Servidores da Saúde começam a se hospedar em hotéis no DF

Servidores da Saúde começam a se hospedar em hotéis no DF

30/04/2020 - 13:14 // Por SindSaúde DF // Imagens: Éder Oliveira // Notícias

O objetivo é otimizar o trabalho dos profissionais durante a pandemia e dar mais segurança à suas famílias

A Secretaria de Saúde publicou que 26 servidores do Hospital Regional da Asa Norte (HRAN) já estão hospedados em 20 apartamentos no Hotel Saint Paul. Foram abertas 250 vagas para servidores do HRAN, unidade de referência no combate ao novo coronavírus no DF. A iniciativa faz parte de ações para melhorar a rotina de trabalho de profissionais que atuam na linha de frente no enfrentamento ao Covid-19 e ainda proteger suas famílias.

As diárias foram doadas pelo deputado distrital José Gomes (PSB), pelo prazo de trinta dias. Os interessados se inscreveram e serão escolhidos pela direção do hospital, que dará prioridade aos que já estão hospedados em hotéis, pagando do próprio bolso, e que moram com pessoas do grupo de risco e por isso, não é adequado que voltem para suas residências durante a pandemia.

Segundo a Pasta, foi firmada uma parceria com a Secretaria de Turismo para que mais servidores tenham a oportunidade do benefício. A ideia é que, posteriormente, trabalhadores de outras unidades também sejam contemplados.

A subsecretária de Gestão de Pessoas, Silene Almeida, explica que existem normas na escolha dos servidores que tem a prioridade nas diárias. “Os critérios de seleção para as hospedagens são para servidores que residem com pessoas em grupo de risco e que estejam no contato mais frontal com os pacientes com Covid-19”, explica.

INSCRIÇÃO

Em uma plataforma online, 224 servidores demonstraram interesse em se hospedar em hotéis durante o combate ao novo coronavírus. A maioria dos profissionais são médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem.

Agora se inicia a fase de chamamento destes profissionais selecionados e a logística para que se hospedem o quanto antes. Além, de avaliar servidores de outras unidades, tendo em vista que não é só o HRAN que, atualmente, está atuando com pacientes infectados ou suspeitos de Covid-19.

Uma das exigências do GDF é que os hotéis interessados devem fornecer café da manhã, almoço e jantar para os profissionais de saúde. A dispensa de licitação para contratação do serviço foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) desta segunda-feira (27).

CUIDAR DE QUEM CUIDA

O SindSaúde apoio a iniciativa, pois reconhece que a alternativa dá mais tranquilidade e segurança aos servidores e seus familiares.
Para a presidente do sindicato, Marli Rodrigues, é necessário medidas que ajudem a facilitar a vida e a saúde mental dos profissionais de saúde durante o árduo momento que se enfrenta na saúde do DF. Além de propiciar um momento digno e confortável de descanso após horas de trabalho.

“Muitos servidores ficam receosos de voltar para casa e ter contato com as famílias. Outros, já estão isolados sozinhos, enquanto a família está em outro endereço. Esse gesto é um sinal de valorização e cuidado com o servidor da Saúde”, afirma Marli.

Veja também:

Notícias Saúde prepara contratação temporária de 900 profissionais para combater a Covid-19 Cadastro para temporários abrange várias áreas, como médicos, enfermeiros e especialistas Um edital para seleção de...
Notícias Saúde paga R$ 6,4 milhões em TPD nesta quarta-feira No total, 4.647 servidores vão receber por trabalho extra de março A Secretaria de Saúde efetuará,...
Notícias Modernização das carreiras de Assistência à Saúde pode começar este ano Publicação da Lei de Diretrizes Orçamentárias referente a 2020 no DODF prevê R$ 105,5 milhões...
Notícias SES amplia carga horária de mais 108 servidores da pasta Trabalhadores farão 40 horas semanais para auxiliar no atendimento A Secretaria de Saúde ampliou a carga...