Segunda, 27 de abril de 2015
Lurian Leles

Lurian Leles

Publicado em Mobilização
 |  Quarta, 20 Novembro 2013 16:35
Tópicos:

Os especialistas em saúde realizaram assembleia geral nesta quarta-feira (20) em frente ao Palácio do Buriti para deliberar sobre os próximos passos do movimento. Enquanto a categoria se concentrou do lado de fora, fazendo muito barulho e ocupando as seis faixas do Eixo Monumental (sentido Rodoviária – EPIA) por cerca de uma hora, o  SindSaúde e a associação dos servidores reuniram-se com o secretário de Administração, Wilmar Lacerda, para negociar a equiparação salarial com os odontólogos, entretanto a resposta do governo não foi favorável à reivindicação. Para não fechar o canal de negociações, os representantes apresentaram duas contrapropostas, que serão discutidas tanto com os trabalhadores quanto com o GDF.

O governo apresentou uma proposta de equiparação com os enfermeiros, em vez dos odontólogos, a partir de setembro de 2014. Como isso não atende aos pleitos da categoria, os representantes lançaram mão de outras duas novas sugestões. Na primeira, haveria um acréscimo de 13% na parcela da Gata (Gratificação de Atividade Técnico-Administrativa) referente à 2013, outro, também de 13%, no pagamento da segunda, em setembro de 2014, e um último, no mesmo valor, em setembro de 2015. A segunda ideia prevê um reajuste salarial de 11% ainda neste ano e outros dois, na mesma porcentagem, em 2014 e 2015.

O resultado da reunião foi levado para a categoria, que esperava do lado de fora, para que houvesse a deliberação da greve ou não. Os especialistas decidiram, por meio do voto, deixar a assembleia em aberto para poder estudar as novas propostas. Duas reuniões estão agendadas com a Secretaria de Administração (SEAP), uma na sexta (22), com os técnicos da pasta para a apresentação dos cálculos, e outra na segunda (25), com o próprio Wilmar Lacerda.
Simultaneamente à reunião de segunda, os especialistas estarão reunidos em nova assembleia geral, onde deverão aguardar os resultados obtidos na SEAP, para então deliberar se será preciso paralisar as atividades ou continuar negociando. O local ainda será definido.

Os servidores da saúde lotados nas unidades prisionais manifestarão amanhã (8), a partir das 10h, em frente ao Presídio Feminino do Distrito Federal, também conhecido como Colmeia. Os profissionais queixam-se do corte na concessão da Gratificação de Exercício Temporário de Atividade Prisional (GETAP) – dada aos servidores de outras secretarias que estão lotados nas penitenciárias - que está deixando de ser paga aos recém-contratados e àqueles que cumprem jornada de 40 horas semanais.
A GETAP foi instituída pela Lei 3786/2006, tem o valor fixado em mil reais e era concedida a todos os servidores lotados há mais de seis meses no sistema penitenciário do DF. Segundo a legislação, a remuneração do servidor, somada à gratificação, não deveria exceder o valor de R$ 4 mil. Recentemente esse teto máximo foi quebrado e com isso o governo instituiu um número insuficiente de cotas , apenas 156 concessões foram feitas. Com isso, muitos deixaram de receber o benefício.

De acordo com os profissionais não houve nenhum comunicado oficial do governo sobre o assunto, mas há cerca de dois meses a SESIP – Subsecretaria do Sistema Penitenciário – não faz concessões aos trabalhadores que acabam de completar seis meses de serviço. “Eles sequer respondem”, conta um servidor.

A saúde prisional é composta por servidores de diversas categorias, como médicos, enfermeiros, odontólogos, fisioterapeutas, psicólogos, assistentes sociais e técnicos e auxiliares em enfermagem.

Publicado em Mobilização
 |  Quarta, 06 Novembro 2013 15:08
Tópicos:

O Sindsaúde realizou nesta quarta-feira (6) um café da manhã na Câmara Legislativa (CLDF) para cobrar o apoio empenhado pelos deputados em relação a reivindicação dos especialistas em saúde. A categoria tem assembleia geral marcada para amanhã (7) e exigiu do legislativo que articule com o governo uma negociação.

“Assim como estamos fazendo a nossa parte de reivindicar, esperamos que o legislativo atue, de forma muito competente, para que o executivo sente-se conosco numa mesa de negociação”, esclareceu a presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues.  Estiveram presentes no evento o presidente da Casa, Wasny de Roure, os distritais Patrício, Liliane Roriz, Rôney Nemer, Dr. Michel, Celina Leão e a federal Érika Kokay.

Todos os parlamentares assinaram um termo de compromisso e partiram o bolo da ‘Sabedoria, igualdade e isonomia’ para selar o apoio à campanha pela equiparação salarial com os odontólogos.

Publicado em Mobilização
 |  Terça, 05 Novembro 2013 12:31

Mais um dia de paralisações pontuais para os especialistas em saúde, dessa vez no Hospital da Asa Norte (HRAN) deu continuidade ao movimento que reivindica a equiparação salarial da categoria com os odontólogos. Nesta terça-feira (5) os servidores manifestaram na entrada do ambulatório da unidade.

Amanhã (6), o SindSaúde realizará um café da manhã na Câmara Legislativa (CLDF) com o intuito de buscar apoio entre os parlamentares para a causa dos especialistas.

 

Publicado em Mobilização
 |  Segunda, 04 Novembro 2013 14:08
Tópicos:

Os especialistas em saúde dão continuidade ao calendário de paralisações relâmpago e cruzaram os braços nesta segunda-feira (4). Os serviços prestados pelos profissionais no Hospital de Base (HBDF) serão suspensos durante todo o dia.

A paralisação dos serviços tem como objetivo chamar atenção do governo para a reivindicação da categoria, que exige a equiparação salarial com os odontólogos da Secretaria de Saúde.

As paralisações pontuais ocorrerão até o dia 7, quinta-feira, quando a categoria definirá os rumos da mobilização em assembleia geral. 

Matéria relacionada: Especialistas na CBN 

Publicado em Informe
 |  Segunda, 04 Novembro 2013 13:17

Na próxima quarta-feira (6) o SindSaúde promoverá um café da manhã  na Câmara Legislativa (CLDF) com o intuito de sensibilizar os deputados sobre a campanha dos especialistas em saúde pela equiparação salarial com os odontólogos. Nos profissionais programam ainda uma ação positiva, com a coleta de sangue no local para posterior doação ao hemocentro.

Um bolo será servido aos parlamentares como um símbolo de comprometimento com a luta dos especialista. “A guloseima significará a sabedoria, igualdade e isonomia. Quem comer uma fatia estará selando uma aliança com essa categoria”, explicou a presidente do SindSaúde, Marli Rodrigues.

Publicado em Na Mídia
 |  Sexta, 01 Novembro 2013 13:07

Contribuição Sindical anual obrigatória

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF) informa que no contracheque de outubro será recolhido o valor correspondente a dois dias de trabalho de todos os servidores, referente à Contribuição Sindical anual obrigatória. O desconto em duplicidade deve-se a uma decisão judicial, uma vez que em 2012 não houve o recolhimento.

A SES/DF esclarece que todo trabalhador está sujeito à contribuição, prevista no artigo 149 da Constituição Federal. O desconto é feito anualmente, por todos os empregadores, na folha de pagamento, no valor correspondente a remuneração de um dia de trabalho.

O secretário de Saúde, Rafael Barbosa, já está em negociação com órgãos jurídicos, no sentido de reverter essa cobrança. Não havendo essa possibilidade, está em andamento um acordo com a Secretaria de Administração Pública para que o débito ocorra parceladamente.

 

Fonte: SES/DF

Publicado em Mobilização
 |  Quarta, 30 Outubro 2013 13:30
Tópicos:

Os serviços prestados pelos especialistas em saúde do Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS-AD) da rodoviária foram suspensos nesta quarta-feira (30) para chamar a atenção do governo em relação à reivindicação da categoria, que exige equiparação salarial com os odontólogos. Os profissionais organizam para esta semana paralisações pontuais em diversas unidades, a exemplo da primeira ocorrida na terça-feira (29), na Farmácia de Alto Custo da 102 Sul.

Segundo  a assistente social do CAPS Carla Freitas, a categoria está mobilizada em gente à unidade de saúde desde às 8h. “Os especialistas do CAPS estão paralisados e estamos sensibilizando os médicos e enfermeiros para que o serviço deles também parem.  Sinto que o caminho é esse, o governo não vai dar nada se não nos organizarmos”, disse

 “O sindicato está apoiando o movimento com sua estrutura. Além disse, estamos à frente das negociações pois o governo negocia com quem tem legitimidade, que é o SindSaúde”, explicou o diretor Ênio Roberto.

Publicado em Informe
 |  Sábado, 26 Outubro 2013 18:07

Demonstrando mais uma vez que o SindSaúde possui membros ativos, diretores e funcionários cuidaram pessoalmente da mudança do setor de atendimento ao sindicalizado neste sábado (26).  E o clima não poderia ser melhor, todos estavam muito felizes com a mudança. “Não há palavras que descrevam o quanto é bom voltar para a nossa casa própria. Estamos ansiosos para receber os nossos sindicalizados nesse novo espaço”, classificou Marli Rodrigues, presidente da entidade.  O atendimento ao filiado volta ao normal na próxima terça-feira (29).

Publicado em Na Mídia
 |  Quinta, 24 Outubro 2013 18:36

Cerca de 350 pessoas fecharam 3 faixas do Eixo Monumental nesta quinta. Grupo inclui farmacêuticos, biólogos, nutricionistas e fisioterapeutas.

Cerca de 350 especialistas em saúde da rede pública do Distrito Federal fizeram um protesto no fim na manhã desta quinta-feira (24) por reajuste salarial e reestruturação da carreira para as categorias. Os manifestantes se concentraram em frente ao Palácio do Buriti e marcharam até o Hospital de Base de Brasília .
O grupo chegou a fechar três das seis faixas da via S1 do Eixo Monumental durante cerca de uma hora. O protesto teve a participação de farmacêuticos, biólogos, nutricionistas, e fisioterapeutas.

Segundo os manifestantes, os projetos de lei sobre reestruturação de carreiras, que foram enviados pelo governo do DF à Câmara Legislativa em setembro, contemplam apenas médicos, enfermeiros, dentistas e especialistas de saúde de nível médio, excluindo profissionais de nível superior.

Os especialistas querem a equiparação salarial com dentistas da Secretaria de Saúde. No último mês, a Câmara Legislativa aprovou o reajuste para a categoria. Até 2015, eles vão receber salários de R$ 13 mil para jornada de 40 horas semanais.

A Secretaria de Administração do DF informou, em setembro, que os servidores terão a incorporação da Gratificação de Atividade Técnica Administrativa (Gata) em três etapas nos meses de setembro até 2015.

No final de agosto, o GDF anunciou um projeto de reestruturação de 22 carreiras do serviço público, cujo impacto deve ser de R$ 1,2 bilhão nos próximos três anos. A proposta atinge mais de 60 mil trabalhadores, entre médicos, assistentes sociais e músicos da Orquestra Sinfônica.

Fonte: G1

© 2015 SINDSAUDE DF - SINDICATO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE DE BRASÍLIA-DF
SDS (CONIC) Bloco P - Ed. Venâncio III 1° Andar Sala 109/113 - CEP: 70393-902 - Brasília/DF 

Telefone: (61) 4063-9077 | E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. | Google+

 

Filiado à