21.5 C
Brasília
sexta-feira, 1 julho, 2022

GDF anuncia concurso público para a nova carreira de gestão e assistência pública à saúde

Esta ação faz parte de um pacote milionário de investimentos na saúde do DF anunciado na manhã deste sábado (28) pelo Poder Executivo

Saiba Mais

SindSaúde DF
SindSaúde DF
Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Distrito Federal

O Governo do Distrito Federal (GDF) lançou na manhã desta sábado (28), em coletiva de imprensa no Palácio do Buriti, um conjunto de medidas voltadas para o impulsionamento do atendimento da rede pública de saúde. De acordo com governador Ibaneis Rocha (MDB), serão investidos 130 milhões na reforma de hospitais e na conclusão das obras de construção de postos de saúde.

Entre os investimentos, também estarão os servidores da saúde, ao todo, serão contratados 397 concursados para reforçar o atendimento da população do DF, entre eles: médicos, enfermeiros, farmacêuticos e especialistas aprovados no último concurso da Secretaria de Saúde, além do anúncio de concurso para a nova carreira de Assistência e Gestão em Saúde.

Assista a coletiva de imprensa na íntegra:

Soma-se a esse contingente a contratação de 100 médicos clínicos, em caráter temporário, para atuarem nas emergências dos hospitais da rede.

Ainda de acordo com a Agência Brasília, sete Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e quatro Unidades Básicas de Saúde (UBSs), estarão prontas para o funcionamento até dezembro (12) deste ano. Serão investidos R$46 milhões na construção e compra de equipamentos para as UPAs de Ceilândia,  Paranoá, Riacho Fundo II, Gama, Planaltina, Brazlândia e Vicente Pires, além de mais R$ 20 milhões para os novos postos de saúde.

De acordo com o governador Ibaneis, os órgãos do governo estão trabalhando integralmente para a melhoria no atendimento à saúde no DF. “Nos reunimos na manhã desta sexta-feira (27) com as equipes de várias secretarias para levar resultados positivos o mais rápido possível para a população”, afirma Ibaneis.

Contratações na Saúde

Durante a coletiva, o governador assinou a nomeação de novos profissionais que integrarão a Saúde do DF, para essas contratações o GDF contou com aprovados em concursos já realizados, mas também prevê a contratação de trabalhadores por concursos em andamento e também futuros concursos que já estão autorizados. 

Para os realizados, serão convocados 104 médicos, 64 enfermeiros obstetras (zerando o cadastro reserva nos dois casos) e 38 enfermeiros de família e comunidade. Já para a carreira de especialista foram nomeados: 53 administradores, 35 fonoaudiólogos, 5 economistas, 5 estatísticos, 5 analistas de sistemas e 5 contadores, além de mais 80 farmacêuticos que atuarão na atenção primária, assegurando a dispensação de psicotrópicos e atendimento de farmácia clínica à população.

Novos servidores

Também foi anunciada a previsão de 200 vagas de especialistas da carreira de Assistência Pública à Saúde (psicólogos, nutricionistas, assistentes sociais e terapeutas ocupacionais). Além da autorização para a realização de concurso público para preenchimento de novas vagas para a nova carreira de gestão e assistência pública à saúde (analistas, assistentes e técnicos), recém-sancionada e que foi uma grande luta do SindSaúde para a sua modernização.

Além disso, também foi autorizada a realização de concurso para a nova carreira dos técnicos em enfermagem que, mesmo tendo sido aprovada no ano passado não tinha aprovação na Lei de Diretrizes Orçamentária para o concurso.

Para a presidente do SindSaúde, Marli rodrigues, é importante que o governo compreenda que investir no servidor público da saúde é investir diretamente na qualidade da saúde da população.

“O servidor público é o um bem precioso do estado que precisa ser encarado com dignidade. A contratação de novos servidores, por meio de concurso público, é o fortalecimento de uma Saúde de eficiência, e isto resultará em mais atendimento para a sociedade do DF. A sensibilidade da Secretaria de Economia também foi fundamental para possibilitar a realização do concurso para técnicos de enfermagem, uma vez que não tinha nenhuma previsão na LDO”, destaca Marli.

TPD

A Secretaria de Saúde vai ofertar 10 mil horas de trabalho por período definido (TPD) para a realização de um mutirão de cirurgias. Serão 54 salas cirúrgicas à noite e em fins de semana, o que dará vazão à lista de espera represada. A medida vai corresponder a R$ 1 milhão a mais por mês em investimentos no pagamento do TPD.

Secretário de Economia do DF, André Clemente lembrou a expectativa para zerar o déficit de cirurgias que foram interrompidas pela pandemia. “Temos a missão de fomentar entregas, desde obras de infraestrutura a investimentos em contratação de pessoal, além de contratos para funcionamento de importantes áreas da saúde e de modernização da estrutura de tecnologia do governo”, finalizou Clemente.

Foto Renato Alves / Agência Brasília

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias

Vacinação com a segunda dose de reforço está disponível para pessoas a partir 35 anos

A Secretaria de Saúde divulgou nesta quinta-feira (30) que pessoas a partir de 35 anos, já podem receber a...

Inscrições para eleição de delegados sindicais no Iges-DF

As inscrições para delegados sindicais para representar os empregados da base representativa do SindSaúde do Instituto de Gestão Estratégica...

É bom lembrar das conquistas e quem lutou por elas – 20 HORAS

Durante o próximo mês, o SindSaúde irá relembrar algumas de suas inúmeras vitórias. Para começar, vamos relembrar a conquista...
- Advertisement -spot_img
- Publicidade -spot_img