22.1 C
Brasília
quarta-feira, 12 agosto, 2020

CLDF aprova mudança na previdência de servidores do DF

Novas regras, após sanção do governador, passarão a valer em janeiro

Saiba Mais

SindSaúde DF
SindSaúde DF
Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Distrito Federal

A Câmara Legislativa do Distrito Federal aprovou, nesta terça-feira (30), o Projeto de Lei Complementar nº 46/20, que estabelece novas regras para o Regime Próprio de Previdência Social do Distrito Federal.

As mudanças, aprovadas em forma de substitutivo com 15 votos favoráveis e 8 contrários, aumentam as alíquotas de contribuição para ativos e inativos e, após sanção do governador, serão válidas a partir de janeiro de 2021.

Como ficará a contribuição

Os distritais mantiveram a contribuição previdenciária para os servidores em 14%, independentemente da faixa salarial. 

Já para os aposentados e pensionistas, a contribuição observará as seguintes faixas: até um salário mínimo, isenção; até o teto do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), 11%; e acima disso, 14%. 

O texto aprovado pelos deputados estabelece, ainda, que os beneficiários de aposentadoria ou pensão com doenças incapacitantes terão de contribuir apenas sobre a parcela do provento que superar o dobro do teto do INSS.

A presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues, lamentou a aprovação do texto com peso maior para os servidores. Ela defendia que o acréscimo de alíquota fosse escalonado. 

“Os servidores vão sofrer novamente e pagar a conta das mudanças. Sem reajuste, com salário defasado e agora tendo uma perda salarial ainda maior”, disse. 

Diferenças do texto em âmbito federal

A Reforma da Previdência local aprovada vai pesar mais para os inativos distritais que a reforma da área federal que foi aprovada no Congresso Nacional. 

No caso dos servidores inativos e pensionistas da União, a contribuição se aplica apenas sobre o valor que excede o teto do INSS – hoje em R$ 6.101,06. Até esse valor, eles estão isentos. A isenção no DF será apenas para aqueles que recebem até um salário mínimo – hoje em pouco mais de R$ 1 mil. 

- Advertisement -

Últimas Notícias

Plantão Covid 19 – acompanhe as principais notícias do Brasil e do mundo sobre o coronavírus

O SindSaúde-DF reúne abaixo as principais notícias sobre Coronavírus no Brasil e no mundo. Tudo que está...

Câmara Legislativa aprova suspensão dos prazos de concursos públicos

Proposta do GDF tem o objetivo de interromper o tempo de contagem dos certames durante a pandemia do coronavírus

Agosto Lilás: Prevenção e enfrentamento à violência contra a mulher

No mês que a Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340), que estipula punição adequada e coibi...
- Advertisement -
- Publicidade -
Precisa de ajuda??