25.5 C
Brasília
terça-feira, 29 novembro, 2022

Denúncia: descumprimento de contrato por parte da Salutar Alimentações causa inúmeras irregularidades no Hospital de base do DF

Segundo informações foram realizadas diversas tentativas de contato com a empresa, mas sem respostas

Saiba Mais

SindSaúde DF
SindSaúde DF
Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Distrito Federal

O Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Brasília (SindSaúde-DF), recebeu denúncias sobre irregularidades no Hospital de Base do Distrito Federal. Após visita ao hospital, foi constatado que as incontáveis irregularidades são consequências de descumprimento de contrato por parte da empresa Salutar Alimentações e Serviços Ltda, responsável pela alimentação e nutrição de toda a estrutura do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (IGESDF).

Durante a visita, a presidente do SindSaúde, Laura Batista, conversou com a Gerente Administrativa e a Chefe do Núcleo de Nutrição do HB, que relataram todos os problemas que vêm dificultando o bom funcionamento de parte da unidade hospitalar e pondo em risco a vida de pacientes e de colaboradores. Questionadas sobre o motivo de todas as irregularidades, afirmaram que a empresa Salutar Alimentações, não tem cumprido com suas obrigações contratuais. De acordo com a Chefe do Núcleo de Nutrição, a empresa não cumpre nem 20% de suas obrigações.

Entre os inúmeros problemas, foi relatado que a falta de alguns alimentos têm afetado de forma grave a alimentação de pacientes. Segundo a Gerente Administrativa, a alimentação de alguns pacientes exige um cardápio específico para as suas condições, mas que devido a falta de certos alimentos, esse cardápio era modificado sem uma solicitação prévia, modificações essas que podem pôr em risco a vida do paciente. Além disso, a gerente citou diversos outros problemas, como, falta de higiene, falta de EPIs e a falta de equipamentos nas instalações onde são preparadas mais de 6 mil refeições por dia. De utensílios básicos como talheres, facas, copos e grelhas, aos industriais, como, fornos, lavadoras e filtros.

Ainda de acordo com a gerente, dentro do contrato firmado com a Salutar, além do serviço de alimentação, a empresa também é responsável pela manutenção de toda a cozinha e refeitório, o que não tem sido cumprido. Vazamento de gás, mofo, lodo e escoamento por toda a instalação, além de obras inacabadas dentro da cozinha, mostram o descaso por parte da empresa. Na visita foram observados encanamentos irregulares e buracos não sinalizados, funcionários sem os equipamentos necessários para o trabalho, além de vestimentas inadequadas para o ambiente.

A Chefe do Núcleo de nutrição afirmou que os funcionários da empresa não possuem identificação e nem uniforme. “Isso é perigoso, porque sem identificação, qualquer um pode entrar, pode estar perto de um paciente, pondo o paciente em risco, não vamos saber se essa pessoa deve mesmo estar ali, já solicitamos que esses funcionários sejam uniformizados, mas sem resposta, então eles usam suas próprias vestimentas, pedimos que ao menos utilizem calça jeans, então a calça jeans e a camiseta branca tem sido seus uniformes”.

Durante a visita, também foi observado o incabível desmazelo com os banheiros, que exalam forte odor pelos corredores, vale ressaltar que os mesmos não ficam tão distantes da cozinha. Falta de limpeza, armários velhos e enferrujados, infiltrações, vasos e mictórios entupidos, e apenas dois chuveiros em funcionamento para mais de 200 funcionários, são apenas alguns dos problemas encontrados.

Perguntada sobre a posição da empresa sobre os tais descumprimentos de contrato, a Chefe do Núcleo de Nutrição relatou que diversas tentativas de contatos foram realizadas. “Eles não respondem, já realizamos mais de 60 solicitações e a maioria não foi respondida. Fizemos novas solicitações sobre algumas documentações que eles não possuem, como licença sanitária, RT (Responsável técnico), que é obrigatório, laudo de estanqueidade para verificar se há vazamento de gás, laudo esse que está vencido há mais de um ano, são várias documentações vencidas, documentações básicas pro funcionamento da empresa, mas sem respostas” finaliza.

- Advertisement -spot_img

Últimas Notícias

Saúde abrirá mais 1.585 vagas para temporários

O Governo do Distrito Federal divulgou nesta terça-feira (29) que reforçará os quadros de pessoal da saúde pública, para...

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O SindiSaúde publicou, em 06 de junho de 2016, na coluna “Drone” conteúdo noticiando supostas ocorrências de chefia intransigente...

Saúde paga TPD referente ao mês de setembro nesta sexta-feira (25)

A Secretaria de Saúde realizará nesta sexta-feira (25), o pagamento dos valores referentes ao Trabalho por Período Determinado (TPD)...
- Advertisement -spot_img
- Publicidade -spot_img