26.5 C
Brasília
sexta-feira, 1 julho, 2022

Saúde investiga primeiro caso suspeito de varíola dos macacos no DF

Segundo a pasta o paciente é um homem com idade entre 20 e 29 anos

Saiba Mais

SindSaúde DF
SindSaúde DF
Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Distrito Federal

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal investiga o primeiro caso suspeito da varíola dos macacos na capital. A informação foi divulgada pela pasta, através de nota, na tarde de ontem terça-feira (21/6). De acordo com a SES, o paciente é um homem com faixa etária entre 20 a 29 anos. 

Além disso, foi divulgado também que o Ministério da Saúde foi notificado sobre um caso suspeito que está em investigação inicial de hepatite de origem desconhecida. Segundo a pasta, trata-se de uma criança com faixa etária entre 5 e 9 anos. “Ela se encontra em bom estado de saúde, realizando acompanhamento ambulatorial”, informou. 

Em nota, a secretaria ainda informou que a rede de saúde da capital está preparada para lidar com a situação. “Assim que os primeiros casos foram registrados no Brasil, o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs) do DF emitiu um alerta epidemiológico às unidades da atenção primária e hospitalares das redes pública e privada” disse a secretaria. 

Fique atento aos sintomas iniciais 

  • febre
  • dor de cabeça
  • dores musculares
  • dor nas costas
  • gânglios (linfonodos) inchados
  • calafrios
  • exaustão

Os sintomas costumam surgir cerca de 5 a 21 dias após o contato com o vírus, e duram entre 14 a 21 dias. As erupções cutâneas costumam surgir primeiro no rosto e mucosa oral, espalhando-se depois para o resto do corpo e atingindo, principalmente, as extremidades, como a palma das mãos, e podendo também aparecer na região genital.

Prevenção 

Seguindo as mesmas medidas de proteção contra a Covid-19, o uso de máscaras, o distanciamento e a higienização das mãos também são as principais formas de evitar o contágio pela varíola dos macacos. Além disso, é importante evitar o contato ou o consumo de animais silvestres, já que podem estar infectados, principalmente roedores. 

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias

Vacinação com a segunda dose de reforço está disponível para pessoas a partir 35 anos

A Secretaria de Saúde divulgou nesta quinta-feira (30) que pessoas a partir de 35 anos, já podem receber a...

Inscrições para eleição de delegados sindicais no Iges-DF

As inscrições para delegados sindicais para representar os empregados da base representativa do SindSaúde do Instituto de Gestão Estratégica...

É bom lembrar das conquistas e quem lutou por elas – 20 HORAS

Durante o próximo mês, o SindSaúde irá relembrar algumas de suas inúmeras vitórias. Para começar, vamos relembrar a conquista...
- Advertisement -spot_img
- Publicidade -spot_img