18.8 C
Brasília
quarta-feira, 15 julho, 2020

Saúde abandonada: pacientes podem ficar sem oxigênio nos hospitais

Saiba Mais

SindSaúde DF
SindSaúde DF
Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Distrito Federal

Empresa responsável cobra mais de meio milhão em dívida e ameaça suspender fornecimento.

Não é novidade nenhuma que o governo tem dificuldade em manter o fornecimento dos serviços de saúde por falta de pagamento. O SindSaúde já denunciou inúmeros serviços que foram cortados ou ameaçados de corte por dívidas e mais um pode ser suspenso na rede pelo mesmo motivo.

A Air Liquide, empresas de gases, tecnologias e serviços para a área industrial e medicinal, notificou a Secretaria de Saúde (SES) no último dia 7 sobre dívida de R$738.600,63. As faturas em atraso datam de novembro de 2016 ao início deste maio e o prazo para pagamento é de 30 dias.

A dívida era ainda maior, mas a Air Liquide alega que embora R$213.440,16 já tenham sido pagos, não será possível manter o serviço sem o restante. Com isso, pacientes que dependem de oxigênio estão em risco.

“Esse é o modus operandi de Rollemberg, onde até o mais básico falta nos hospitais, como oxigênio. É o governo do descaso, que deixa crianças sem atendimento pediátrico, pacientes renais sem hemodiálise, diabéticos sem fita para medir glicose e tantos outros exemplos já denunciados por nós”, lamenta a presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues.

Procurada, a SES negou alegando os pagamentos estão ocorrendo normalmente e que não há informação de suspensão dos serviços. Entretanto, os documentos obtidos pelo SindSaúde provam o contrário, CLIQUE AQUI para conferir.

 

- Advertisement -

Últimas Notícias

40 horas: 44 servidores têm a carga horária ampliada

A Secretaria de Saúde do DF divulgou a lista com nomes de 44 servidores da Saúde que...

Brasil já perdeu 138 profissionais de saúde por COVID-19

Os profissionais de saúde são os principais agentes no combate à pandemia do novo coronavírus. Segundo o...

806 mil unidades de medicamentos para intubação foram distribuídos aos Estados

Ministério da Saúde passou a comprar e distribuir estes medicamentos para apoiar tratamento de pacientes com Covid-19. Oito tipos de fármacos foram distribuídos
- Advertisement -
- Publicidade -
Precisa de ajuda??