27.5 C
Brasília
quarta-feira, 10 agosto, 2022

Acordo Coletivo com o Iges-DF – Momento de luta e união dos trabalhadores

Após reunião do SindSaúde na manhã desta quinta-feira (13), o Instituto vai apresentar uma contraproposta até o dia 21 de janeiro. A segunda mesa de negociação já foi marcada

Saiba Mais

SindSaúde DF
SindSaúde DF
Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Distrito Federal

O SindSaúde se reuniu com o Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges-DF), na manhã desta quinta-feira (13),  para tratar da celebração do novo Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) com os funcionários do Instituto. Ficou acertado que o Iges-DF apresentará uma contraproposta até o dia 21 de janeiro e já ficou marcado para o próximo dia 24 de janeiro uma segunda mesa de negociação.  

Estiveram presentes a presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues, os diretores sindicais Laura Batista e Rodrigo Conde  e delegados sindicais representantes dos funcionários do Instituto.  Pelo Iges-DF participaram da reunião a gerente geral de pessoas, Elaine Silvestre, e a advogada da consultoria jurídica do Instituto, Dra. Raquel Candida Braga.

No início da reunião, a presidente Marli destacou a importância da celebração de um acordo coletivo para que os trabalhadores tenham mais segurança e tranquilidade na execução de suas atividades, pois um ACT é a forma mais certa de garantir direitos.

“O Acordo Coletivo de Trabalho é a certeza do funcionário de que os seus direitos estão protegidos e serão executados. O Iges-DF precisa compreender que seus funcionários são a base para que as unidades hospitalares e as UPA’s funcionem de forma eficaz e assertiva”, destacou Marli.

A gerente geral de pessoas, Elaine Silvestre, enfatizou as dificuldades financeiras encontradas pelo Iges e sinalizou uma negativa no que diz respeito a reajuste salarial.

Para a presidente Marli, não se pode esquecer que os funcionários também devem ser priorizados e valorizados pelo Iges, pois são eles que disponibilizam a mão de obra para que o atendimento aos usuários aconteça.

“O Iges não pode colocar a conta das dívidas do Instituto nas costas dos trabalhadores. São pais e mães de família que merecem respeito, sobretudo durante a pandemia da Covid-19 que ainda não acabou. Entendemos as dificuldades, mas não sairemos desta negociação sem algum tipo de reajuste. É digno e justo. Os principais fornecedores do Iges são os funcionários que fornecem mão de obra qualificada e compromisso, sempre prontos para a entrega”, ponderou.

Todos na reunião estavam com a minuta do ACT apresentada pelo sindicato, que foi discutida pelos funcionários do Instituto em reunião no Hospital de Base no dia 13 de dezembro de 2021. Entre as cláusulas estão o recesso de final de ano, adicional de insalubridade, novo piso salarial, a redução da jornada de trabalho para 30 horas semanais aos empregados da base representativa do SindSaúde, banco de horas, mudança de lotação, folga no aniversário, entre outros.

É importante destacar que o texto da minuta ainda está em negociação por ambas as partes e só estará valendo após a celebração com assinatura do diretor-presidente do Iges-DF, Gislei Oliveira, e do sindicato.

CLIQUE AQUI e leia a minuta do acordo coletivo

“A nossa luta é para que este ACT seja celebrado ainda neste mês de janeiro, por isso a importância do envolvimento dos trabalhadores, para que juntos demonstrem para a diretoria do Instituo o quão necessário é a celebração deste acordo de forma breve e que atenda a maioria das cláusulas apresentadas”, afirmou Marli Rodrigues.   

Os delegados sindicais também tiveram oportunidade de explanar as dificuldades e angústias dos trabalhadores do Iges-DF em diversos temas, entre eles, a falta de isonomia no tratamento e concessão de benefícios por diferentes chefias dentro do Instituto.

Nutricionistas

Também foi levantado o tratamento discriminatório sofrido pelos nutricionistas do Iges-DF que de maneira desigual são inferiorizados em comparação com outras categorias que também são de nível superior e fazem parte da mesma equipe. O salário destes profissionais é inferior aos outros profissionais especialistas, como exemplo os farmacêuticos, por sua vez, há sobrecarga de demanda para os mesmos.

Contraproposta

Foi garantido pela gerente Elaine que uma contraproposta será enviada ao sindicato até o dia 21 de janeiro e uma segunda reunião para negociação já foi marcada para o próximo dia 24 de janeiro às 10h.

Uma nova assembleia está convocada com todos os funcionários do Iges-DF no dia 27 de janeiro no Hospital de Base, horário será divulgado em breve, conforme foi aprovado na reunião com os mesmos no dia 13 de dezembro de 2021.

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias

Campanha de vacinação contra a Poliomielite começa nesta segunda-feira (08)

A campanha nacional de vacinação contra a poliomielite para crianças entre 1 e 5 anos incompletos começa nesta segunda-feira...

Designado grupo de trabalho que será responsável por revisar portaria que dispõe sobre os horários de funcionamento das Unidades Orgânicas da SES

Foi publicado no Diário Oficial do DF desta quinta-feira (04), o grupo de trabalho que será responsável por revisar...

NOTA DE PESAR: Falecimento da servidora Danyanne da Cunha Januário da Silva

É com imenso pesar que o Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Distrito Federal (SindSaúde)...
- Advertisement -spot_img
- Publicidade -spot_img