26.9 C
Brasília
sexta-feira, 7 maio, 2021

Ex-ministros Mandetta e Teich comparecem nesta terça-feira a CPI da Covid-19

Ambos saíram do cargo após divergências com o presidente da Republica

Saiba Mais

SindSaúde DF
SindSaúde DF
Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Distrito Federal

A comissão parlamentar de inquérito (CPI) da pandemia dá início, nesta terça-feira (4), a agenda de convocações, com os depoimentos de Mandetta e Teich, dois ex-ministros de saúde do governo Bolsonaro. O depoimento de Mandetta está previsto para acontecer as 10h, e Teich as 14h.

A CPI da Covid-19 foi criada para apurar as ações e omissões do governo federal no enfrentamento da pandemia da covid-19.

Ambos estão condicionados a posição de testemunhas, com o compromisso de dizer a verdade sob o risco de incorrer no crime de falso testemunho. Mandetta esteve a frente da Pasta entre janeiro de 2019 e abril de 2020. Já Teich, esteve no comando entre 17 de abril e 15 de maio do ano passado.

Os requerimentos foram aprovados na semana passada, o relator, Renan Calheiros (MDB-AL), o vice-presidente do colegiado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) são autores dos pedidos.

As demissões

Mandetta foi demitido após discordar de Bolsonaro em abril, sobre as medidas de isolamento social e controle da doença. Além disso, também houve divergência sobre o uso da cloroquina que, enquanto o presidente afirmava a aprovação, o medicamento foi considerado ineficaz no combate a Covid-19. Teich também será investigado pelo uso da cloroquina.

O vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou que, “como é notório, o presidente da República sempre trabalhou contra quaisquer medidas de isolamento e de combate à doença e propaga, desde o início da pandemia, remédios e tratamentos comprovadamente ineficazes contra a Covid e cujo uso indiscriminado representa sérios riscos. Portanto, o senhor Luiz Henrique Mandetta foi exonerado do cargo de ministro da Saúde justamente por defender as medidas de combate à doença recomendadas pela ciência”, disse.

Além disso, Mandetta também foi questionado sobre a falta de material hospitalar e de respiradores mecânicos no início da pandemia.

O senador Humberto Costa (PT-PE) destaca que, “temos de perguntar ao ministro Teich sobre o tema da testagem. Ele chegou a apresentar uma proposta, mas ela não teve desdobramento. Qual o motivo disso?”.

Durante a semana

Nesta semana, está previsto para ser ouvido o ex-ministro Eduardo Pazuello, que esteve por mais tempo no comando, que falará na quarta-feira (5), e o atual ministro, Marcelo Queiroga será ouvido na quinta-feira (6), junto ao diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antonio Barra Torres.

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias

Pandemia atinge indígenas que sofrem com a falta de acolhimento

Uma pesquisa realizada entre dezembro de 2020 e janeiro de 2021 por pesquisadores do Instituto Leônidas & Maria Deane...

Jurídico do SindSaúde conquista êxito em processos de insalubridade e exercício findo

Os advogados do SindSaúde auxiliaram filiada em ação na Justiça que condenou o Distrito Federal a pagar o valor...

Plantão Covid 19 – acompanhe as principais notícias do Brasil e do mundo sobre o coronavírus [MAIO]

O SindSaúde-DF reúne abaixo as principais notícias sobre Coronavírus no Brasil e no mundo. Tudo que está sendo dito...
- Advertisement -spot_img
- Publicidade -spot_img