17.5 C
Brasília
sábado, 12 junho, 2021

Saiba como está o cenário atual da pandemia no Brasil e no Distrito Federal

Apesar de já iniciada a vacinação, o número de casos continua subindo, país beira o colapso do Sistema de Saúde

Saiba Mais

SindSaúde DF
SindSaúde DF
Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Distrito Federal

A pandemia do coronavírus no Brasil começou com o seu primeiro caso detectado em 26 de fevereiro de 2020 e completa dois anos, e continua com oscilações nos óbitos e nos infectados. Durante esse período, já foram detectados diferentes tipos de variantes de diversos países que chegaram ao país.

De acordo com o portal Politize, as variantes presentes no Brasil, são apresentadas em três tipos, a B.1.1.7, identificada no Reino Unido com 17 mutações em diferentes pontos do código genético do vírus e já chegou a mais de 50 países. A variante B.1.351, detectada na África do Sul e apresentando pacientes em pelo menos 20 países. A variante P.1, que foi achada no Brasil e também já chegou a outros países.

Casos no BRASIL

O Ministério da Saúde informa que até 08 de junho de 2021, foram confirmados 17.037.129 casos e 476.792 óbitos por covid-19 no Brasil. Segundo boletim epidemiológico do MS, os Estados Unidos foram o país com o maior número de casos acumulados (33.251.939), seguido pela Índia (27.894.800), Brasil (16.471.600), França (5.719.877) e Turquia (5.235.978).

No ano de 2021, o Brasil conseguiu bater o recorde com um número alarmante de infectados em um só dia, 100.158 casos novos casos foram protocolados e 4.249 óbitos novos óbitos somente no dia 8 de abril de 2021.

Diversos estados foram marcados pelo colapso no sistema de saúde, em dezembro de 2020, em Manaus, houve uma grande sobrecarga que levou os hospitais a ficarem sem oxigênio, levando a um grande número de internados.

Todos os hospitais brasileiros passavam por uma situação crítica, em março de 2021, as UTI’s de Covid-19 estavam com 90% na taxa de ocupação.

Entre os profissionais de saúde, em 2021, 104.513 trabalhadores da área foram infectados pela Covid-19 e 462 foram a óbito, de acordo com boletim epidemiológico.

Situação no DF

De acordo com o Boletim Epidemiológico do Distrito Federal, até esta terça-feira (8/6), foram notificados 412.708 casos de pessoas infectadas, desse número, 395.333 pessoas estão recuperadas e 8.844 evoluíram para o óbito. Das mortes, 750 eram residentes em outros estados, sendo 646 de Goiás (entorno), um do Acre, dois do Amapá, 28 do Amazonas, 13 da Bahia, três do Maranhão, seis do Mato Grosso, 28 de Minas Gerais, um do Piauí, três do Rio de Janeiro, quatro de Rondônia, sete de Roraima, um de Santa Catarina, cinco de São Paulo e dois do Tocantins.

Vacinação

Há um tempo começou a vacinação em pequenas escalas e em grupos prioritários e de situação de risco. Poucas doses foram distribuídas e o país está longe de conseguir vacinar todas as faixas etárias.

Com a necessidade de produzir uma imunização em grande escala, empresas farmacêuticas como a Moderna, Pfizer, AstraZeneca e Sinovac ganharam destaque no desenvolvimento de vacinas. Dentre elas algumas foram mandadas ao Brasil para a vacinação, como a Pfizer/BioNTech, que se baseia no RNA do vírus.

A AstraZeneca é outra vacina utilizada no Brasil, desenvolvida pela Universidade de Oxford em conjunto com a farmacêutica anglo-sueca AstraZeneca, no Brasil ela é produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

A Sinovac produzida em parceria com o Instituto Butantan, também aplicada no Brasil, foi usada primeiramente em um acordo assinado entre o governo do Estado de São Paulo e a empresa de cerca de USD$90 milhões para a produção de vacinas no estado.

Até o momento, com base nos dados das secretarias estaduais de Saúde, o país vacinou um total de 50.953.709 com a 1ª dose e 23.303.559 vacinados que receberam a 2ª dose. No Distrito Federal, de acordo com dados da Secretária de Saúde, 707.124 pessoas receberam a primeira dose e 326.492 receberam a segunda dose.

  • É necessário destacar que independente da marca da vacina, a imunização é de extrema importância para amenizar a incidência de casos e aumento nos óbitos no período da pandemia.

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias

Servir Brasil integra comissão especial para discutir a Reforma Administrativa

Foi instalada nesta quarta-feira (9) a Comissão Especial da Reforma Administrativa - PEC 32/20 que contará com a participação...

Pessoas com 53 a 59 anos ou mais sem comorbidades podem agendar vacinação contra a Covid-19

O Distrito Federal ampliou a faixa etária de vacinação contra a Covid-19. Pessoas a partir de 53 anos sem...

Plantão Covid 19 – acompanhe as principais notícias do Brasil e do mundo sobre o coronavírus [JUNHO]

O SindSaúde-DF reúne abaixo as principais notícias sobre Coronavírus no Brasil e no mundo. Tudo que está sendo dito...
- Advertisement -spot_img
- Publicidade -spot_img