HRG: Administração promove assédio aos servidores

Ter, 01 Out 2019

Diretoria do SindSaúde está na unidade para apurar novas denúncias de trabalhadores

O SindSaúde continua recebendo denúncias de assédio e opressão por parte da diretoria Administrativa do Hospital Regional do Gama (HRG). A presidente do sindicato, Marli Rodrigues, e os diretores Marcos Rogério e Dalva Andrade estão, nesta terça-feira (1º), na unidade e apuram os casos que vem atrapalhando o trabalho dos profissionais com práticas abusivas contra a categoria e que não serão toleradas pela direção do sindicato. O que se diz pelos corredores da unidade é que nem a superintendência consegue parar as ações assediadoras da Diretoria de Administração.

Com adjetivos pejorativos que em nada expressa o que de fato são os servidores do HRG, a administradora insiste em taxá-los de lixos, preguiçosos e inoperantes. Outra servidora, que se apresenta na unidade como assessora da administratora, usa o mesmo tipo de tratamento com os trabalhaodres.

PECÚNIAS: SINDSAÚDE BUSCA DIREITO DE SERVIDORES E CORREÇÃO DE VALORES

Seg, 30 Set 2019

Aposentados que receberam com atraso têm direito a correção monetária do benefício

No Distrito Federal, muitos servidores da Secretaria de Saúde que se aposentaram receberam suas pecúnias, muitos até 3 anos após o prazo máximo, sem as correções do valor a receber à época.

O termo “pecúnia” é utilizado para indicar um pagamento em dinheiro. Um exemplo é o dos servidores que se aposentaram e não tiraram suas licenças-prêmio durante o tempo de serviço. Essa licença-prêmio é transformada em pecúnia indenizatória. O servidor que não pode, por algum motivo, tirar os dias de descanso previstos em lei, teve direito ao pagamento em dinheiro referente a esse benefício.

Os servidores aposentados interessados em refazer esses cálculos em relação aos valores que receberam e cobrar seus diretos terão apoio do Juridico SindSaúde para abertura e acompanhamento dos processos.

A cobrança das pecúnias é mais um direito dos servidores do DF defendido pelo Jurídico SindSaúde-DF.

SindSaúde cobra do GDF agilidade na emissão da declaração de dívidas

Sex, 27 Set 2019

Ofício enviado à SUGEP reivindica revisão no prazo de emissão ou uma nova estrutura que acelere o processo de quem tem restantes a receber na SES

A Diretoria do SindSaúde protocolou nesta quinta-feira (26) um ofício para a Subsecretaria de Gestão de Pessoas (SUGEP), solicitando que seja diminuído o prazo para o envio da Declaração de Dívidas de Exercícios Anteriores, que hoje é entregue até 60 dias após o pedido.

Segundo o documento, a maioria dos servidores que solicitam tal declaração são aposentados ou estão no final da carreira. Este pedido auxilia para que saibam se existe algum resíduo não pago referente a dívidas de exercícios anteriores por parte do GDF. Sem ele não é possível requerer estes valores.

No ofício, entregue pelo diretor Marcos Rogério, o sindicato solicita que a SUGEP revise este prazo de emissão da declaração, dando assim uma assistência mais rápida aos servidores ou até crie um setor responsável para estas demandas que consiga atender aos trabalhadores com envio automático da declaração, tendo em vista que todos os dados já estão inseridos em um sistema informatizado.

“É

Diretoria Administrativa do HRG quer fechar Pneumologia. SindSaúde não vai permitir que se instale o caos

Sex, 27 Set 2019

Administração é denunciada pelo fechamento de áreas e por assédio aos servidores

Um caos está sendo instalado no Hospital Regional do Gama pela atual diretoria administrativa da unidade. O SindSaúde esteve em reunião com os diretores do HRG esta semana para afirmar que não permite assédio contra os servidores e que tomará medidas cabíveis. A presidente do SindSaúde informou que várias novas denúncias estão sendo feitas pelos trabalhadores e também pacientes. Em uma das denúncias, pacientes e servidores afirmam que a direção quer fechar a Pneumologia do HRG.

“Não somos contra as reformas e obras para melhorias nas unidades de saúde. Elas são necessárias. Mas é preciso fazer gestão com responsabilidade. Áreas importantíssimas estão na mira da direção do HRG para o fechamento ou precarização e não vamos permitir isso. Os servidores e pacientes estão em desespero e nós vamos sim bater de frente para evitar que o caos se instale”, afirma a presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues.

Segundo

Quem bate esquece. Quem apanha, NÃO!

Sex, 27 Set 2019

Algoz dos servidores públicos tem nomeação CANCELADA pelo GDF

O Governo do Distrito Federal tornou SEM EFEITO o ato que nomeou Paulo Henrique Horovits, um dos maiores algozes dos servidores da Saúde Pública do DF. A exoneração está publicada no Diário Oficial do DF, nesta sexta-feira (27), dois dias após a nomeação. O cargo que ele OCUPARIA é de diretor da Diretoria de Apoio Operacional, da Subsecretaria de Infraestrutura da Secretaria de Saúde do DF.

Para a diretoria do SindSaúde-DF, que repudiou a nomeação em defesa dos servidores, o resultado mostra a capacidade que a categoria tem de reagir diante de assediadores dos trabalhadores, não permitindo que eles se instalem na máquina, se aparelhem para cometer barbáries.

Paulo Henrique atuou em vários cargos de chefia no governo de Rollemberg e sempre com ações que, além de humilhar e adoecer os servidores, provocou danos à saúde mental de muitos profissionais.

“Os

SES paga TPD de julho na noite desta quinta-feira

Qui, 26 Set 2019

Os 4.646 servidores que realizaram jornada de TPB no mês de julho receberão o montante de mais de R$ 6 milhões

A Secretaria de Saúde pagará na noite desta quinta-feira (26) os servidores que realizaram Trabalho por Tempo Definido (TPD) no mês de julho de 2019. Ao todo, 4.646 profissionais receberão um montante de R$ 6.070.337,62.

De acordo com a legislação, o prazo máximo para que o governo efetue o pagamento de TPD é de 60 dias após o mês do serviço prestado. Ou seja, atualmente os pagamentos estão dentro do prazo regulamentado em lei.

Segundo a subsecretária de Gestão de Pessoas, Silene Almeida, o pagamento é importante para o reconhecimento do bom trabalho prestado pelos servidores. “O TPD é um reforço na força de trabalho que temos e, quando o profissional presta o serviço e recebe, ele se sente reconhecido e valorizado”, afirma Silene.

O

SindSaúde celebra o primeiro acordo coletivo com funcionários do Iges-DF

Qui, 26 Set 2019

Acordo assegura direitos, estabelece percentual de reajuste salarial e concede inúmeros benefícios aos funcionários

O SindSaúde é o primeiro sindicato a encaminhar pedido de pauta e se reunir com a direção do Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges–DF) para celebração de um acordo coletivo de trabalho com funcionários do Instituto. O acordo, assinado na manhã desta quinta-feira (26), abrange os empregados do Iges-DF e tem vigência até setembro de 2020. As cláusulas concordadas abordam jornada de trabalho, reajuste salarial, entre outras.

Participaram da assinatura do acordo a presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues; o diretor-presidente do Iges-DF, Francisco Araújo Filho; e o diretor vice-presidente do Iges-DF; Sérgio Luiz da Costa.

O documento contempla vários benefícios aos trabalhadores, entre eles, o percentual de reajuste salarial, uma jornada de trabalho que assegure a saúde do empregado e a construção de escalas de plantão de acordo com a lei, prevendo intervalos para descanso.

Clube da Saúde será o palco da Noite dos Anos 60 e 70

Qui, 26 Set 2019

Bandas The Fevers e Os Naftalinas são as atrações do dia 19 de outubro


O Clube da Saúde, no SIA, será o palco da Noite dos Anos 60 e 70 com a participação das Bandas The Fevers e Os Naftalinas. Será uma noite de muita emoção com músicas que marcaram a época. O evento será no dia 19 de outubro, a partir das 22h.

Informações: (61) 3042-4981 / 98141-7027

ASSISTA AO VÍDEO SOBRE O EVENTO:

.be

SERVIDORES DO HRG SÃO VÍTIMAS DE BRUTAL PERSEGUIÇÃO

Qua, 25 Set 2019

SindSaúde não aceita ações da gestão contra os servidores de nenhuma unidade de saúde

Os servidores do Hospital Regional do Gama (HRG) estão sofrendo brutal perseguição por parte da Direção Administrativa da unidade. Reunida desde esta terça-feira (24) para tratar do assunto, a Direção do SindSaúde-DF garante aos servidores que não vai admitir que esta situação permaneça.

Para a direção do sindicato, a gestora do HRG fez exposição dos trabalhadores, generalizando a categoria, ao divulgar fake News com a clara intenção de expor e fragilizar os servidores do Gama.

Em respeito aos trabalhadores, o SindSaúde NÃO permitirá que essa situação continue e já está tomando suas providências.

*** Acompanhe mais atualizações em breve sobre esse caso.

NOTA DE REPÚDIO: algoz de servidores é nomeado na Saúde

Qua, 25 Set 2019

Com passado de perseguição ao trabalhador, indicação no DODF deixa categoria indignada

A Direção do SindSaúde-DF repudia a nomeação de Paulo Henrique Horovits, pulicada no Diário Oficial do DF desta quarta-feira (25). Ele foi nomeado para exercer o Cargo de Natureza Especial (CNE07) como diretor da Diretoria de Apoio Operacional, da Subsecretaria de Infraestrutura da Secretaria de Saúde do DF. Este nome já foi o algoz de todos os servidores em tempos do governo Rollemberg.

Para a presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues, é inaceitável que este nome volte aos quadros de gestão para perseguir, humilhar e reduzir os servidores da pasta da Saúde.

“Determinados erros nas nomeações levam a gestão a pagar um preço político altíssimo. E quando chegar a hora de prestar contas com o povo, somente aí, verá o tamanho do erro, mas aí será tarde demais e a desmoralização será grande.

Servidores relatam suas vitórias em ações e processos

Ter, 24 Set 2019

Conheça a história de alguns servidores que já receberam os valores que ganharam na Justiça com auxílio do SindSaúde

Servidores da Secretaria de Saúde do DF contam sobre suas experiências e o sucesso de suas ações e recebimento dos valores com auxílio do Jurídico SindSaúde-DF.

O SindSaúde disponibiliza aos seus sindicalizados a consulta para descobrir se existe algum valor a receber, seja ele de exercício findo, pecúnias ou qualquer outro direito que não tenha sido devidamente garantido. Se houver, o Jurídico abre o processo no Judiciário para que o devedor pague.

Veja os vídeos:

Servidora ganha na Justiça exercício findo de R$ 74 mil

Ter, 24 Set 2019

O Jurídico conquistou ainda outras ações de exercício findo, além de uma incorporação da GATA em 2ª instância

Os advogados do SindSaúde seguem auxiliando os servidores da Saúde na Justiça. Esta semana 5 processos de exercício findo que somam mais de R$ 123,4 mil foram julgados procedentes aos trabalhadores. Além de uma decisão favorável em 2ª instância para a incorporação da GATA de um servidor.

O Distrito Federal foi condenado pela 6ª Vara da Fazenda Pública do DF a pagar a aposentada créditos relativos a atividades de exercícios anteriores no valor de R$ 74.501,38.

O 2º Juizado Especial da Fazenda Pública do DF sentenciou o GDF ao pagamento de débito reconhecido administrativamente no valor de R$ 4.186,02 a servidor. O mesmo órgão julgador decidiu que o DF terá que pagar verbas em exercício findo no valor de R$ 4.987,09 para servidora.

O DF também perdeu em outro processo de exercício findo no valor de R$ 12.226,93.

SES faz 6ª chamada de servidores transferidos do Iges-DF

Ter, 24 Set 2019

Profissionais que constem nesta lista devem se apresentar na sede da secretaria às 14h30 desta quarta-feira (25)

A Subsecretaria de Gestão de Pessoas (Sugep) divulgou a 6ª chamada de servidores que pediram transferência das unidades geridas pelo Instituto de Gestão Estratégica de Saúde do Distrito Federal (Iges–DF) para voltarem a Secretaria de Saúde. Os nomes presentes nesta lista deverão comparecer à sede da SES às 14h30 desta quarta-feira (25), com o formulário do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES) devidamente preenchido.

Estes servidores optaram por retornar a SES quando as unidades em que trabalham adotaram o modelo de gestão do Iges-DF. A escolha foi pessoal e com liberdade. Estes trâmites constam na Portaria nº 213, de 8 de abril de 2019, publicada no DODF de 9 de abril deste ano.

Esta é a sexta chamada, pois estes trabalhadores estão sendo transferidos de forma gradual conforme a necessidade da Saúde e a possibilidade de substituição do Iges-DF.

CLIQUE AQUI

É Lei: Servidores do DF têm até 120 dias para compensar faltas

Sex, 20 Set 2019

Alteração é uma demanda antiga do SindSaúde que foi acatado pelo atual governo

Uma demanda do SindSaúde-DF em defesa dos servidores da Saúde virou lei. Está publicado no Diário Oficial do DF desta sexta-feira (20), a alteração na Lei Complementar 840 que permite aos servidores compensar faltas em até 120 dias. Antes, o prazo máximo era de 30 dias.

O Projeto de Lei Complementar foi enviado à Câmara Legislativa do DF pelo governador Ibaneis Rocha pedindo a ampliação para quatro meses do prazo que os servidores têm para justificar ausências no trabalho.

Em reunião com o governador, em janeiro deste ano, a presidente do SindSaúde-DER, Marli Rodrigues, já havia reforçado o pedido. Um termo de compromisso foi assinado pelo governador para atender as demandas do sindicato.

O projeto foi votado em caráter de urgência pelos deputados e publicado hoje no DODF. Agora, passa a vigorar com a seguinte redação:

Art. 63. Em caso de falta ao serviço, atraso, ausência ou saída antecipada, desde que devidamente justificados, é facultado à chefia imediata, atendendo a requerimento do interessado, autorizar a compensação de horário a ser realizada até o final do quarto mês subsequente ao da ocorrência.

Art.

SindSaúde orienta aposentados sobre direitos

Qui, 19 Set 2019

Encontro com servidores do Gama discute direitos como: exercício findo, pecúnias e PIS PASEP

A Direção do SindSaúde promoveu na manhã desta quarta-feira (18) reunião com os aposentados da Saúde do DF da regional do Gama. O evento ocorreu no Hospital Regional do Gama (HRG). Nas próximas semanas, a presidente Marli Rodrigues deve se reunir com aposentados de todas as regionais com o mesmo objetivo.

Na pauta, a orientação aos servidores sobre seus direitos para buscarem, junto ao governo, possíveis diferenças de valores que possam existir após anos de prestação de serviços.

Um dos assuntos do encontro foi o PIS PASEP. O sindicato alertou que o PASEP é uma obrigação do Estado Brasileiro e não foi devidamente atualizado de acordo com os benefícios financeiros e atualizações dos últimos anos. Por isso, o departamento Jurídico orientou que cabe uma reparação judicial. O SINDSAÚDE-DF já havia aprovado em assembleia o ajuizamento de uma ação coletiva cobrando as atualizações das contas PIS/PASEP para os já sindicalizados ou novos associados que se aposentaram nos últimos 5 (cinco) anos.

Outro

PIS PASEP: SindSaúde convoca aposentados

Qui, 19 Set 2019

Ação coletiva cobrará atualização de depósitos em contas dos servidores inativos

O SINDSAÚDE-DF convoca todos os seus sindicalizados (ou não), aposentados nos últimos 5 anos, para assinatura de procuração e cadastro prévio para mobilização da categoria na cobrança das atualizações das contas PIS/PASEP.

De acordo com o coordenador Jurídico, Leonardo Chagas, a mobilização serve para reunir os interessados e notificar o Banco do Brasil a fornecer os extratos das contas correspondentes no momento das aposentadorias.

“Como se sabe, o depósito do PASEP constitui obrigação do Estado Brasileiro e não foi devidamente atualizado de acordo com os benefícios financeiros e atualizações dos últimos anos, o que enseja a reparação judicial”, destaca Chagas.

O SINDSAÚDE-DF aprovou em assembleia o ajuizamento de uma ação coletiva para a correção e cobrança desses valores, proporcionando, inclusive, condições diferenciadas para filiação daqueles que ainda não compõem o quadro de associados da entidade.

“O

Servidor pode realizar TPD logo após licença médica

Ter, 17 Set 2019

Diferente das regras de horas extras, TPD pode ser realizado no dia imediato ao fim da licença médica

A Secretaria de Saúde publicou uma nota respondendo aos questionamentos de inúmeros servidores sobre a realização do Trabalho por Tempo Definido (TPD) logo após a uma licença médica, a Subsecretaria de Gestão de Pessoas (Sugep) esclareceu que não há impedimento legal para que servidor que esteja retornando de uma licença possa prestar o serviço.

Segundo a nota, existe uma diferença de legislação entre ao serviço extraordinário (hora extra), que é regulado pela Portaria nº 340, de 26 de junho de 2017 e o TPD. “Não há previsão legal para que servidores afastados por licença médica ou odontológica tenham de esperar três dias subsequentes ao fim do período de afastamento para a prestação do serviço.” afirmou o diretor de Pagamento de Pessoal, Oziel Márcio da Silva Castro.

Desde

Ações vitoriosas de exercício findo somam mais de R$ 77,5 mil

Sex, 13 Set 2019

Advogados do SindSaúde auxiliaram 5 servidores nesses processos

O Departamento Jurídico do SindSaúde auxiliou servidores da Saúde em cinco processos de exercício findo que foram considerados procedentes. Todas as ações somam mais de R$ 77,5 mil. Em um dos casos, um servidor receberá do Distrito Federal quantia superior a R$ 27 mil.

O DF foi condenado a pagar verbas de exercício findo no valor de R$ 11.992,95 a uma servidora. A decisão foi do 2º Juizado Especial da Fazenda Pública do DF. Em outras decisões, o 3º Juizado Especial da Fazenda Pública do DF julgou procedente que servidores recebam a quantia de R$ 2.654,84; R$ 13.433,39 e R$ 21.579,68, respectivamente, a título de débito reconhecido administrativamente.

Por fim, o mesmo órgão julgador sentenciou o DF a pagar a uma única servidora o valor de R$ 27.864,74 referentes a dívidas de exercício findo.

Em todos os casos de dívidas reconhecidas administrativamente os valores deverão ser corrigidos monetariamente pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo Especial - IPCA-E.

Servidora

Conselhos fazem pesquisa sobre violência contra profissionais de saúde. Participe!

Sex, 13 Set 2019

Estudo é a primeira etapa de uma campanha contra práticas de opressão e agressão sofrida pelos trabalhadores da área

O Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal (CRM-DF), em parceria com o Conselho Regional de Enfermagem do Distrito Federal (Coren-DF), está realizando uma pesquisa sobre a violência contra profissionais de Saúde. Esta é a primeira etapa de uma campanha contra a opressão sofrida por trabalhadores da área.

A iniciativa tem por objetivo incentivar que os profissionais entendam a importância de registrar estes crimes por meio de boletins de ocorrência.

Segundo uma pesquisa da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), realizada com 20 mil profissionais de saúde de países latino-americanos, 66,7% dos entrevistados já sofreu algum tipo de agressão no local de trabalho, isto no ano de 2015. O estudo apontou ainda que ¾ das agressões ocorreram em instituições públicas de saúde e são motivadas pela demora no atendimento (44,2%), falta de recursos para o cuidado (28,2%) e notificação de morte (8,6%).

Para

Hospital de Base: 59 anos de dedicação dos servidores

Qui, 12 Set 2019

A unidade traz em sua história grandes lutas dos servidores e vitórias para seus pacientes

O Hospital de Base do Distrito Federal completa seus 59 anos de serviço à população. Junto com ele, os servidores comemoram 59 anos de luta por uma saúde justa, digna e igualitária. A unidade, que nasceu referência no atendimento ao Distrito Federal continua a ser gigante, não só em estrutura física, mas no coração de tantos servidores e pacientes, a maior unidade de Saúde da capital do País.

Inaugurado em 12 de setembro de 1960, data de aniversário do então presidente da República Juscelino Kubitschek, o hospital nasceu quase 5 meses depois da inauguração da capital.

Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília-20.6.2017Foto: Gabriel Jabur/Agência Brasília-20.6.2017

São 52 mil metros quadrados de área construída. Os 12 andares da edificação, parte mais conhecida e evidente, mas que não é a única a compor o complexo hospitalar, estão na memória e no coração de diversos profissionais que passaram boa parte de suas vidas se dedicando ao povo e atendendo desde os mais famosos pacientes, como o presidente eleito Tancredo Neves em 14 de março de 1985, até os mais humildes moradores das periferias do DF.

Por