SindSaúde convoca AOSD’S para discutir melhorias

Sex, 15 Mar 2013

O SindSaúde abre o debate sobre a situação dos AOSD’S e convoca todos os servidores a se reunirem no auditório do sindicato, às 10h, na terça-feira (19). O evento marca o início da campanha do sindicato por melhorias como a isonomia de carga horária, a reestruturação da carreira e a capacitação profissional.

Reunião dos AOSD’S

Local: auditório do SindSaúde

Data: 19/03

Horário: 10h

SindSaúde realiza assembleia com motoristas da Secretaria de Saúde

Sex, 15 Mar 2013

A diretoria realiza no sábado (16), às 9h, no auditório do SindSaúde, uma assembleia com os motoristas da Secretaria de Saúde (SES-DF). O objetivo do evento é discutir com os trabalhadores as reivindicações que deverão ser exigidas no novo plano de carreira.

Assembleia dos motoristas da SES-DF

Local: auditório do SindSaúde

Data: 16/3

Horário: 9h

Sinal de alerta na Saúde (Jornal de Brasília)

Qua, 13 Mar 2013

O orçamento previsto para a compra de medicamentos da rede pública de Saúde do Distrito Federal encolheu. O alerta partiu do gabinete do deputado Chico Leite (FT). Ao fiscalizar as planilhas orçamentárias, o parlamentar identificou uma redução dos recursos projetados para a aquisição de remédios em comparação com o ano passado. Em 2012, a pasta da Saúde tinha R$ 226,5 milhões para as compras de medicamentos. Conforme o levantamento do parlamentar, neste ano estão disponíveis R$ 176 milhões. Em outras palavras, são, aproximadamente, R$ 50 milhões a menos, em uma redução de 37% em comparação com o ano anterior.

Contramão

Segundo Chico Leite, a previsão orçamentária vai na contramão da postura adotada pelo Palácio do Buriti durante a gestão Agnelo. Isso porque desde que assumiu o governo, Agnelo vem ampliando sucessivamente os recursos para a compra de medicamentos. Um passo necessário em função da situação calamitosa da rede pública.

Direção convoca técnicos administrativos do HRT para grande

Seg, 11 Mar 2013

A diretoria do SindSaúde esteve nesta terça-feira (12) no Hospital Regional de Taguatinga (HRT) para discutir a pauta de reivindicações dos técnicos administrativos e convocar os servidores para a grande assembleia da categoria, que será realizada no auditório da Secretaria de Saúde (SES-DF), dia 21 (quinta-feira). O sindicato está se mobilizando para lançar a campanha pela mudança da especialidade técnica para analista, que será tratada dentro da revisão do plano de carreiras, e com isso espera alcançar melhorias como a redução de carga horária e a equiparação salarial com os servidores do Carreirão.

A campanha do SindSaúde terá como foco principal a criação e aprovação de um projeto de lei que altere a especialidade da categoria. “Nós queremos um projeto que atenda às suas necessidades tanto quanto aquele da administracao direta, que recebe quase 2 mil reais a mais que vocês”, disse o diretor do sindicato Vander Borges aos trabalhadores.

Diretoria realiza debate com técnicos administrativos do HMIB

Seg, 11 Mar 2013

A diretoria do SindSaúde realizou na tarde desta segunda-feira (11), assembleia no auditório do Hospital Materno Infantil (HMIB) para discutir a campanha que visa a mudança da especialidade de técnico administrativo para analista. A reunião faz parte da mobilização promovida pelo sindicato que culminaráem uma grande assembleia, na Administração Central da Secretaria de Saúde (SES-DF), próximo dia 21.

Marli explicou aos técnicos as melhorias almejadas com a mudança, como a redução de carga horária e a equiparação salarial dos trabalhadores da saúde com os do Carreirão. “Essa categoria já perdeu tempo, dinheiro e saúde demais. Não há mais o que esperar”

SindSaúde reúne com servidores da Rede Sarah

Seg, 11 Mar 2013

No dia 28 de fevereiro,a direção do SindSaúde esteve reunida em assembleia com os servidores da Rede Sarah para tratar dos rumos que a categoria vai tomar daqui para frente, sendo o sindicato representante legal dos servidores. Na ocasião, foi apresentado os diretores e a sua presidente, Marli Rodrigues.

Na assembléia, muitos profissionais se queixaram das dificuldades que enfrentam no dia a dia no local de trabalho.Após ouvir vários relatos, a presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues, se mostrou indignada e disse que é impossível aceitar que na capital do poder haja um desmando do senhor Campos da Paz.Para ela, o administrador da rede considera o Sarah como a extensão dos seus desejos e sonhos pessoais.”Nunca vi aquele hospital como um local onde os trabalhadores fazem acontecer”,argumenta.

Segundo Marli, o hospital tem um tratamento publicitário de excelência, e questiona para quem é destinada essa excelência, já que é um hospital mantido por verbas federais.“Existem

Detentos colocam em risco servidores e pacientes do HBDF

Seg, 11 Mar 2013

Os servidores do Hospital de Base (HBDF) estão preocupados com os puxadinhos que o governo está implantando para tratar prisioneiros de alta periculosidade.Alguns leitos do 8° e do 11°que estão reservados para receber detentos do sistema prisional do DF,não foram planejados por engenheiros e nem tão pouco por especialistas em segurança pública para atendê-los.

Para a presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues, o hospital não foi feito para ser usado como presídio, quando não é planejado a chance de alguma coisa dar errado é enorme, alguém vai acabar pagando com a própria vida.“Nós temos um exemplo que aconteceu em novembro do ano passado no HBDF,um paciente prisional tomou a arma de um agente da Papuda e se suicidou.No Gama teve um caso de um detento que atirou no policial e o matou.Então,o governo do Distrito Federal precisa discutir de forma séria o Hospital Penitenciário, porque aí sim, o engenheiro vai criar um hospital com espaços próprios e os profissionais serão treinados para assisti-los de forma adequada”,esclarece Marli.

"Sem luta não há vitória", diz presidente do SindSaúde a técnicos administrativos de Ceilândia

Seg, 11 Mar 2013

Dando continuidade à rodada de assembleias que tratam de melhorias para os técnicos administrativos, a presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues, reuniu-se na manhã desta segunda-feira (11) com a categoria no auditório do Hospital Regional de Ceilândia (HRC). Marli explicou aos servidores sobre a campanha, que tem como objetivo a criação e aprovação do projeto de lei que transforma a especialidade técnica em analista e conclamou os trabalhadores à participarem da grande assembleia que será realizada na Administração Central da Secretaria de Saúde (SES-DF), em 21/3.

De acordo com Marli, a mudança para analista não será uma conquista fácil, mas como ocorreu com a Gata (Gratificação da atividade Técnico-Administrativa), incorporada no ano passado, a nova campanha será vitoriosa. "Não estou aqui para fazer discurso demagogo e nem dizer que a situação será resolvida amanhã, mas sem luta não há vitória", afirmou. Segundo Marli há muitos motivos para abraçar essa causa, como a disparidade salarial entre os servidores da saúde e os do Carreirão, e a redução de carga horária.

Saúde e Congresso (Jornal de Brasília)

Sex, 08 Mar 2013

Para não ficar apenas com a promessa de dias melhores, servidores da saúde pública do DF buscam apoio no Congresso Nacional. A presidente do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Saúde do DF (SindSaúde), Marli Rodrigues, se reuniu com o senador Gim Argello (PTB) para tratar deste assunto.

"Sabemos que todo o investimento feito na saúde não foi suficiente para tapar o buraco deixado depois de anos de descaso com o sistema. Mas também sabemos que um servidor bem valorizado é garantia de serviço de qualidade ao cidadão", disse Marli.

Fonte: Jornal de Brasília

SindSaúde reúne com Técnicos Administrativos do Parque de Ap

Qua, 06 Mar 2013

Hoje (7), pela manhã, foi a vez do SindSaúde se reunir com os técnicos administrativos do Parque de Apoio da Secretaria de Saúde.Diferente das reuniões do HBDF e do HRAN,a dúvida e a incerteza imperavam entre os servidores.Alguns se encontravam desacreditados, mas conforme a presidente do sindicato, Marli Rodrigues,discursava a esperança e a motivação aparecia.

A presidente deixou bem claro que só a luta pode mudar o cenário. Ela enfatizou que vários profissionais do GDF foram beneficiados com a mudança,e que para a categoria da saúde conquistar o mesmo benefício, é preciso pressionar o governo.Marli falou que inicia seu mandato com força total, não quer saber de conchaves políticos,para ela, o foco é no reenquadramento da carreira de técnico para analista.

Alguns profissionais queriam saber como seria essa mudança do nível de técnico para o de analista.Foi explicado que os servidores da área técnica administrativa passariam para a de analista e os novos que ingressassem na carreira,seriam exigidos nível superior.

LDO de 2013 aumentaram a verba para reajustes de servidores

Sex, 29 Jun 2012

Servidores ocupam galerias do plenário durante a votação. Presença foi destacada por parlamentares
Os deputados distritais aprovaram a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o ano que vem, durante o serão realizado até a madrugada de sexta-feira (29/06), na Câmara Legislativa.

Mas os parlamentares alteraram o texto enviado pelo governador Agnelo Queiroz, o que desagradou a integrantes do GDF. O projeto de lei previa inicialmente a destinação de R$ 180 milhões para a concessão de reajustes a servidores públicos do Distrito Federal. Mas os distritais mudaram esse valor para R$ 900 milhões durante os debates em plenário.

A decisão que quintuplicou o montante destinado a aumentos salariais deixou o governo preocupado com o impacto no orçamento e com a abertura de brechas para a pressão de sindicatos. O orçamento total para o ano que vem é de R$ 28,5 bilhões.
O governador não pretende vetar os textos aprovados pelos parlamentares.

Distribuição de agendas do SindSaúde começa na segunda, 12/12

Sex, 09 Dez 2011

As agendas de 2012 do SindSaúde poderão ser adquiridas pelos sindicalizados a partir da próxima segunda-feira, 12/12. As agendas foram fabricadas pela fabrica Pombo, em Bérgamo, na Itália.
A distribuição será realizada pelas equipes de funcionários do SindSaúde até sexta-feira, 16/12, no Hospital de Base (HBDF), na Secretaria de Saúde (SES/DF), e nas regionais da Asa Norte (HRAN), Asa Sul (HRAS), Taguatinga (HRT), Ceilândia (HRC), Gama (HRG), Sobradinho (HRS), Planaltina (HRP), SIA, Guará (HRGU), Samambaia (HRS) e Santa Maria (HRSM).
Os sindicalizados que não conseguirem pegar a agenda nessa data deverão aguardar a segunda etapa da distribuição que será realizada a partir da primeira semana de janeiro.

Servidores da UPA protestam contra mudança de gerência

Ter, 22 Nov 2011

Os servidores da saúde lotados na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Samambaia organizam um protesto para a próxima segunda-feira, 21/11, a partir das 7h, contra decisão da Secretaria de Saúde (SES-DF) publicada na sexta-feira, 18/11, no Diário Oficial do DF. De acordo com a SES-DF, a gerência da UPA passará a ser feita pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). A manifestação será realizada em frente à UPA de Samambaia.
As UPAs de Recanto das Emas, Núcleo Bandeirante e São Sebastião também passarão a ser gerenciadas pelo SAMU, segundo informação publicada no Diário Oficial do DF. A decisão foi divulgada após a UPA de Samambaia sofrer interdição ética, medida aprovada na quarta-feira, 16/11, durante reunião entre representantes da Secretaria de Saúde (SES/DF), do Conselho Regional de Medicina (CRM), do Ministério Público (MPDFT) e do Sindicato dos Médicos do Distrito Federal (Sindimédico-DF).

Fim do 13° salário é apenas boato

Qua, 16 Nov 2011

De acordo com o Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP), a notícia sobre a aprovação do fim do 13° salário pela Câmara dos Deputados, veiculada em mensagens eletrônicas na internet, não é verdadeira.
O DIAP afirma que o único Projeto de Lei que poderia reduzir ou eliminar os direitos dos trabalhadores - o PL 5.483/01 – teve a tramitação suspensa pelo ex-presidente Luíz Inácio Lula da Silva, em 2003.

PSF na área rural do Gama pode fechar

Sex, 11 Nov 2011

Segundo denúncia feita ao SindSaúde, a gerência de saúde da regional do Gama ameaça fechar o Posto de Saúde da Família (PSF) de Ponte Alta de Cima, área rural do Gama. O motivo do fechamento seria devido ao PSF, que é próximo à divisa do DF com Goiás, atrair também a população do entorno.
De acordo com o denunciante, que prefere não se identificar, o PSF está funcionando somente uma vez por semana e isso já tem atrapalhado o atendimento à comunidade local. “Já aconteceu de um paciente sofrer com pressão alta porque o posto estava fechado e ele não conseguiu remédio”, conta.
Remanejamento
Os servidores da unidade de saúde sofrem ainda com o remanejamento para o PSF de Engenho das Lajes, também na área rural do Gama. O objetivo da mudança é ocupar as vagas deixadas pelos trabalhadores da fundação Zerbini, que foram exonerados.

Governo federal lança programas para a saúde

Qua, 09 Nov 2011

O governo federal lançou na terça-feira, 8/11, os programas para a saúde S.O.S. Emergência e Melhor em Casa. Por meio dos programas, o governo pretende implementar melhorias nas emergências de 11 hospitais brasileiros e também no atendimento domiciliar do Sistema Único de Saúde (SUS). No DF, o Hospital de Base (HBDF) receberá 3,6 milhões de incentivo anual.

O S.O.S. Emergência visa adotar medidas para classificar os pacientes que dão entrada nas emergências, e assim, encaminhá-los para os setores específicos. O HBDF será o único hospital do DF a receber o programa.

De acordo com o governo federal, que espera investir R$ 1 milhão no Melhor em Casa, já foram cadastradas 110 equipes no programa e a expectativa é de que, até 2014, mil equipes de atenção domiciliar e 400 de apoio estejam atuando em todo o país. As equipes são integradas por médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e fisioterapeutas que atenderão, em média, 60 pacientes por dia.

Secretário de Saúde fala sobre mudança de gerência da UPA de Samambaia

Ter, 08 Nov 2011

Durante reunião do Conselho de Saúde do DF, realizada na manhã de terça-feira, 22/11, o secretário de Saúde, Rafael Barbosa, falou sobre o impasse na mudança de gestão da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Samambaia. Ele se responsabilizou pela iniciativa e garantiu que nenhum servidor será remanejado da unidade, a menos que prefira ser removido.

Segundo o diretor do SindSaúde, da regional de Samambaia, Eurico Jorge, durante a reunião, o secretário de Saúde comprometeu-se a reerguer o atendimento da UPA, por meio do aumento do número de médicos na unidade. “Ele garantiu que não haverá remanejamento de servidores à revelia e que os trabalhadores que não estiverem satisfeitos podem pedir transferência para outra unidade dentro da regional”, contou. O secretário afirmou ainda acreditar que a UPA se beneficiará com a nova gerência. “O secretário disse que como os médicos que trabalham no SAMU recebem a GAMU (Gratificação de Atendimento Móvel de Urgência), isso deve servir como atrativo para esses profissionais da saúde” , relatou Eurico.

Enfrentamento ao crack é caso de saúde pública

Ter, 08 Nov 2011

O governador do DF Agnelo Queiroz declarou, em entrevista radiofônica, que o combate ao crack é uma questão que envolve saúde pública e área social. Ele ressaltou a participação dos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) no plano de combate as drogas do Comitê de Enfrentamento ao Crack e Outras Drogas. A entrevista foi ao ar na terça-feira, 08/11, durante o programa Conversa com o Governador, da Rádio Cultura FM.

"Temos que tratar os dependentes da droga (crack) através de assistência psicológica, ajuda médica e tratamento de saúde. Na outra ponta temos que investir em prevenção e repressão", analisou o governador.

Os CAPS são coordenados pela Secretaria de Saúde (SES/DF) e prestam atendimento na área de saúde mental de pacientes com transtornos e também dependentes de drogas. O DF conta com Centros de Atenção Psicossocial em Ceilândia, Guará, Sobradinho, Santa Maria, Itapoã e na Rodoviária do Plano Piloto.

Projeto do Regime Jurídico Único é encaminhado à CLDF

Seg, 07 Nov 2011

A minuta do projeto Lei Complementar do Regime Jurídico Único dos Servidores Públicos (RJSP/DF) foi enviado à Câmara Legislativa (CLDF) na quinta-feira, 3/11. A expectativa do governo é de que o projeto seja votado ainda este ano e entre em vigor a partir de 2012.
O projeto foi elaborado por representantes do Tribunal de Contas do Distrito Federal, da Câmara Legislativa, da Procuradoria Geral do DF e de diversas secretarias, e em outubro passou por avaliação do Fórum do Serviço Público – composto por entidades sindicais que representam os servidores do governo – antes de ser encaminhado à CLDF.