SindSaúde DF

20/01/2020 - 18:05 Notícias SindSaúde DF

Problema resolvido na raiz: SindSaúde cobra mudança em lei sobre abono em licença de acompanhamento

Secretário de Economia garantiu à presidente Marli Rodrigues que fará tudo para manter o direito do servidor e garantir em lei o abono 

A presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues, reuniu-se, nesta segunda-feira (20), com o secretário de Economia do Distrito Federal, André Clemente, para sugerir uma mudança na Lei 840/11 e garantir tranquilidade aos servidores em relação ao abono em licença de acompanhamento.

Na última semana, uma nota técnica da Subsecretaria de Gestão de Pessoas da Secretaria de Economia alertou as demais secretarias sobre a impossibilidade de concessão de abono de ponto a servidor que esteve licenciado por motivo de doença em pessoa da família.

A nota foi retirada e suspensa pelo governo, dias depois, mas acendeu o alerta de inconsistência jurídica relacionada ao tema.

“O Departamento Jurídico do SindSaúde se debruçou sobre o tema e entendeu que a Lei 840/11 precisa ser alterada para garantir tranquilidade aos servidores e resolver esse impasse definitivamente. Trouxemos ao secretário esse estudo”, explica Marli Rodrigues.

A sugestão do SindSaúde é que seja apresentada alteração na lei para incluir dentre os incisos do art. 165 a licença para acompanhamento de familiar por motivo de doença.

A mudança na redação deixará claro o direito de acompanhamento de familiares doentes sem prejuízo aos servidores. Hoje, o licenciamento para acompanhamento de familiar doente não interrompe a contagem para a aposentadoria e outros benefícios.

O secretário André Clemente se comprometeu a encaminhar a sugestão do SindSaúde e pedir alteração na lei para garantir o direito dos servidores.

“Pode ter certeza que vamos enviar para a Câmara Legislativa a alteração da lei para que essa questão fique clara”, finalizou o secretário.

Acompanhe o processo no SEI: Processo 00040-00001685/2020-14

20/01/2020 - 13:40 Notícias SindSaúde DF

Participe da campanha "A GATA em primeiro lugar"

Informação adicional
  • Imagens: Éder Oliveira

Troque sua foto nas redes sociais para o tema da campanha do SindSaúde-DF pela incorporação da GATA. Basta clicar no link e adicionar a marca em seu perfil personalizado. É simples e fácil.

WhatsApp Image 2020 01 20 at 13.01.07

Esta Campanha dos servidores da Saúde do DF é pela incorporação da 3ª parcela da Gratificação de Apoio Técnico Administrativo (GATA), que, desde 2015, deveria ter sido paga.

O ano começou e a cobrança da categoria é que a incorporação total da GATA seja o primeiro ponto a ser debatido e executado pelo GDF, antes mesmo do diálogo sobre o reajuste. Por isso, o SindSaúde, desde agora, vai lutar para que este direito seja respeitado.

Para participar clique neste link: https://sindsau.de/37cvF8W

- Após abrir a página inicial clique em “Add to Facebook” (é necessário ter um perfil no Facebook).
- O site pegará sua foto de perfil atual e aplicará o tema “Eu quero a GATA”.
- Clique em “Create Twibbon for Facebook”.
- Agora é só fazer download da imagem e usar em todas as suas redes sociais.

17/01/2020 - 16:09 Notícias SindSaúde DF

Alerta: Aplicativo Portal.DF é tentativa de golpe, afirma GDF

Informação adicional
  • Imagens: Éder Oliveira

Um comunicado da Diretoria de Segurança da Informação da Secretaria de Economia (DISEGI) orienta que os servidores não façam o download do aplicativo Portal.DF, disponível no Google Play. O app é, segundo a pasta, clandestino e tem o objetivo de roubar os dados pessoais dos servidores.

A orientação da secretria é que quem já tiver realizado o download, deve desinstalar o aplicativo imediatamente e informar o ocorrido à Subsecretaria de Tecnologia da Informação da PGDF (SUTIC), por meio do ramal 9603, que irá reportar o ocorrido à Secretaria de Economia.

A DISEGI infomrou ainda que está tomando as medidas necessárias para retirar o Portal.DF da loja de aplicativos.

 

 

16/01/2020 - 11:58 Notícias SindSaúde DF

Nota técnica retira do servidor direito a abono em licença de acompanhamento

Informação adicional
  • Imagens: Éder Oliveira

Segundo documento da Secretaria de Economia, esta licença médica não configura efetivo exercício e impossibilita o abono anual. Jurídico SindSaúde tomará medidas

A Subsecretaria de Gestão de Pessoas da Secretaria de Economia do DF enviou nota técnica à gerência de Coordenação de Gestão de Pessoas, ou seja, para as subsecretarias de Gestão de Pessoas (SUGEPs) de todas as secretarias do GDF, apontando a impossibilidade de concessão de abono de ponto a servidor que esteve licenciado por motivo de doença em pessoa da família.

Essa nota técnica muda radicalmente a interpretação do abono de ponto anual dos servidores do DF. De acordo com o documento, o trabalhador que, ao longo do ano, se afastar de suas atividades para acompanhar tratamento de doença em seus familiares não terá o direito ao abono anual. Segundo a nota, este licenciamento não configura o “efetivo exercício” de suas funções.

É importante ressaltar, que esta nota traz mudanças significativas para a vida dos servidores, já que o licenciamento para acompanhamento de familiar doente não interrompe a contagem para a aposentadoria e outros benefícios, logo, para o SindSaúde, causa espanto interferir na contagem para o abono anual.

O Departamento Jurídico do sindicato já estuda sobre esta interpretação apresentada pela nota técnica para tomar as medidas necessárias para que este direito, conquistado por meio de luta dos trabalhadores, não seja retirado de forma tão brutal.

Para a presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues, a nota técnica da Secretaria de Economia, que interfere na vida de todos os servidores, inclusive nos da Saúde, é uma falta de respeito, pois trata de um momento difícil na vida de quem está com um familiar enfermo.

“Vamos procurar a Secretaria de Economia para contestar esse documento e garantir o direito sagrado dos servidores de prestarem assistência à seus familiares sem serem prejudicados. A doença na família já é um momento delicado por si só. Considero essa nota equivocada, inoportuna e de uma insensibilidade ímpar!”, afirma Marli.

 O Decreto 29814/2008, em seu artigo 7°, estabelece a SUGEP da SEEC (antiga Seplag) como COORDENADORA de toda a área de GESTÃO de PESSOAS do Governo do DF.

 

Clique aqui e acesse a Nota Técnica completa.

15/01/2020 - 12:05 Notícias SindSaúde DF

Projeto de lei cria campanha de prevenção à síndrome do pensamento acelerado

Informação adicional
  • Imagens: Éder Oliveira
Iniciativa do deputado Delmasso pretende conscientizar e prevenir a síndrome com campanha no DF
Projeto de lei do vice-presidente da Câmara Legislativa, deputado Delmasso (Republicanos), cria campanha de conscientização e prevenção da Síndrome do Pensamento Acelerado no Distrito Federal. A ideia é apresentar à população o que é a síndrome e assim diminuir o número de casos.
 WhatsApp Image 2020 01 15 at 12.09.45
 
O objetivo do deputado é que a campanha seja realizada em diversos locais na cidade, como: escolas, hospitais, ambulatórios e centros de saúde, de tal modo que a maior quantidade de pessoas possa ter conhecimento sobre os males causados pelo transtorno.
 
 
Se o projeto for aprovado, será realizada divulgação dos fatores que podem causar o surgimento da síndrome e como minimizá-los.
 
 
Para a presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues, é importantíssimo que o Poder Legislativo se movimente na questão da saúde mental. “Estes transtornos são muito debatidos quando acontece um suicídio ou uma perda significativa. Porém, quando passa este momento mais profundo da dor, o tema cai no esquecimento. Temos índices absurdos de adoecimento mental o que gera a necessidade deste assunto estar sempre em pauta”, destaca Marli.
 
 
SÍNDROME DO PENSAMENTO ACELERADO
 
Identificada pelo psiquiatra, professor e escritor Augusto Cury, a síndrome é causada quando a mente fica repleta de pensamentos durante todo o tempo em que a pessoa está acordada, o que dificulta a concentração, aumenta a ansiedade e desgasta a saúde física e mental.
 
Uma das principais causas desse distúrbio é o excesso de informação a que as pessoas são submetidas ao longo do dia. No caso desse transtorno, o paciente deve passar por acompanhamento com psicólogo e psiquiatra.
 
14/01/2020 - 11:38 Notícias SindSaúde DF

Centro Obstétrico do HRC é reaberto após reforma emergencial

Informação adicional
  • Imagens: Éder Oliveira

Infiltrações decorrentes das fortes chuvas do início do ano tinham danificado a parte elétrica da unidade

O Centro Obstétrico do Hospital Regional da Ceilândia (HRC) reabre após reparos emergenciais na estrutura do prédio que foram necessários em decorrência de infiltrações causadas pelas chuvas no início de 2019. Desde a terça-feira (7) a unidade, que é a segunda maior maternidade da rede pública de Saúde do DF, ficou fechada para atendimento.

Durante o período da reforma os pacientes de alto risco foram direcionados para o Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib) ou para o Hospital Regional de Taguatinga (HRT).

Segundo a Secretaria de Saúde, nesta segunda-feira (13), foram reabertos as salas de parto com adequações na parte elétrica e na infraestrutura dos telhados. Ainda de acordo com a Pasta, o atendimento à população volta ao normal com 100% de sua capacidade.

No local são realizados cerca de 500 partos por mês e atende a uma população de aproximadamente 600 mil habitantes.

08/01/2020 - 11:27 Notícias SindSaúde DF

Servidores da Saúde podem participar do programa Aposente Bem

Informação adicional
  • Imagens: Éder Oliveira

A ideia é preparar os trabalhadores para o processo de aposentadoria e a vida pós-carreira

Foi publicado no Diário Oficial do DF (DODF), em 27 de dezembro, a Portaria nº 1.041, que institui o programa Aposente Bem para os servidores da Saúde. A intenção do projeto é auxiliar estes trabalhadores no processo de aposentadoria, para que seja mais ágil e eficaz, além de colaborar na construção de um planejamento de vida pós-carreira.  

O programa é um curso destinado aos servidores prestes a se aposentar com o objetivo de ajudar na preparação da nova rotina após o encerramento das atividades funcionais.

Para a gerente de Aposentadoria e Pensões da Subsecretaria de Gestão de Pessoas (Sugep), Glenda Vaz, o Aposente Bem será uma oportunidade onde “falaremos da legislação sobre aposentadoria. A novidade é que também vamos discutir a legislação sobre pensão pós-morte”, ressaltou a gerente.

De acordo com a Pasta, as inscrições para as turmas deste primeiro semestre de 2020 serão divulgadas a partir da segunda quinzena de janeiro.

Aposente Bem

A primeira parte do programa inclui conteúdos como: aspectos legais da aposentadoria no GDF e a documentação necessária para tal, já o módulo complementar, aborda a importância das relações familiares no contexto da aposentadoria.

06/01/2020 - 10:39 Notícias SindSaúde DF

Recadastramento para servidores da Saúde já começou

Informação adicional
  • Imagens: Éder Oliveira

A atualização dos dados deve ser feita até o dia 14 de fevereiro pela plataforma online

Iniciou o recadastramento para os servidores da Saúde do DF, incluindo Secretaria de Saúde, da Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (Fepecs) e da Fundação Hemocentro de Brasília. O procedimento deve ser realizado até o dia 14 de fevereiro de forma online, por meio do Sistema de Recadastramento, Complementação e Atualização de Dados (Recad).

O recadastramento tem o objetivo de atualizar os dados cadastrais dos servidores públicos ativos da Administração Direta, Autárquica e Fundacional do DF, e dos empregados públicos das empresas dependentes do Tesouro do DF.

Devem se cadastrar todos os servidores ativos. Os que estiverem licenciados ou afastados por motivos diversos deverão efetuá-lo pessoalmente quando retornarem às atividades, desde que devidamente justificados.

CLIQUE AQUI e faça seu recadastramento. (A senha solicitada é a mesma utilizada para acessar seu contracheque).

 É imprescindível que os servidores realizem o recadastramento no prazo estipulado para que não haja problemas junto à administração pública.

 Quaisquer dúvidas podem ser tiradas pelo MANUAL DO USUÁRIO.

27/12/2019 - 19:56 Notícias SindSaúde DF

SES pagará R$ 2,3 milhões em pecúnia nesta sexta-feira

Ao todo, 811 servidores receberão valores referentes a licenças-prêmio devidas entre 2017 e 2019

A Secretaria de Saúde pagará, na noite desta sexta-feira (27), R$ 2.398.802,96 em pecúnia a 811 servidores aposentados e quatro pensionistas que entregaram, até 22 de novembro, a declaração exigida no Decreto nº 40.208/2019. O valor refere-se a licenças-prêmio devidas entre 2017 e 2019.

Este é o segundo montante de pecúnias devidas e pagas este ano conforme as determinações do decreto. Em novembro, o GDF fez o primeiro repasse, de R$ 568.814,99, a 194 servidores que se aposentaram entre 2017 e 2019 e entregaram a declaração exigida até 11 de novembro.

“As pecúnias foram parceladas em 36 vezes. De acordo com o artigo 17 do Decreto, a partir da segunda cota recebida pelo servidor terá atualização dos valores, incidindo a correção pelo Índice Nacional de Preço ao Consumidor (INPC). O valor mínimo de cada parcela é de R$ 2 mil”, informou a subsecretária de Gestão de Pessoas da Secretaria de Saúde, Silene Almeida.

A subsecretária lembrou que a atual gestão recebeu o governo com um passivo de quase R$ 150 milhões em pecúnias acumuladas dos anos 2016 até 2018, inviabilizando o pagamento dentro do prazo previsto na Lei n° 840/2011.

“Acrescidas às aposentadorias de 2019, o montante para pagar seria de mais de R$ 200 milhões. No entanto, o governador Ibaneis determinou o pagamento e o parcelamento com a correção, a maneira encontrada para garantir os direitos dos servidores”, explicou Silene Almeida.

A gestora destacou ainda que, no início da gestão, a Secretaria de Saúde pagou pecúnias de aposentados devidas entre 2002 e 2010. “Foram R$ 9,9 milhões pagos. Esses servidores não tinham mais qualquer esperança de receber, mas mudamos esse cenário. A valorização do servidor e a oferta de serviços de saúde de excelência à comunidade são prioridades nesta gestão”, concluiu.

Decreto

O Decreto nº 40.208/2019 estabeleceu que a indenização de licença-prêmio devida aos servidores já aposentados ou que vão se aposentar será paga todo mês pelo órgão ou entidade do servidor, em até 36 parcelas mensais e sucessivas. Elas serão atualizadas a partir do mês subsequente ao da data de publicação do decreto de 30 de outubro de 2019, ou da data de aposentadoria, conforme o caso.

O decreto viabiliza o pagamento de R$ 704 milhões devidos a cerca de oito mil servidores aposentados do GDF. 

20/12/2019 - 18:21 Notícias SindSaúde DF

SES paga TPD de outubro sexta-feira (20)

Informação adicional
  • Imagens: Eder Oliveira

No total, 4.327 servidores vão receber um total de R$ 5,7 milhões

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal confirmou para esta sexta-feira (20) o depósito do pagamento dos valores referentes ao Trabalho em Período Definido (TPD) de outubro de 2019. 

Ao todo 4.327 servidores da Saúde receberão em suas contas as respectivas quantias pelo trabalho extra. O total a ser pago é de R$ 5.767.429,44.

De acordo com a legislação, o prazo máximo para que o governo efetue o pagamento de TPD é de 60 dias após o mês do serviço prestado. Ou seja, atualmente os pagamentos estão dentro do prazo regulamentado em lei.

A presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues, ressaltou a importância do diálogo do sindicato com o governo para garantir os pagamentos em dia. 

“É importante para o servidor que a legislação seja cumprida e tudo feito dentro do prazo previsto. Acreditamos que estamos caminhando bem para a regularização das dívidas de governos anteriores com os servidores. E o diálogo tem sido importante após um governo anterior que foi tão difícil para o servidor. Nossa luta segue para que todos os direitos sejam devidamente assegurados ao trabalhador da Saúde do DF”, destaca Marli Rodrigues.

O SindSaúde está em constante diálogo com a gestora Silene Almeida, subsecretária de Gestão de Pessoas, e com a gestora do Fundo de Saúde do DF, Beatris Gautério, para que os recursos sejam liberados dentro dos prazos garantindo assim o direito do trabalhador.

20/12/2019 - 16:20 Notícias SindSaúde DF

Jurídico do SindSaúde finaliza ano com 4,9 mil atendimentos a sindicalizados

Informação adicional
  • Imagens: Eder Oliveira

Ações de cobrança do GDF lideram os pedidos de servidores na Justiça

O Departamento Jurídico do SindSaúde chega ao fim de 2019 com muitas vitórias e ações em benefício dos servidores da Saúde. Foram 4.925 novos atendimentos jurídicos entre janeiro e novembro deste ano - uma média diária de 22 e 448 a cada mês.

As ações de cobrança ao Governo do Distrito Federal (GDF) lideraram os pedidos dos sindicalizados - foram 251 demandas desse tipo.
Em seguida estão os processos que cobram val ores relacionados a exercícios findos (220) e cumprimentos de sentença (70).

Outros processos

Entre os outros processos mais demandados pelos sindicalizados estão também ações de cobrança em geral, questionamento de insalubridade, obrigações de fazer, alvarás judiciais e exonerações alimentícias.

O Departamento Jurídico também tem nove ações coletivas, entre elas cobrança do pagamento da terceira parcela da GATA, isonomia de 20 horas e ações relativas ao INSS.

Administrativo

Os atendimentos administrativos somam 2.465. Com isso, o SindSaúde registrou um total de 7.390 atendimentos em 11 meses. O Jurídico foi responsável por 66,6% do total geral.

Atendimento do Departamento Jurídico para sindicalizados:
De segunda à sexta-feira
Horário: 9h às 17h
SDS Ed. Venâncio lll sala 109/113 - Brasília, DF, 70393-902
Telefones: (61) 4063-9077 ou (61) 3225-6579
WhatsApp Jurídico (informações de ações coletivas, agendamentos e dúvidas procedimentais): (61) 99314-3952
JURÍDICO SINDSAÚDE

13/12/2019 - 13:48 Notícias SindSaúde DF

Líder do governo garante que em 2020, em primeiro lugar, a GATA. Ano também será de diálogo para reajuste

Em reunião com Diretoria do SindSaúde, deputado Claudio Abrantes destacou a atuação do sindicato na articulação

No último dia de votações no Plenário da Câmara Legislativa do DF, nesta quinta-feira (12), a direção do SindSaúde esteve na CLDF para reforçar a articulação com os deputados distritais em torno das demandas dos servidores da Saúde, em especial a incorporação da GATA.

O líder do governo na Casa, deputado Claudio Abrantes, garantiu que após reunião com o governo e a participação efetiva da presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues, em todo o processo, o GDF afirma que em 2020 vai priorizar o incorporação da Gratificação de Apoio Técnico-Administrativo.

Assista ao vídeo abaixo:

O deputado também garantiu aos diretores que, com a aprovação da emenda, em segundo turno, para o reajuste das 32 categorias, o GDF abre novamente, em 2020, o diálogo com os servidores da Saúde para iniciar as tratativas de reajustes para esses trabalhadores.

Assista no vídeo:

O SindSaúde-DF lançou a campanha: Em 2020, em primeiro lugar: a GATA.

A luta do SindSaúde-DF ao lado dos servidores de Saúde de nível médio para incorporação total da Gratificação de Apoio Técnico-Administrativo entrará em seu décimo primeiro ano.

“É hora de acreditar que vamos vencer mais essa batalha e, juntos, continuar a cobrança de nossos direitos”, afirma a presidente Marli Rodrigues.

12/12/2019 - 10:05 Notícias SindSaúde DF

Deputados aprovam, em primeiro turno, orçamento 2020 com 3ª parcela de reajuste

Informação adicional
  • Imagens: Foto: CLDF

Segundo turno deve ser votado nesta quinta-feira

Os deputados distritais aprovaram nesta quarta-feira (11), em primeiro turno, a Lei Orçamentária Anual para 2020 (LOA 2020). Segundo matéria do Portal Metrópoles, no total, o Governo do DF terá R$ 43,1 bilhões em receitas para utilizar ao longo do próximo ano. São R$ 27,3 bilhões de recursos próprios e R$ 15,7 bilhões autorizados pelo governo federal para o Fundo Constitucional.

Segundo a publicação, o texto foi aprovado com uma emenda aditiva do deputado Fábio Felix (PSol) que autoriza o GDF a destinar verba orçamentária para pagar a terceira parcela do reajuste concedido a 32 categorias em 2013 e que acabou suspenso em 2015.

Segundo cálculos do Executivo local, com retroativo e em valores sem correção monetária, o reajuste custaria R$ 5,36 bilhões aos cofres públicos em dezembro de 2019. No próximo ano, o impacto seria de R$ 1,32 bilhão.

A votação da emenda em segundo turno está prevista para esta quinta-feira.

GATA

Na última semana, a presidente do SindSaúde-DF, Marli Rodrigues, se reuniu com o deputado Rafael Prudente, presidente da CLDF. O SindSaúde protocolou um ofício solicitando que os deputados distritais garantam na Lei Orçamentária Anual de 2020 (LOA) recurso para o pagamento da 3ª parcela da Incorporação da Gratificação de Apoio Técnico Administrativo (GATA).

De acordo com as informações oficiais da Gerência de Pagamentos da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, a incorporação da GATA exige a reserva anual no Orçamento do Distrito Federal de R$ 545 milhões.

 

11/12/2019 - 09:42 Notícias SindSaúde DF

Saúde lança campanhas solidárias para mobilizar servidores

Iniciativa da SUGEP incentiva a doação de produtos de higiene, roupas e também doação de sangue

A Subsecretaria de Gestão de Pessoas (Sugep) da Secretaria de Saúde lançou duas campanhas de solidariedade para este final do ano objetivando mobilizar os servidores da pasta. Uma delas, intitulada Natal com amor, servidores solidários, tem o objetivo de arrecadar materiais de higiene pessoal, roupas, calçados, mochilas, bolsas e brinquedos a serem doados a moradores de rua. As doações podem ser entregues no Núcleo de Educação Permanente em Saúde e na administração central da Secretaria de Saúde.

A entrega aos moradores de rua será feita por meio do Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro POP), da Secretaria de Desenvolvimento Social. “Como eles têm o cadastro de moradores de rua e parceria com a Secretaria de Saúde, optamos por entregar as doações para eles”, comenta a diretora de Desenvolvimento Estratégico de Pessoas da Secretaria de Saúde, Diluana Oliveira.

“Natal é época de celebração e festividades. Nós pensamos em proporcionar às pessoas vulneráveis socialmente e em situação de rua um gesto de acolhimento e carinho, levando-lhes doações que possam melhorar sua autoestima e sua saúde”, destaca a subsecretária de Gestão de Pessoas, Silene Almeida.

O período de arrecadação vai até 20 de dezembro. As caixas coletoras estão instaladas próximas aos pontos eletrônicos na sede da secretaria e nos 11 Núcleos de Educação Permanente em Saúde.

Sangue

Outra campanha foi denominada O servidor dá o sangue pela SUA saúde. Em 19 de dezembro, servidores poderão doar sangue no Hemocentro. Além de estimular a doação, a iniciativa pretende criar a cultura interna sobre a importância de manter o banco de sangue sempre abastecido para salvar a vida dos cidadãos que precisarem.

Poderão ser feitas 40 doações pela manhã e a mesma quantidade no período vespertino. Os servidores interessados em participar da ação devem entrar em contato com o Hemocentro, informar que é servidor e que deseja participar da campanha.

O agendamento pode ser feito pelo telefone 160 opção 2, ou no 0800 644 0160, e ainda pelo site. O horário de atendimento telefônico ocorre de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h.

05/12/2019 - 17:41 Notícias SindSaúde DF

SindSaúde inicia recesso de fim de ano em 9 de dezembro

Informação adicional
  • Imagens: Éder Oliveira

Durante o período, haverá plantão Jurídico para emergências e prazos judiciais

Comunicamos a todos os associados e visitantes que o SindSaúde estará de recesso a partir da próxima segunda-feira (09/12/19) até o dia 10 de janeiro de 2020, em virtude das festas de fim de ano. O atendimento ao público, rede pública e rede particular, será retomado normalmente em 13 de janeiro de 2020, segunda-feira, na sede do sindicato.

Os atendimentos do Jurídico serão retomados em 20 de janeiro de 2020, data em que se encerra a suspensão dos prazos processuais perante o Poder Judiciário (Art. 220, CPC).

Durante o período do recesso, haverá Plantão Jurídico exclusivo para servidores em caso de emergências, prazos em processo administrativo ou medida constritiva de liberdade, com atendimento precedido de avaliação do plantonista. O contato deve ser realizado por meio do telefone (61) 99601-2072.

O Diretor Sindical plantonista poderá ser acionado por meio do telefone:

De 09/12/19 a 13/12/19
Rodrigo Conde (61) 98153-0159

De 16/12/19 a 20/12/2019
Alcione Pimentel (Apenas WhatsApp) (61) 99555-4373

De 23/12/19 a 27/12/19
Agamenon Torres (61) 99967-1163

De 30/12/19 a 03/01/20
Laura Batista (61) 99211-8686

De 06/01/20 a 10/01/20
Ênio Roberto (61) 99979-6318

A Direção do SindSaúde-DF deseja boas festas a todos os servidores da Saúde. Em 2020 continuamos nossa luta, cada vez mais fortes, em defesa da categoria.

Retomaremos nossas atividades com força total na campanha para a incorporação da terceira parcela da GATA.
Em 2020, em primeiro lugar: a GATA

04/12/2019 - 18:17 Notícias SindSaúde DF

SindSaúde protocoliza na CLDF pedido de dotação orçamentária para a GATA

Informação adicional
  • Imagens: Éder Oliveira

Documento foi entregue ao presidente da Casa, Rafael Prudente, e ao presidente da CEOF, Agaciel Maia

O SindSaúde protocolizou, nesta quarta-feira (4), um ofício na Câmara Legislativa solicitando que os deputados distritais garantam na Lei Orçamentária Anual de 2020 (LOA) recurso para o pagamento da 3ª parcela da Incorporação da Gratificação de Apoio Técnico Administrativo (GATA).

O pedido foi feito pela presidente Marli Rodrigues ao presidente da CLDF, deputado Rafael Prudente (MDB), e ao presidente da Comissão de Economia Orçamento e Finanças (CEOF), deputado Agaciel Maia (PL).

O Orçamento do próximo ano será votado até dia 15 de dezembro pela CLDF. O Governo do Distrito Federal declarou que realizará o pagamento da 3ª parcela da GATA no próximo ano e a garantia de recursos na LOA é o primeiro passo para que o valor seja pago e honrado pelo governador Ibaneis Rocha.

De acordo com as informações oficiais da Gerência de Pagamentos da Secretaria de Saúde do Distrito Federal, a incorporação da GATA exige a reserva anual no Orçamento do Distrito Federal de R$ 545 milhões.

 WhatsApp Image 2019-12-04 at 17.08.01.jpeg

 

Não é reajuste

A presidente do SindSaúde destacou que a incorporação da GATA não tem relação com o reajuste das 32 categorias, discutido no Supremo Tribunal Federal. “Essa é outra luta dos servidores que estão cansados de esperar. Precisamos vencer essa batalha da GATA”, destacou.

O presidente da CLDF ouviu os representantes do SindSaúde e garantiu que, diante desse levantamento de valores já entregue ao sindicato, se reunirá com o governador Ibaneis Rocha para dar uma resposta à categoria.

O deputado Agaciel Maia também recebeu o requerimento e sinalizou de forma positiva para intensificar a luta dos servidores que aguardam o recebimento da terceira parcela da GATA.

Também participaram das reuniões com os deputados os diretores do SindSaúde Agamenon Torres e Marcos Rogério, além do coordenador Jurídico do sindicato, Liziomar Sousa.

 WhatsApp Image 2019-12-04 at 17.08.01 (1).jpeg


Atrasos no pagamento

Os servidores da Saúde Pública aguardam desde 2015 o pagamento da 3ª parcela da GATA. A incorporação da gratificação se arrasta desde 2009 - a última parcela prevista para setembro de 2015 não foi paga pelo então governador Rodrigo Rollemberg. Outras categorias obtiveram a incorporação de gratificações similares de forma integral.

 

03/12/2019 - 11:03 Notícias SindSaúde DF

Espaço NovaMente abre agenda para 2020

Informação adicional
  • Imagens: Éder Oliveira

Consultas de psicologia e psiquiatria poderão ser solicitadas via WhatsApp do SindSaúde

O Espaço NovaMente, criado pelo SindSaúde para cuidar da saúde dos servidores do DF, abrirá a agenda de 2020 para marcação de consultas. Os interessados em se consultar com psicólogos e psiquiatras deverão enviar mensagem no WhatsApp do SindSaúde [(61) 99653-6237.

As consultas serão agendadas conforme disponibilidade de horário do Espaço NovaMente, a partir de 3 de fevereiro de 2020.

Espaço NovaMente

O Centro NovaMente funciona no Guará, em um espaço de 4 mil metros quadrados de área verde.

Além dos consultórios para atendimento há espaço para acompanhantes, redário, sala de pesquisa, ambientes ao ar livre e espaço para atividades em grupo.

Os servidores afastados do trabalho ou em processo de afastamento terão atendimento com psicólogos e psiquiatras.

02/12/2019 - 14:04 Notícias SindSaúde DF

Servidores da Saúde devem fazer o recadastramento

Informação adicional
  • Imagens: Éder Oliveira

A atualização de dados dos trabalhadores da Pasta vai até 14 de fevereiro de 2020

Todos os servidores da Saúde do DF, incluindo Secretaria de Saúde, da Fundação de Ensino e Pesquisa em Ciências da Saúde (Fepecs) e da Fundação Hemocentro de Brasília devem fazer o recadastramento de dados junto ao GDF.

A finalidade desta ação é atualizar os dados cadastrais dos servidores públicos ativos da Administração Direta, Autárquica e Fundacional do DF, e dos empregados públicos das empresas dependentes do Tesouro do DF.

O procedimento é online, por meio do Sistema de Recadastramento, Complementação e Atualização de Dados (Recad). Todos os servidores devem atualizar seu cadastro até dia 14 de fevereiro de 2020.

É importante que este recadastramento seja realizado para que não haja problemas futuros junto á administração do órgão.

CLIQUE AQUI e faça seu recadastramento. (A senha solicitada é a mesma utilizada para acessar seu contracheque).

Outras dúvidas podem ser respondidas no MANUAL DO USUÁRIO.

29/11/2019 - 17:00 Notícias SindSaúde DF

SES pagará primeira parcela das pecúnias nesta sexta-feira

Informação adicional
  • Imagens: Eder Oliveira

Quem entregou a declaração até 11 de novembro receberá benefício agora

A Secretaria de Saúde pagará, nesta sexta-feira (29), R$ 568.814,99 referente à primeira parcela das licenças prêmio convertidas em pecúnias a 194 servidores que se aposentaram entre 2017 e 2019 e entregaram a declaração exigida no Decreto 40.208/2019 até o dia 11 de novembro.

“Cada servidor deve receber, pelo menos, R$ 2 mil, de acordo com o montante apurado, parcelado em 36 vezes. De acordo com o artigo 17 do Decreto, a partir da segunda parcela haverá atualização dos valores”, informa a subsecretária de Gestão de Pessoas da SES, Silene Almeida.

Decreto 

O Decreto 40.208/2019 estabeleceu que a indenização de licença-prêmio devida aos servidores já aposentados ou que serão aposentados será paga mensalmente, pelo órgão ou entidade do servidor, em até 36 mensais e sucessivas, atualizadas a partir do mês subsequente ao da data de publicação deste decreto, de 30 de outubro de 2019, ou da data de aposentadoria, conforme o caso.

Contudo, não estabeleceu qual será o índice a ser aplicado na atualização das parcelas.

A Secretaria de Economia informou que até o início de dezembro de 2019 será divulgado oficialmente o índice a ser adotado pelas pastas do GDF. Tão logo seja divulgado, os servidores não precisam abrir requerimento para essa finalidade.

Declaração preenchida

Todos os aposentados, inclusive os de 2019, devem preencher a declaração. 

Os servidores deverão comparecer à Diretoria de Pagamento de Pessoal da SES das 8h às 12h e das 14h às 17h, de segunda a sexta-feira, para preencher o documento. 

De acordo com a Subsecretaria de Gestão de Pessoas, serão atendidos, diariamente, 80 servidores – sendo 40 pela manhã e outros 40 à tarde, por ordem de chegada.

Na ocasião, é necessário apresentar a cópia de um documento de identificação com foto.

Clique aqui e confira mais detalhes sobre a declaração que deverá ser preenchida e entregue. 

Os servidores que residem fora do Distrito Federal ou Entorno podem encaminhar via e-mail ([email protected]) a declaração devidamente preenchida e com firma reconhecida em cartório, devendo apresentar ainda cópia do comprovante de residência atualizado. 

O mesmo vale para o(a) servidor(a) que se encontra com limitação motora ou com alguma incapacidade temporária.

28/11/2019 - 13:00 Sequelas do Desgoverno SindSaúde DF

Sequelas do desgoverno: Dívida de R$ 66 milhões causa corte de refeição para servidores

Informação adicional
  • Imagens: Eder Oliveira

Em Ceilândia e HMIB houve suspensão da alimentação durante 24 horas por débitos deixados pelo governo Rollemberg

O ex-governador Rodrigo Rollemberg já está há quase um ano fora do governo, mas até hoje os servidores sofrem com as heranças deixadas por uma gestão ineficiente. Há alguns dias, os hospitais Regional de Ceilândia (HRC) e Hospital Materno Infantil de Brasília (HMIB) tiveram suspensão de refeições para os servidores no refeitório por conta de dívidas, um total de R$ 66 milhões, deixadas pelo ex-chefe do Buriti.

Em nota informativa, a empresa Sanoli Indústria e Comércio de Alimentos Ltda, responsável pelo fornecimento de alimentação de quase toda a rede de Saúde do DF, explicou que, diante das dívidas que existem desde 2014, a empresa precisou suspender a alimentação para os servidores no refeitório a fim de manter estoques mínimos para pacientes e acompanhantes.

“Estamos, a partir do almoço de hoje, 22 de novembro, suspendendo o fornecimento aos servidores no refeitório desta unidade, cujos estoques encontram-se em nível crítico”, dizia a nota. A suspensão durou 24 horas e foi normalizada, segundo a assessoria de imprensa da Sanoli.

Dívidas

Os R$ 66 milhões devidos pelo GDF para a Sanoli são valores referentes à antiga gestão, de Rodrigo Rollemberg, relativos ao fornecimento de alimentação entre 2014 e 2018.

“Mais uma herança que os servidores estão pagando por conta da incompetência e falta de gestão de Rollemberg. Um absurdo que os funcionários acabem pagando por isso”, comentou a presidente do SindSaúde-DF, Mari Rodrigues.

Segundo a nota da Sanoli afixada no refeitório do HMIB e do HRC, a Secretaria de Saúde foi alertada reiteradas vezes sobre a “gravidade do momento e risco de falta de gêneros alimentícios e de pessoal”. Não há registro de dívidas deste ano de 2019.

A Sanoli produz e distribui 800 mil refeições para unidades hospitalares mensalmente. Dos 2,5 mil funcionários da empresa, mil têm dedicação exclusiva aos 7 hospitais e 3 UPAs.