17.5 C
Brasília
sábado, 12 junho, 2021

Frente Parlamentar em Defesa do Serviço Público e contra a Reforma Administrativa é lançada na CLDF

Reunião aconteceu na quinta-feira (13), de forma remota, e contou com a presença de parlamentares distritais e federais

Saiba Mais

SindSaúde DF
SindSaúde DF
Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Distrito Federal

O primeiro evento remoto da Frente Parlamentar em Defesa do Serviço Público e contra a Reforma Administrativa da Câmara Legislativa do Distrito Federal aconteceu na manhã desta quinta-feira (13) e foi transmitido pela TV Web e pela Casa no Youtube. Estiveram presentes mais de vinte representantes de sindicatos e entidades locais e nacionais.

O deputado Fábio Felix (PSOL) é o presidente do colegiado, fazem da Frente, os seguintes deputados distritais: Arlete Sampaio (PT), Reginaldo Veras (PDT), Cláudio Abrantes (PDT), Chico Vigilante (PT), Agaciel Maia (PL), Leandro Grass (Rede), João Cardoso (Avante) e Reginaldo Sardinha (Avante).

Acompanhe aqui como foi o lançamento:

O presidente do colegiado, deputado Fábio Felix (PSOL) ressaltou que o encontro marca a abertura de uma luta de enfrentamento e mobilização contra a reforma proposta pelo governo federal, a PEC 32/2020. Segundo o parlamentar, a reforma afetará os servidores do Brasil inteiro, no âmbito distrital, municipal, estadual e federal.

“O projeto político autoritário que hoje governa o País se sustenta nas medidas ultraliberais com laços com a elite econômica”, destaca o deputado Fábio Felix (PSOL).

Para ele, a maior dificuldade do momento é garantir a mobilização dos sindicatos, organizações e federações. Outro obstáculo é o envolvimento dos parlamentares e servidores, priorizando o diálogo com a sociedade a fim de explicar as consequências da PEC.

A Frente Servir Brasil presidida pelo deputado federal Professor Israel Batista (PV-DF), apoia a causa e aponta as declarações do Governo Federal sobre decisões de desinformação, como a fake news, plantada para estabelecer a reforma administrativa e atingir os servidores públicos.

Para o deputado Israel, “a PEC 32 não moderniza nem propõe soluções inovadoras ao serviço público, apenas o desmonta e vilaniza o servidor”, protestou.

Também participou da reunião a deputada federal Érika Kokay (PT-DF), segundo ela, o Estado não é ineficiente nem inchado e a PEC 32 é anacrônica e colocará o Estado submisso à iniciativa privada. “É um processo de ataque profundo ao serviço público construído a partir de mentiras”, reforçou a deputada.

Os sindicatos e entidades manifestaram sua posição contra a PEC 32/2020, priorizando uma mobilização urgente a fim de travar a reforma. O deputado Fábio propôs, diante das declarações, união nacional e um conjunto de medidas, onde tenha a construção de uma cartilha informativa sobre o impacto da reforma.

E-book da Servir Brasil

A Frente Parlamentar Mista em Defesa do Serviço Público (Servir Brasil) lançou, na segunda-feira (10/5), um e-book gratuito que explica os danos da atual Reforma Administrativa, prevista na PEC 32/2020 em tramitação na Câmara dos Deputados.

Para ter acesso ao material, CLIQUE AQUI

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias

Servir Brasil integra comissão especial para discutir a Reforma Administrativa

Foi instalada nesta quarta-feira (9) a Comissão Especial da Reforma Administrativa - PEC 32/20 que contará com a participação...

Pessoas com 53 a 59 anos ou mais sem comorbidades podem agendar vacinação contra a Covid-19

O Distrito Federal ampliou a faixa etária de vacinação contra a Covid-19. Pessoas a partir de 53 anos sem...

Plantão Covid 19 – acompanhe as principais notícias do Brasil e do mundo sobre o coronavírus [JUNHO]

O SindSaúde-DF reúne abaixo as principais notícias sobre Coronavírus no Brasil e no mundo. Tudo que está sendo dito...
- Advertisement -spot_img
- Publicidade -spot_img