalecendo ainda mais a luta por valorização e justiça salarial

Para Joana Matos, servidora presente, a importância da luta é inegável: “Já participei de outras batalhas ao lado do SindSaúde e agora não seria diferente. É a única entidade que nos representa de verdade e não posso ficar de fora. Essa perda salarial é um golpe duro demais; temos nossos compromissos financeiros e precisamos dessa recomposição”, afirmou.

A presidente do SindSaúde destacou a gravidade da situação, ressaltando como essa perda salarial impacta diretamente na vida e na saúde dos trabalhadores. “Essa defasagem apontada pelo Dieese não é apenas um número, é a realidade dura que enfrentamos diariamente. É hora de nossa categoria se unir e mostrar aos governantes que merecemos atenção e que a recomposição salarial é urgente”, enfatizou.

Ao término da assembleia, os servidores se confraternizaram com abraços, palmas e receberam material de apoio para fortalecer a divulgação da causa nas unidades de trabalho. Unidos e determinados, seguem firmes na busca por justiça e valorização. Após as assembleias regionais nova data será divulgada para outra assembleia geral.

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias

Servidores do Gama recebem diretores do SindSaúde e esclarecem dúvidas sobre perdas Salariais

Nessa  quinta-feira (20), os servidores do Hospital Regional do Gama (HRG) participaram de uma assembleia regional organizada pelo SindSaúde....

Servidores do HMIB participam da assembleia regional organizada pelo SindSaúde

Na manhã desta terça-feira (18), os servidores da saúde do Hospital Materno Infantil de Brasília (HMIB) participaram da assembleia...

Servidores do Hospital Regional de Sobradinho se reúnem com diretores do SindSaúde para cobrar recomposição salarial

Na manhã desta quinta-feira (13), dezenas de servidores do Hospital Regional de Sobradinho (HRS) participaram da assembleia com os...
- Advertisement -spot_img
- Publicidade -spot_img