Servidora denuncia situação de caos no Centro Obstétrico de Santa Maria

Qui, 11 Out 2018

Unidade tem déficit de profissionais e espera superior a 10 horas para realização de partos. Direção avalia restringir o atendimento às pacientes do alto risco

A unidade de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital Regional de Santa Maria (HRSM) está em situação caótica. A informação foi afirmada em despacho de uma servidora, membro da chefia do Centro Obstétrico do HRSM, entregue ao diretor da unidade, em 04 de outubro. Segundo o documento, o número de médicos não é suficiente para a demanda de atendimentos.

Segundo a servidora, atualmente existe no HRSM um déficit de aproximadamente 324 horas de RH de médicos obstetras. A situação se agravou após a reabertura de atendimento para pacientes de baixo risco.

O SindSaúde teve acesso a tabela que mostra um salto de 143 partos em fevereiro para 358 em maio deste ano. Porém, o quadro de profissionais continua reduzido, o que é ainda pior quando algum médico falta ou entra de atestado.

Tabela Partos hRSM

No

Cadê o pagamento dos TPDs, governador?

Qua, 10 Out 2018

Desde a aprovação da Lei 6137/2018, que instituiu o Trabalho por Período Definido (TPD), já se sabia que era mais um engodo criado por esse governo para maltratar e lesar os servidores.

Não obstante a supressão do percentual que incide sobre a hora extraordinária, que a lei trabalhista preconiza como 50% e a aberração normativa distrital fixou em 25% sobre um valor fixo por categoria, os servidores ainda tem que conviver com a inadimplência, com o calote.

A mudança na lei só trouxe prejuízos e não cumpriu sequer com o prazo expresso para o pagamento que deveria ser feito em até 60 (sessenta) dias após o mês trabalhado. O trabalho começou a ser feito em JUNHO deste ano e deveria ter sido pago em SETEMBRO. Até agora, nenhum pagamento foi feito. E o que é pior, ninguém deu qualquer notícia ou satisfação para os credores, no caso, os servidores.

Descaso: parte da Rodoviária do Plano Piloto é interditada por risco de desabamento

Qua, 10 Out 2018

Autoridades ainda não divulgaram detalhes, mas população é quem sofre mais uma vez

A Defesa Civil interditou parte da Rodoviária do Plano Piloto na tarde desta quarta-feira (10/10), deixando a população com dificuldade de acesso aos ônibus e tendo que percorrer longas distâncias para chegar até as baias de embarque.

Segundo informações da Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap), alguns cabos de sustentação da estrutura da Plataforma B se romperam quando técnicos de uma empresa de telefonia instalavam antenas no local. A interdição ocorre para evitar perigo para as pessoas por conta do risco de desabamento.

"Na semana passada o SindSaúde-DF estava na Rodoviária fazendo uma manifestação e o governador veio com todos os seus comparsas para atacar e confrontar. E agora, quando o próprio povo está sendo confrontado com uma interdição na hora de voltar para casa, onde ele está?", questionou a presidente do SindSaúde-DF, Marli Rodrigues.

Empresa que mantém rede de internet do Samu está sem pagamento e trabalhando sem contrato

Qua, 10 Out 2018

Inova pediu reunião urgente com Secretaria de Saúde para resolver situação

A empresa Inova Comunicações Inteligentes está trabalhando sem contrato e com pagamento atrasado. Responsável pela rede de internet do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), a empresa solicitou reunião com urgência na Secretaria de Saúde para resolver o problema e o serviço pode ser suspenso.

A Inova fez um contrato emergencial com a Secretaria de Saúde em fevereiro deste ano, por meio de dispensa de licitação. O valor total acertado, para 180 dias de prestação de serviço, foi de R$ 3,7 milhões. O documento venceu em agosto.

Além de não estar recebendo pelo serviço já prestado em contratos anteriores e também no contrato emergencial, a Inova não recebeu informações da SES quando o prazo do contrato emergencial venceu e está trabalhando sem contrato há mais de um mês.

Recentemente, a empresa Vanerven Solution suspendeu o serviço atendimento das ocorrências no telefone 192 também por calote e falta de pagamento. Servidores de diferentes categorias precisaram ser desviados de função para atender as ligações.

Tecnologia

Inova Comunicações Inteligentes presta serviço de manutenção e garantia de solução tecnológica composta de uma Central de Regulação Médica de Urgência.

Recursos da GATA e Isonomia estão na Lei de Diretrizes Orçamentárias 2019

Qua, 10 Out 2018

Foi publicado no DODF desta quarta-feira (10) a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), promulgada pelo presidente da CLDF, deputado Joe Valle. A divulgação ocorre após a derrubada dos vetos feitos pelo governador Rodrigo Rollemberg em matéria de interesse dos servidores.

Essa foi uma grande derrota imposta ao governo, que queria suprimir indicações de concursos e a alocação dos recursos para assegurar o pagamento da GATA, da Isonomia e da reestruturação das carreiras, impedindo o próximo governante de pagar o que é devido por falta de previsão orçamentária.

Era a última maldade de um governo que agoniza e sairá pelas portas dos fundos, depois, de ter sido eleito com a promessa de "valorização do serviço público" e "atitude para mudar". Segundo fontes do SindSaúde, o dia de hoje não está nada bom para Rollemberg, que segue somando e relembrando suas derrotas. Tem quem diga até que ele passou mal, após a publicação...O

Depressão caminha para ser doença mais impactante do planeta

Qua, 10 Out 2018

Por pressão e condições precárias de trabalho, servidores da Saúde estão entre os que mais têm a saúde mental comprometida

Balanço da Organização Mundial da Saúde (OMS) traz dados preocupantes sobre a depressão. Segundo a entidade, a quantidade de casos de depressão cresceu 18% em dez anos e, até 2020, esta será a doença mais incapacitante do planeta.

Nesta quarta-feira, 10 de outubro, é o Dia Internacional da Saúde Mental. A data foi instituída em 1992 pela Federação Mundial de Saúde Mental e busca chamar atenção para o tema. O assunto ainda é vítima de muito preconceito e tabu por grande parcela da sociedade, porém, a pessoas acometidas por estes danos precisam de apoio e ajuda.

Durante todo o mês de setembro, destinado ao combate ao suicídio, por meio da campanha Setembro Amarelo em todo o território nacional, o SindSaúde publicou várias matérias sobre o assunto. Diversos servidores da saúde estão doentes mentalmente e uma grande parcela foi tirada de suas atividades profissionais.

Só entre 2015 e 2017, 40 mil trabalhadores foram afastados de suas atividades. Este número expressa o difícil obstáculo a ser superado pela gestão pública.

GDF faz mais uma compra com dispensa de licitação

Ter, 09 Out 2018

Aquisição de cateter pela SES já tem empresa contratada e terá custo de R$ 700 mil

A Subsecretaria de Administração Geral autorizou a Secretaria de Saúde do DF a dispensar a licitação para compra emergencial de cateter adulto. A empresa beneficiada será a Medlinn Hospitalar e o montante destinado é de mais de R$ 700 mil. A publicação está no o Diário Oficial do Distrito Federal desta terça-feira (09).

WhatsApp Image 2018 10 09 at 12.59.23

Este insumo é utilizado para infusão de medicamentos, soluções parenterais e monitorização de pacientes internados em UTI (Unidades de Terapia Intensiva).

O SindSaúde sempre foi contra este tipo de aquisição emergencial com dispensa de licitação. A rede pública precisa estar abastecida com todos os materiais necessários para atendimento dos pacientes. Porém, a falta de planejamento na reposição dos produtos pode aumentar custos, favorecer empresas, além de possibilitar dias ou horas de escassez dos insumos, o que tem ocorrido com frequência na atual gestão.

Saúde divulga sete pregões que somam custos de R$ 30 milhões

Ter, 09 Out 2018

Entre as compras por licitação estão insumos e equipamentos para a rede pública

Em seus últimos meses, o governo de Rollemberg segue com suas compras sem planejamento e com custos quase sempre duvidosos. No Diário Oficial desta terça-feira (9), sete pregões eletrônicos foram divulgados, abertura ou resultados, e somam o equivalente a R$ 30 milhões.

“Todos os equipamentos e insumos citados são necessários para o funcionamento da saúde sim, mas o que sempre questionamos é a forma como esse atual governo faz, sem planejamento e quase sempre às pressas, o que eleva muito os custos”, afirma a presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues.

Em um dos pregões mais caros, duas empresas foram vencedoras na disputa para compra de termodesinfectoras (equipamento destinado a lavagem, enxague, desinfecção térmica e secagem automática de instrumentais e utensílios) e autoclaves (também utilizado em laboratórios e hospitais para a esterilização de materiais).

Sem sistema, coletas laboratoriais são suspensas na região Sul

Seg, 08 Out 2018

Trakcare, LabTrak e SisMateriais estão fora do ar desde sexta-feira (5)

A Regional Sul, Gama e Santa Maria, suspendeu as coletas laboratoriais de toda a Atenção Primária da Saúde por conta dos problemas nos sistemas informatizados de atendimento. Desde às 13h de sexta-feira (5), Trakcare, LabTrak e SisMateriais apresentam erro e não estão funcionando em nenhuma unidade da rede pública do DF.

“No âmbito da APS da região Sul solicitamos que cancelem as coletas laboratoriais até que o sistema trackare seja normalizado”, diz o aviso enviado pela gerência aos servidores da regional Sul.

O laboratório que realiza os exames na regional fica no Hospital Regional do Gama (HRG) e recebe, a cada manhã, pelo menos 210 novas coletas para exames. São 7 UBSs na regional que atendem, cada uma, cerca de 30 pacientes por manhã.

Toda a Secretaria de Saúde está com sistema inoperante desde às 13h de sexta-feira (5). Segundo comunicado da equipe técnica, enviado na manhã de sábado (6), as máquinas que operam o sistema apresentaram falhas nos discos e não há previsão de solução.

Detecção precoce de câncer de mama aumenta chance de cura

Seg, 08 Out 2018

Saiba como fazer o diagnóstico e fique atenta às alterações do seu corpo

A partir dos 50 anos, todas as mulheres devem fazer mamografia a cada dois anos. Mas, e até lá, como identificar a doença? O câncer de mama muitas vezes começa com uma alteração na mama, por isso é tão importante a mulher conhecer o corpo e se familiarizar com o que pode ser suspeito e investigar melhor.

A orientação atual é que a mulher faça a observação e a autopalpação das mamas sempre que se sentir confortável para tal (no banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano), sem necessidade de uma técnica específica de autoexame, em um determinado período do mês, como era divulgado nos anos 80.

Na prática, a mudança na recomendação surgiu após muitas mulheres com câncer de mama descobrirem a doença a partir da observação casual de alterações mamárias e não por meio de uma prática sistemática de se autoexaminar, com método e periodicidade definidas.

Detecção

Descobrir

Unidades de Saúde estão sem sistemas há 3 dias e situação coloca em risco dados de pacientes

Seg, 08 Out 2018

Desde sexta-feira, sistemas de marcação de consultas, controle dos estoques e acesso a prontuários médicos apresentam instabilidade

A equipe de tecnologia que monitora os sistemas eletrônicos da Secretaria de Saúde informou, por meio de um comunicado, que o atendimento em toda a rede pública continua comprometido por conta de instabilidades. Os sistemas de marcação de consultas, estoques e prontuários médicos apresentaram falha na sexta-feira (5), e, até 12h desta segunda-feira (8), ainda estava fora do ar em todas as unidades da SES.

No sábado, foi informado que as máquinas que operam o sistema apresentaram falhas nos discos e não havia previsão de solução. Na noite de domingo (7), segundo a equipe da tecnologia, conseguiram um “sucesso parcial”. No entanto, logo depois, foi constatado um erro que colocou “em risco a integridade dos dados do Sistema”.

A instabilidade no sistema ocorre desde 13h de sexta-feira (4), conforme noticiado pelo SindSaúde.

HUB realiza exposição com fotos de pacientes que tratam o câncer de mama na unidade

Seg, 08 Out 2018

Evento faz parte das comemorações do Outubro Rosa e também contará com uma palestra

Até 26 de outubro, o Hospital Universitário de Brasília (HUB) promove uma exposição de fotos feitas com 11 pacientes que tratam o câncer de mama em sua Unidade de Oncologia. O evento faz parte das comemorações do Outubro Rosa, data em que as mulheres são conscientizadas sobre a importância da prevenção do câncer de mama.

Todas as imagens foram feitas no Parque da Cidade. O fotógrafo Guilherme Tonelli diz que a experiência foi muito emocionante em sua carreira profissional. “Tivemos total liberdade para criar o conceito da exposição, e foi emocionante. Entre uma foto e outra, a gente tinha que pausar para chorar”.

O HUB também realiza próxima terça-feira (9), às 16h, uma palestra com a ativista Flavia Flores que, após ser diagnosticado com a doença em 2012, se dedica a ajudar outras mulheres a enfrentar o câncer de mama por meio da informação e autoestima.

Ambas

Saúde está sem sistema desde 13h de sexta-feira e atendimentos estão prejudicados

Sáb, 06 Out 2018

Técnicos tentam ativar ambiente emergencial, mas nenhuma informação pode ser acessada

Toda a Secretaria de Saúde está com sistema inoperante desde às 13h de sexta-feira (5). Segundo comunicado da equipe técnica, enviado na manhã deste sábado (6), as máquinas que operam o sistema apresentaram falhas nos discos e não há previsão de solução. Enquanto isso, servidores não conseguem fazer qualquer registro nos sistemas Forponto, Sismaterial, TRKCare.

Servidores dos hospitais, centros de saúde e outras unidades da rede não conseguem registrar o ponto, visualizar histórico e prescrição de paciente. Segundo profissionais ouvidos pelo SindSaúde, não é possível acompanhar controle de medicação e material utilizado em atendimentos.

Na mesma nota, a equipe técnica afirma que está “trabalhando junto às empresas para subir, de forma emergencial, um outro ambiente no Data Center da Secretaria de Planejamento (SEPLAG)”.

WhatsApp Image 2018-10-06 at 17.25.11 (1).jpeg

“Isso é gravíssimo. O atendimento pode parar caso o GDF não resolva.

Protesto na Rodoviária do Plano Piloto faz barulho por fim do governo Rollemberg

Sex, 05 Out 2018

#ForaRollemberg já no 1º turno do SindSaúde-DF foi marcado por apitaço a dois dias da eleição

Centenas de pessoas aderiram ao apitaço promovido pelo SindSaúde-DF, nesta sexta-feira (5), na Rodoviária do Plano Piloto em um mesmo tom: #ForaRollemberg já no 1º turno! Cansada do descaso, a população que aguardava o transporte público para voltar para casa, por volta de 17h, fez barulho e mostrou que responderá aos desmandos do governo de Rodrigo Rollemberg nas urnas, no próximo domingo (7).

O APITAÇO FORA ROLLEMBERG ocorreu na Plataforma Superior da Rodoviária do Plano Piloto. Sindicalizados, servidores e população se misturaram num único sentimento: basta!

Para a presidente do SindSaúde-DF, Marli Rodrigues, a adesão da população no local de maior movimento da cidade mostra que nem todo o investimento do dinheiro público em publicidade será capaz de esconder os desmandos do governador. “Este é o nosso último ato contra Rollemberg.

Servidores buscam Tribunal de Contas para garantir direito especial de férias

Sex, 05 Out 2018

Deputado Wellington Luiz apresentou representação contra decisão do governo Rollemberg

Servidores que trabalham no Núcleo de Patologia Clínica do Hospital Regional de Santa Maria-HRSM, desenvolvendo suas atividades para atender a integralidade demanda das unidades de Pronto Socorro, Centro Cirúrgico, Centro Obstétrico, UTI adulto e infantil daquela regional, estão tendo o direito a férias de 20 dias consecutivos a cada seis meses negado pelo Governo Rollemberg. A irregularidade foi questionada nesta sexta-feira (5) em representação ao Tribunal de Contas do DF apresentada pelo SindSaúde com o apoio do deputado Wellington Luiz (MDB).

“Agradeço o SindSaúde-DF a oportunidade de estar mais uma vez representando esses trabalhadores que tiveram seus direitos covardemente retirados pelo governo. Através dessa representação pedimos que os conselheiros devolvam os direitos legítimos e que a Justiça seja feita”, disse o parlamentar.

A Lei 3.320/2004 prevê o direito especial de férias para integrantes da carreira de Assistência Pública à Saúde que trabalham em Pronto-Socorro, Centro Cirúrgico, UTI, Unidade de Queimados, Psiquiatria, Pronto-Atendimento e Tratamento de Saúde Mental.

“Bandeira Vermelha”: Superlotado, Hospital do Gama suspende coletas de exames na regional

Sex, 05 Out 2018

Servidores das UBSs do Gama e Santa Maria foram informados da medida via WhatsApp

Os servidores das unidades básicas de saúde (UBSs) da Regional de Saúde Sul – Gama e Santa Maria - foram surpreendidos nesta quinta-feira (4) com a determinação para a suspensão da coleta para exame de sangue hoje (5). Sem qualquer documento oficial, gestores fizeram o alerta por mensagens de WhatsApp. Alegaram que o Hospital Regional do Gama (HRG), para onde o material coletado é enviado e os exames são executados, entrou em estado de “Bandeira Vermelha”.

bandeiravermelha1

O laboratório que realiza os exames na regional fica no HRG e recebe, a cada manhã, pelo menos 210 novas coletas para exames. São 7 UBSs na regional que atendem, cada uma, cerca de 30 pacientes por manhã. Os pacientes desta sexta estão sendo remarcados para outras datas, mas só foram informados quando chegaram à unidade.

Em pleno Outubro Rosa, HRAN não realiza mamografia desde o começo do ano

Sex, 05 Out 2018

Falta do equipamento que detecta o câncer de mama também se estende ao Hospital de Taguatinga

O único mamógrafo do Hospital Regional da Asa Norte (HRAN) está quebrado há sete meses. A informação consta em um documento obtido por exclusividade pelo SindSaúde. O memorando foi encaminhado à Secretaria de Saúde no última quinta-feira (3) e é assinado pela Assessoria de Política de Prevenção e Controle do Câncer.

HRAN

Lamentavelmente, a situação ocorre no mês em que é comemorado o Outubro Rosa, campanha em que as mulheres são conscientizadas sobre a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama e do tratamento logo após a seu diagnóstico.

Em julho de 2017, o governador Rodrigo Rollemberg (PSB) afirmou ter zerado as filas de mamografia. Mas, um ano após o acontecimento tão celebrado por sua gestão, a situação das mulheres do DF que necessitam da rede pública de saúde não melhorou.

Ontem (3), o SindSaúde noticiou que o Hospital Regional de Taguatinga (HRT) também está sem o equipamento que diagnostica o câncer de mama. Além disso, a unidade irá realizar apenas oito exames de prevenção do câncer do colo do útero até o final deste mês.

“A

Sindicalizados conseguem na Justiça benefícios que somam cerca de R$ 84 mil

Qui, 04 Out 2018

Sentenças estão relacionadas a débitos do GDF e defesas foram feitas pelo Jurídico do SindSaúde

O Departamento Jurídico do SindSaúde obteve, na Justiça do Distrito Federal, a vitória em diversos processos referentes a direitos financeiros de servidores sindicalizados. O montante das vitórias, somente nesta semana, chega a R$ 84 mil. As seis ações foram resultado de ações de exercícios findos.

O 2º Juizado Especial da Fazenda Pública do DF julgou procedente que uma servidora receba R$ 5,6 mil de débitos referentes a pagamento de diferenças devidas a título de Gratificação de Alfabetização. Os débitos foram reconhecidos e atualizados administrativamente até 30 de novembro de 2017.

O mesmo órgão julgador condenou o GDF a efetuar o pagamento de mais de R$ 12,8 mil a outra servidora sindicalizada defendida pelo SindSaúde.

Uma terceira sindicalizada receberá R$ 13,5 mil do GDF referentes a acertos financeiros decorrentes de exercícios findos e uma quarta servidora receberá R$ 25,5 mil.

Mais calote: GDF deve R$ 15,9 milhões para empresa de vigilância

Qui, 04 Out 2018

Dívida foi informada à Secretaria de Saúde reiteradas vezes, segundo documento

O Governo do Distrito Federal deve R$ 15,9 milhões à empresa de vigilância Confederal, que prestou serviço de vigilância a diversos órgãos do Executivo, entre eles a Secretaria de Saúde, entre 2010 e 2017. Hoje, a empresa não está mais entre as contratadas e briga para receber o valor devido pelo governo.

A maioria dos valores devidos é relativa a repactuações feitas entre a empresa e o GDF. A última é de 15 de outubro de 2017, quando foi finalizada uma nova licitação e a Confederal ficou de fora dos lotes da Saúde.

“Os instrumentos contratuais estabeleceram cláusulas que preveem o pagamento pelos serviços prestados no prazo de até 30 dias após a apresentação da respectiva nota fiscal”, diz o documento da Confederal entregue à Secretaria de Saúde, com data de 3 de outubro.

Para

Mães de bebês vivem drama por falta de médicos especialistas no HRT

Qui, 04 Out 2018

Reportagem do SBT narra casos de crianças em estado crítico e que estão sem atendimento

Mães de bebês internados no Hospital Regional de Taguatinga (HRT) denunciaram ao telejornal SBT Brasília a falta de médicos especialistas na pediatria da unidade. A reportagem entrevistou diversos familiares de crianças que estão internadas no HRT, que afirmaram que o hospital possui apenas um médico que realiza o primeiro atendimento.

Uma madrinha de uma criança de 11 meses disse à emissora que o seu afilhado, que possui problemas neurológicos, está internado há dois dias no hospital e ainda não foi atendido por um neurologista.

Entre segunda e terça-feira, o menino teve três convulsões e, até quarta-feira (3), sequer foram feitos exames para saber o que ele tem. A família também solicitou a transferência dele e pensa em fazer campanha virtual para arrecadar dinheiro e conseguir bancar um atendimento na rede privada.