Transtornos mentais foram a principal causa de afastamento na Saúde em 2018

Transtornos mentais foram a principal causa de afastamento na Saúde em 2018

18/07/2019 - 14:51 // Por SindSaúde DF // Imagens: Éder Oliveira // Notícias

Doenças mentais e comportamentais foram responsáveis por 19% de todas as licenças de servidores

 Os transtornos mentais e comportamentais já são a principal causa de afastamento de servidores da Secretaria de Saúde. Em 2018, 19% de todas as licenças apresentadas foram por motivos de doença mental e comportamental - ansiedade, depressão e estresse grave, por exemplo.

Ao todo, 15.316 servidores da Saúde se afastaram do trabalho durante o ano passado. Eles tiraram, juntos, 38.648 licenças, um aumento de 14,3% em relação a 2017.

A maioria dos afastamentos ocorre entre mulheres (80,5%) e trabalhadores jovens - 68% dos que adoeceram tinham entre 28 e 47 anos. O levantamento do Perfil do Absenteísmo-doença dos servidores públicos foi realizado pela própria Secretaria de Saúde.

“Os dados assustam muito e mostram que temos um problema sistêmico, epidemiológico. Os números crescem a cada ano e retratam que os servidores estão se afastando mas não estão se tratando para retornar ao trabalho”, analisa o diretor técnico do Centro de Atendimento e Estudos da Saúde do Servidor Público do DF (Caessp-DF), conhecido como Espaço NovaMente.

Saúde do Servidor

Criado pelo SindSaúde para estudar a relação entre o trabalho e o adoecimento do servidor público da Saúde, o Centro já ampliou suas atividades devido à demanda de outras secretarias do DF.

Procurado pelos órgãos do GDF, o Espaço NovaMente já atende servidores do Sistema Penitenciário e também firmou parceria com servidores da Educação. Uma cooperação para atendimento de servidores da Justiça (sistema socioeducativo) e de agentes de fiscalização também está em curso.

“O servidor está doente e a saúde mental é o principal problema que estamos enfrentando. Foram anos vendo os servidores adoecerem, se afastarem e muitos perderem a vida sem cuidado”, explica a presidente do SindSaúde-DF, Marli Rodrigues.

Espaço NovaMente

O Espaço NovaMente funciona no Guará, num espaço de 4 mil metros quadrados de área verde. Além dos consultórios para atendimento há espaço para acompanhantes, redário, sala de pesquisa, ambientes ao ar livre e espaço para atividades em grupo.

Os servidores, encaminhados pelas respectivas secretarias, têm atendimento interdisciplinar com profissionais da psicologia, terapia ocupacional, fisioterapia, educação física e serviço social.

Não há custo para os servidores. O projeto foi criado e é custeado pelo SindSaúde.

www.novamentesaude.org.br 

 

Veja também:

Notícias Saúde prepara contratação temporária de 900 profissionais para combater a Covid-19 Cadastro para temporários abrange várias áreas, como médicos, enfermeiros e especialistas Um edital para seleção de...
Notícias Saúde paga R$ 6,4 milhões em TPD nesta quarta-feira No total, 4.647 servidores vão receber por trabalho extra de março A Secretaria de Saúde efetuará,...
Notícias Modernização das carreiras de Assistência à Saúde pode começar este ano Publicação da Lei de Diretrizes Orçamentárias referente a 2020 no DODF prevê R$ 105,5 milhões...
Notícias SES amplia carga horária de mais 108 servidores da pasta Trabalhadores farão 40 horas semanais para auxiliar no atendimento A Secretaria de Saúde ampliou a carga...