PS Infantil do Gama: uma herança do abandono das crianças

PS Infantil do Gama: uma herança do abandono das crianças

10/09/2019 - 14:31 // Por SindSaúde DF // Imagens: Éder Oliveira // Notícias

Unidade que já foi referência no passado, continua fechada e com prédio inoperante

A situação da Unidade de Pronto Atendimento Infantil (PAI) do Hospital Regional do Gama (HRG) continua de abandono. A unidade que já foi referência no atendimento das crianças da região, chegando a atender mais de 300 casos por dia, está com as portas fechadas desde 2018. A presidente do SindSaúde-DF, Marli Rodrigues, esteve na unidade na última semana e verificou que tudo continua abandonado. “A população do Gama precisa dessa unidade em pleno funcionamento. A nova gestão precisa olhar por essas crianças”, afirma.

Durante o desgoverno de Rollemberg, a unidade foi fechada por três vezes, a primeira foi em 2016. Após 7 meses de fechamento e uma questionável reforma, que custou R$ 139,24 mil aos cofres públicos, o local foi reinaugurado. Porém, menos de dois meses depois, em junho de 2017, o PS foi novamente fechado e seu mobiliário transferido pelo desgoverno para lugar incerto. Voltou a funcionar precariamente e depois, em maio de 2018, foi totalmente fehado.

À época, os servidores do local sofreram com assédio moral das chefias e foram transferidos, contra a vontade deles, para outras unidades da rede. Profissionais especializados no atendimento infantil não puderam mais exercer aquilo que se prepararam para oferecer à população.

Visita

Durante a visita, a presidente Marli Rodrigues mostrou que o prédio inteiro está fechado e a população tendo que procurar atendimentos mais complexos para as crianças em outras cidades, por exemplo, no Hospital Materno-Infantil de Brasília (Hmib) a 33 km de distância, ou no Hospital Regional de Taguatinga (HRT). Os casos menos complexos são levados aos centros de saúde do Gama e de Santa Maria.

O presidente do Conselho Regional de Saúde do Gama, Enoche Rocha, relembra quando o local era reconhecido pela classificação de “Hospital Amigo da Criança (IHAC)”, estratégia lançada no mundo inteiro pela Organização Mundial da Saúde e UNICEF. “Este Pronto-Socorro já foi premiado como Amigo da Criança. Excelência pela ONU. Precisamos dar retorno a este PS à nossa população. Não dá para ficar com essa unidade fechada”, afirma.

Assista ao vídeo completo abaixo:

Números

Segundo a Secretaria de Saúde, de janeiro a agosto deste ano, 1.637 crianças foram atendidas no HRG, uma média de 8 atendimentos diários, isto em uma cidade com estimativa de 31,5 mil crianças entre 0 e 14 anos. Os dados que foram atualizados em 8 de agosto de 2019, mostram um baixo índice de atendimentos diários já que o Pronto Socorro Infantil não está em funcionamento.

Agora a luta é para que a unidade seja reaberta e volte a oferecer a população um atendimento de qualidade. “Onde existem crianças, deve existir a presença firme do estado, o povo precisa deste Pronto Socorro infantil do HRG funcionando. Nossas crianças não podem sofrer em longas filas de espera ou, ainda pior, não serem atendidas. Nem todos podem se deslocar 33Km até o HMIB para ter o atendimento especializado”, destaca a presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues.

Questionada pela reportagem sobre previsão de reabertura do PS Infantil do Gama, a SES ainda não respondeu.

Veja também:

Notícias Jurídico tem êxito em ações de exercício findo e GATA Ao todo, processos de oito servidores tiveram sentenças positivas A semana termina com mais vitórias no...
Notícias SindSaúde cobra a manutenção de adicionais a servidores afastados Ofício encaminhado à SES reclama descontos indevidos de adicional de insalubridade e auxílio alimentação em...
Notícias Servidor poderá participar de palestra sobre alta performance no serviço público Ônibus sairão de cinco Administrações Regionais para transportar servidores interessados   Em homenagem ao Dia do Servidor...
Notícias Servidores da Saúde ainda são os que mais adoecem Segundo boletim, profissionais da pasta são os mais acometidos por doenças mentais e comportamentais Os servidores...