Notícias SindSaúde DF -
SES acumula R$ 23 milhões em dívidas com servidores

SES acumula R$ 23 milhões em dívidas com servidores

22/01/2019 - 11:07 // Por SindSaúde DF // Imagens: Éder Oliveira // Sequelas do Desgoverno

SindSaúde segue na luta pelo reajuste salarial

Selo sequelas fill 241x241

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal possui dívidas com os servidores da pasta que chegam a R$ 23,04 milhões, informa o Portal Metrópoles. Os débitos acumulados referem-se a salários e benefícios (R$ 16,06 milhões), licenças-prêmios (R$ 6,5 milhões), décimo terceiro (R$ 9,7 mil) e férias (R$ 446,5 mil).

Somado a outras dívidas , a SES deve aproximadamente R$ 408 milhões, sendo R$ 378,5 milhões a fornecedores de bens, serviços e materiais.

Nesse montante, segundo o Metrópoles, a Secretaria de Saúde tem débitos até mesmo com a Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb) - R$ 24,5 milhões - e Companhia Energética de Brasília (CEB) - R$ 16 milhões. Todas essas informações estão no Sistema Integral de Gestão Governamental (Siggo), com a exceção de R$ 6,6 milhões compilados pelo Fundo de Saúde.

O governador Ibaneis Rocha (MDB) já chegou a afirmar que o reajuste na folha de pagamento de 32 categorias do funcionalismo público local depende de um pente fino nas contas do órgãos do DF. O aumento salarial, que deveria ter ocorrido em 2015, já foi prometido pelo emedebista. O reajuste terá um impacto de R$ 1,1 bilhão nas contas públicas.

A presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues, disse que, “ o governo precisa pagar esses débitos que têm com os servidores da SES” e que “o reajuste salarial deve ser concedido também com urgência”. De acordo com ela, os funcionários públicos já esperaram demais por esse direito previsto em lei.

Outro lado
Ao Portal Metrópoles, a Saúde informou que as principais dívidas serão quitadas com recursos do Tesouro Local e repasses do Fundo de Saúde. O órgão, no entanto, não deu nenhum prazo para esses pagamentos e alegou que eles “serão realizados à medida que houver disponibilidade orçamentária e financeira, e que a pasta seguirá a ordem cronológica”

Veja também:

Sequelas do Desgoverno Sequelas do desgoverno: Dívida de R$ 66 milhões causa corte de refeição para servidores Em Ceilândia e HMIB houve suspensão da alimentação durante 24 horas por débitos deixados pelo...
Sequelas do Desgoverno Hospitais e centros de saúde do DF estão com extintores vencidos desde 2015 Informação foi dada pelo secretário da Saúde, Osnei Okumoto, e confirma mais sequelas deixadas por...
Sequelas do Desgoverno SEQUELAS: Abandono na Saúde se repete no segundo maior hospital do DF Relatório da SES afirma que o HRT conta apenas com um médico no Pronto-Socorro e...
Sequelas do Desgoverno SEQUELAS: HMIB é o retrato do abandono e descaso com mães e crianças Fiscalização segue encontrando as feridas abertas por um governo incompetente Em relatório da Secretaria de Saúde...
© Blank Plazart - Free Joomla! 3.0 Template 2019