PECÚNIAS: Divididas, porém garantidas

PECÚNIAS: Divididas, porém garantidas

29/10/2019 - 13:50 // Por SindSaúde DF // Imagens: Bruno Leão // Notícias

GDF pagará R$ 704 milhões em 36 parcelas e servidor poderá antecipar valor total no BRB

O Governo do Distrito Federal começará em novembro o pagamento parcelado das pecúnias atrasadas aos servidores. O GDF afirma que busca regularizar o pagamento de R$ 704 milhões devidos a cerca de 8 mil servidores locais. Segundo o decreto, assinado nesta terça-feira (29) pelo governador Ibaneis Rocha, os valores serão pagos em até 36 meses com a primeira parcela – de, no mínimo, R$ 2 mil – já depositada em novembro. 

Quem tiver interesse em receber o valor integral, no entanto, poderá sacar todo o recurso devido pelo GDF no BRB com juros de 1,65%. A linha especial de crédito para o saque integral das pecúnias terá juros menores que o atual crédito consignado do banco, que é de 1,85%.

“Entendemos que esse valor mensal pago a esses aposentados vai, além de tudo, girar a economia do DF. A antecipação do crédito é importante também pois o servidor poderá fazer sua escolha e isso vai injetar milhões no mercado. Em todos os outros estados, nenhum governo propôs essa quitação e, ao contrário, empurram para a Justiça e atrasam a vida do aposentado. Temos agora uma certeza: não sofreremos um calote, como ocorreu no governo anterior”, afirma a presidente do SindSaúde-DF, Marli Rodrigues.

A negociação pode ser feita na agência do empregado ou por telefone, com o gerente da agência. A partir de 15 de novembro, haverá ainda a possibilidade de contratação diretamente pelo aplicativo do BRB, com um simulador de valores das parcelas.

“Vamos aplicar os menores juros do mercado. Se todos os servidores quiserem receber o valor cheio, temos verba para pagar”, garantiu o presidente do BRB, Paulo Henrique Costa.

O valor devido das pecúnias varia de acordo com o tempo de serviço de cada funcionário público. Elas correspondem às licenças-prêmio acumuladas e convertidas em dinheiro no ato da aposentadoria. 

Atrasos

Na Saúde, os últimos aposentados que receberam suas pecúnias, de forma integral, deixaram o serviço público em 10 de outubro de 2016. O pagamento foi feito no último dia 1 de outubro.

Desde a data, nenhum aposentado voltou a receber. Os pagamentos dos aposentados de 2016 vinham ocorrendo mensalmente, cerca de R$ 4,5 milhões, graças ao diálogo da Diretoria do SindSaúde-DF com o governo do DF desde janeiro.

Para a presidente Marli Rodrigues, é importante o governo cumprir o compromisso que tem feito com os servidores e zerar esse valor. “Estamos em diálogo constante com o governo porque os aposentados aguardam esse direito desde 2016. Essa promessa foi feita no início do ano e é importante sair do papel”, disse.

Veja também:

Notícias Jurídico é vitorioso em ação de servidora no valor de R$ 170 mil Além de processos trabalhistas, advogados do SindSaúde também atuam em todas as outras áreas O Departamento...
Notícias SES faz esquema especial para retirada de remédios nesta semana Devido ao ponto facultativo, pacientes que precisam de medicamentos de alto custo devem ficar atentos...
Notícias SindSaúde cobra melhores condições de trabalho na Região Centro Sul Presidente Marli Rodrigues se reuniu com a superintendente Moema no Guará e levou diversas demandas...
Notícias SES amplia a carga horária de 40 servidores SindSaúde entregou, no início do ano, uma lista de servidores que querem aumentar a jornada...